Tinder em terras desconhecidas


por Suzanne

Eu  preciso falar sobre o tinder quando estamos viajando. Este post então entra na categoria dicas de viagem e dicas do coração.

O que é o tinder, ou o (caidíssimo) Brenda, na nossa cidade? É uma vitrine.

E o que encontra? A ex peguete, ex namorada, ex amiga, ex da sua ex (que olhando melhor parece interessante mas tá com medo de chegar pq já a xingou e ela sabe!), estão ali aquelas 3 que vc não conhece mas sua best já pegou. Em resumo: boring…

Então você viaja para um lugar tão tão distante e instala essa tentação de Satan. Aí, colega… aí é tudo novo! Metade gringa e você vê a oportunidade que a vida está dando de desenferrujar o inglês, isso conta!

Hillary: 1,2 km de distância. Joga lá o coração na foto dela. Cindy: 4km, coração. Sabrina: 10 km, s2. Stephanie: 1 km, s2.   Pronto! Tomei a iniciativa e agora é esperar!

 Acendo o cigarro de índio e coloco na playlist “Estilo Cachorro”.

 Começo a pensar nas gírias gringas que conheço “mando logo um uatsap gurl*” para provar que manjo demais e que ela pode conversar sem medo de não ser entendida.

O tempo passa, Estilo Cachorro acaba, o cigarro já me queima os lábios e a fantasia acabou. Bate aquela insegurança e procuro no app uma forma de descurtir, a coragem acabou e se alguém curtir de volta minha covardia será confirmada. Vergonha pouca é bobagem. Então, Stephanie, sem saber, me curte. Vou ver quem é já toda cagada de vergonha. Ela 1,79m, isso é alto pra caralho! Sou brasileira e tenho 1,63m!!!

Man,  ela  puxou assunto! Já começo a raciocinar em inglês, como se o problema fosse esse.

 Já calculo 1,63+1,79/= de 69. Não tem como! Por que não olhei isso antes?

 Ela pergunta onde estou hospedada, minto e falo o local ao lado.  Pergunta que dia vou embora. Tomorrow,  menti novamente. Ela tem 29 e nada a perder, quer me ver.  Eu não tenho sequer dignidade a este ponto.

 E  penso, se estilo cachorro é isso,  sou um poodle e ela um dog alemão.  Ela sabe meu tamanho?

, pergunto.

 Sim, ela sabe e achou “so cute”! Agora  divido minha dor com as ativas baixinhas deste mundo de meu Deus. Tem alguém aí querendo ser cute?

 Preciso dormir cedo para viajar amanhã. Ela lamenta, eu lamento.

 Lembro da Diva Inês  “ainda estou nova,  graças a Deus!”. Desativo o app ou Stephanie saberá que continuo aqui ao lado.

 É isso, quem nasceu para ser Susu jamais será um Giácomo

:

Screenshot_2015-01-08-15-11-44Para ler ouvindo:

Nova colaboradora, Suzanne!


Olá, pessoas!

Meu nome é Suzanne Tremembé,   acho que alguns me conhecem,  serei a voz Reunião  cazamigas! da Sapa lésbica neste blog.

Aqui falarei  de coisas realmente importantes como a combinação dos signos,   senhas compartilhadas,  melhores preços de frete,  Brenda,  tinder, Ana Carolina,  a ex da ex que agora é sua esposa e muito mais!

Aceito sugestão para o primeiro post pq o que tenho em mente pode  aumentar minha pena.

Que  toda minha maldade seja perdoada, porque metade de mim é cachaça e a outra é sinuca.

Beijos de sua amiga,  Suzie.

Passado com a nova do SapaBonde!


PPKGente, não sei se vocês estão preparadas para essa nova música do SapaBonde, “XXT de Ouro”. Ela é tão sapatonesca, tão fanchista que não tem língua que ao ouvi-la não fique dura. A música é um batidão estilo pepeca-ostentação, sobre uma das pererecas mais desejadas de Brasília. Hmmmmmmmm!

Qüenda:

TÔ FÚCSIAAAAAAAAAAAA!

♪ “na universidade me formei em sapatão, fiz mestrado em xereca, doutorado em tesão” ♫

Dessa vez o grupo de funk-sapatista mais amado do Brasil se superou! Que música deliciosa, quanta rima rica, gente!

