Passado com a nova do SapaBonde!


PPKGente, não sei se vocês estão preparadas para essa nova música do SapaBonde, “XXT de Ouro”. Ela é tão sapatonesca, tão fanchista que não tem língua que ao ouvi-la não fique dura. A música é um batidão estilo pepeca-ostentação, sobre uma das pererecas mais desejadas de Brasília. Hmmmmmmmm!

Qüenda:

TÔ FÚCSIAAAAAAAAAAAA!

♪ “na universidade me formei em sapatão, fiz mestrado em xereca, doutorado em tesão” ♫

Dessa vez o grupo de funk-sapatista mais amado do Brasil se superou! Que música deliciosa, quanta rima rica, gente!

No site Noisey do Vice, elas explicaram qual foi a inspiração para a canção:

“Nos inspiramos numa viagem que fizemos para Fortaleza em 2010”, explica Carol, que produziu o beat da faixa. “Passamos dez dias nuas e bêbadas na praia, e no meio dessa intimidade toda apelidamos carinhosamente as xanas das amigas, dependendo da depilação. As mais destacadas foram Fidel e Hitler”.
A intimidade virou concurso para eleger a perseguida mais bela da turma, com a própria Carol no papel de jurada. “Depois de analisar bastante, houve um empate entre as gêmeas do Bonde. Afinal, melhor que uma xxt, são duas xxt iguais!”, celebra.
A letra, escrita pela Luara, se inspirou ainda em outra das Sapabonde, Nina, que vivia com as unhas douradas. “Nos intrigava saber quem era a menina com a xoxota de ouro que a Nina vivia comendo”, brinca.
Delícia, né non?

Kooriosidades – Na Cama com Sarah [Tema: Preferências Trocadas]


sarah cama

 

Sim, o banner é provisório e feito no paint, porque eu não sou disáiner e tenho que depender da boa vontade da puta do Dé fazer outro pra mim com o nome trocado.

O tema de hoje é curioso porque pela primeira vez aconteceu algo que eu nunca vi: ambos os lados se mostraram interessados em mudar de papel.

Nós sabemos o quanto é complicado quando um ortodoxo namora um versátil. Uma hora o relacionamento sempre acaba com a parte versátil querendo comer ou dar e o outro lado cedendo, incomodado, e mandando e-mail pra trans aqui querendo saber como faz pra convencer o boy a parar de tentar virar o edi/meter a neca.

Cata o e-mail:

retorno

Clique para ampliar

 

Se eu tivesse acabado de injetar minha Perlutan e estivesse tomada pela progesterona, vulgo urina de satanás, eu diria pra beesha parar de show e comer o namorado logo, até aprender a virar um ativo de respeito.

Mas como estou praticamente um Ursinho Carinhoso depois de tanto estrogênio que tomei, eu vou dizer que esse é o momento perfeito pro casal reaprender a fazer sexo. Sério, gente, só eu acho romântico os dois parecerem dois virgens descobrindo como trepar?

Para começo de conversa: FAÇA UM CUZINHO DE BOLA

[youtube https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Gb-gHHsBcXk]

Pode parecer coisa de virjão, e é, MAS NÃO! O cuzinho de bola vai te dar tempo para treinar algo fundamental no sexo anal: ritmo.

Não existe na face da Terra uma beesha que consiga gozar com um boy que mete como se estivesse dançando Crazy in Love, da Beyoncé: Ó ô ó ô, ó ô, aí acelera, oh no no.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=ViwtNLUqkMY]

E minha próstata assim:

tumblr_muoaxzCR0b1s49x9io1_400

O erro de todo homem ruim de cama é não manter o ritmo frequente e rápido, como Pump it de Black Eyed Peas:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=ZaI2IlHwmgQ]

ISSO É UM ORGASMO! E eu caminhando da cama pro banheiro:

cambaia

Outra dica é: Masturbação!

Yes! Descabele o palhaço, frequentemente! Isso vai te fazer aprender a segurar o gozo. Porque se tem uma coisa que um ativo inexperiente não sabe fazer é segurar o orgasmo, principalmente porque koo a gente sabe como é, justo como uma calça 36 da Zoomp.

Mas cuidado exagerar e terminar assim:

tumblr_mh4gs3cjUo1qjt5m8o4_250

E por fim, PRATIQUE!