No site Noisey do Vice, elas explicaram qual foi a inspiração para a canção:

“Nos inspiramos numa viagem que fizemos para Fortaleza em 2010”, explica Carol, que produziu o beat da faixa. “Passamos dez dias nuas e bêbadas na praia, e no meio dessa intimidade toda apelidamos carinhosamente as xanas das amigas, dependendo da depilação. As mais destacadas foram Fidel e Hitler”.
A intimidade virou concurso para eleger a perseguida mais bela da turma, com a própria Carol no papel de jurada. “Depois de analisar bastante, houve um empate entre as gêmeas do Bonde. Afinal, melhor que uma xxt, são duas xxt iguais!”, celebra.
A letra, escrita pela Luara, se inspirou ainda em outra das Sapabonde, Nina, que vivia com as unhas douradas. “Nos intrigava saber quem era a menina com a xoxota de ouro que a Nina vivia comendo”, brinca.
Delícia, né non?

Ellen Page, de ‘Juno’, sai do armário


Mais uma para a irmandade. A  atriz canadense Ellen Page, 26 anos, famosa por seu papel de adolescente grávida no filme Juno, declarou que é lésbica, no último sábado, em um discurso durante uma conferência sobre os direitos dos homossexuais em Las Vegas. Veja que lindo:

Que discurso lindo, que discurso inspirador! Ao contrário de outros famosos que se utiliza daquela falácia de que não há motivos pra se assumir lésbica, porque nenhum hétero diz aos pais que é hétero. Sambô, gata, lacrô, querida, ela não deu só um, mas um monte de motivos de porque ainda é importante se assumir gay e lutar por nossos direitos, o fundamental, inclusive, o direito de existir – o nosso e de tantos outros que sofrem conosco de viver numa sociedade desigual e preconceituosa. Enfim, deu um show de consciência política.

Muita coragem, especialmente porque diferentemente de nós, meros mortais anônimos, famosos não tem aquele direito ao armário instrumental seletivo, ou seja, assumir apenas em alguns níveis e em outros não (por exemplo: para amigos e não para a família, na faculdade e não no trabalho, etc). TODOS ficam sabendo e se sentem no direito de julgar. Por isso, merece nosso respeito!

E aí, abigãns sapas, quem lambe?

E o novo comercial da H2OH?!


A PepsiCo ousando. Eles lançaram um comercial com referências lésbicas – e até feministas, de certo ponto. Na campanha da H2OH! Limoneto, intitulada Affair,  um casal conversa na cozinha. Enquanto o homem prepara o jantar, a mulher chega do trabalho e insinua… Melhor você assistir:

É sutil? É sutil, mas já é uma referência positiva.Tiago Pinto, diretor de marketing da PepsiCo, falou sobre a campanha:

Nos últimos tempos o público tem se habituado a ver retratados em filmes, novelas e nas redes sociais novas situações e contextos sociais que ele já presenciava em seu dia a dia. Nesta nova campanha, sentimos que H2OH! também precisava acompanhar esse movimento e por isso, optamos por trazer para o filme uma cena que traduz a ousadia, a autenticidade e modernidade da marca, características que já são reconhecidas pelo consumidor de H2OH!

Para nós pode ser uma bobeira, mas tratar do tema em uma marca de refrigerante num país cada vez mais careta é uma grande ousadia. O vídeo vai ao ar na TV aberta de noite, no comercial da novela Amor à Vida (Globo).

E vocês, o que acharam?

Minha primeira transfobia: E que comecem os jogos


casulo-de-borboleta

Bem, como a maioria dos leitores aqui já perceberam pela minha foto nova, eu estou transicionando e amando os resultados. Acontece que eu queria mostrar, principalmente pras meninas que ainda não criaram coragem pra começar a terapia, que nem tudo são peitos, OPS, rosas, nem tudo são rosas.

Existe muita gente calhorda solta nesse mundo, principalmente na internet. Hoje, fui obrigada a descobrir por acaso que um grupo de Hentai (tal de Hentai Brasil 2.0) estava usando meu perfil e minhas fotos numa postagem na qual eles tentavam descobrir qual era o meu sexo.

Fiz prints, observem:

print 1print 2

Quer dizer, é sempre a mesma história, o que você tem no meio das suas pernas (ou o que simplesmente nasceu lá, mesmo que tenha tirado) infelizmente vai te perseguir pelo resto da sua vida, independente das pessoas admitirem que não vêem um homem quando olham pra você, ter um pênis (ou ter tido um) é motivo o suficiente pra tudo isso ser ignorado.

O pior é que isso não é só com quem tá começando, acontece o mesmo em casos absurdos como o da transexual perfeita que foi flagrada com o Romário e teve de ouvir a declaração de que “Ela é minha camarada, minha parceira, mas eu gosto é de mulher”.

E ela é o quê, porra, uma capivara?

ela3

Lamentável…

A última pessoa do print foi a única que me defendeu no post e, portanto, é a única que merece o direito ao anonimato.

O resto, fiquem à vontade para procurarem os perfis nos seus respectivos Facebooks e mostrarem TODO O SEU AMOR por gente preconceituosa.

tumblr_mxvg0xhul51qasdemo4_250