MONTOU

Ninguém nasce sabendo fazer sexo. Se os dois sentem vontade de experimentar aquilo que não estão acostumados, nada mais sensato que pratiquem o máximo que puderem, sempre que tiverem oportunidade.

Festival de rachas!


Aviso: Pras beeshas vaginofóbicas e que não resistem ao contato visual direto com elas, desaconselho assistirem ao vídeo.

Que vídeo lindo, inspirador, mostra vaginas por um outro ângulo nada sexual, mais humano! Vem assistir comigo:

Amei, amei tanto que na Marcha das Vadias ontem fiz questão de tirar foto com uma vagina gigante e colocar no meu perfil do Facebook, simbolizando todo o meu amor.

Aliás, não só eu, o Dé também, olha:

65264_4785910820240_950336485_n raizes

Arrasamos, falaí!

p.s.: Eu, depois de ver o vídeo:

[youtube http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=ihSi3VnAO-w]

“JOGA ARROZ” – Tribalistas voltam com música em comemoração ao casamento gay


Depois de 10 anos, os Tribalistas, o trio musical composto por Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte, talvez o maior sucesso “recente” da música popular brasileira, voltou e por uma causa super nobre. Quem não se lembra dos clássicos chicletes do início dos anos 2000, como Já Sei Namorar, Velha Infância, É Você, Tribalistas, etc, etc, etc?!

"Claro... Em 2003, não estava ouvindo agora não..."

“Claro… Em 2003, não estava ouvindo agora não…”

Pois é, com a decisão favorável do Conselho Nacional de Justiça – lembra?, leia aqui -, que obriga todos os cartórios do Brasil a realizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo, o trio de músicos compuseram a deliciosa música intitulada “Joga Arroz”.

Ouça:

Bora karaokê, dá play aí de novo!

Joga arroz
(Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte)

O seu juiz já falou
Que o coração não tem lei
Pode chegar
Pra celebrar
O casamento gay

Joga arroz
Joga arroz
Joga arroz
Em nós dois

Quem vai pegar o buquê?
Quem vai pegar o buquê?

Maria com Antonieta
Sansão com Bartolomeu
Dalila com Julieta
Alexandre com Romeu

Joga arroz
Joga arroz
Joga arroz

Em nós duas em nós todos
Em nós dois

AMAY!

A mãe do Mr. Catra


Já ouviram o hit do verão? Vovó Ribinha em “O calor da pica”?

“Se o senho padre soubesse/ o valor que a foda tem, largava a santidade/ e vinha fuder também”, “Pica não namora, somente chora quando vê buceta!”, “De fudê já chega, nego! Seu pau tem manteiga!”, “Homem endurece a pica e a mulher bate o pinguela”. Isso é que é música de sacanagem de verdade, não são como esses funks modernos que querem chocar apenas porque usam palavras como grelo, xoxota, cu, piroca… Como diz Pedro Bial: “POESIAAAAAAAA!”

E se seu pai ou mãe ouvir você arrasando na Valesca e te julgar fala: “bitch, eu sei que na sua época tinha coisa pior…”

“Gostei do seu timbre, você me emocionô. Meu voto é SIM!”

Via Não salvo.

Katy Perry lança o clipe de “Wide Awake”


A dulcíssima Kathy Beth Terry lançou o videoclipe da música “Wide Awake”. O clipe é um troço meio Alice, começa com o fim da gravação do clipe “California Gurls” e termina com uma cena como se Katy estivesse entrando num show.

Vendo o clipe a gente só pensa numa coisa…

[videolog 796033]

bad trip, viagem de ácido! #quemnunca

Via PapelPop.

Neideing me


Gente, olha que legal! Esse rapaz hétero (hauhahauhauahuahuahuahuahuhaua) fez um daqueles vídeos em que a própria pessoa faz todos os trabalhos musicais, edita e junta tudo depois com os clássicos da Neide: “Crazy”, “Oops… I Dit it Again”, “Circus”, “Toxic”, “Womanizer”, “Piece of me” – minha preferida de longe – “Hold It Against Me”, vulgo “oh oh oh oh” e outrash… Qüenda:

Será que ainda dá tempo de eu aprender música ou já estou cacura demais? Quero fazer o mesmo – sou invejoso!

Aliás, vendo assim as músicas de BritBitch a gente até lembra porque ama essa racha louca, né?

Vi no PapelPop.