Coming soon! Guia Vix de Pegação: Grindr e outros aplicativos


ImagemOlha beeshosas, tenho que admitir que estou em dívidas com vocês em relação ao guia, mas algo me diz que ninguém deixou de pegar ninguém por causa da Tchynninha! Como esse babado fez a minha fama e me deu concorrência milhões, chegou a hora de mais um capítulo! Beijo disponivel.com e manhunt, é hora de jogar tudo para a palma da mão! Aguardem…

Uma obsessão: Patrick Schwarzenegger peladinho, naked, com a bunda de fora…


Olha, vou dizer que numa noite fria há décadas atrás, eu não empurraria o Arnald Schwarzenegger da minha cama. O tempo passou, ele virou “americano”, governador e um barango de marcar maior. Mas, esperto ele soube misturar seu DNA com o que há de melhor nos Estados Unidos: a família Kennedy! Eis que dessa mistura do Brasil com o Egito, ops, da Áustria com USA surgiu minha obsessão californiana: Patrick!

Será que curte greek kiss?

Será que curte greek kiss?

Que ele é gato, muitas de vocês já devem saber. Mas, eis que ele aparece assim com essa bundinha lisinha na França e deixa a trava aqui looooooooooouca, loukinha! Ok, não é o filé mignon, but I love this ass! hahahahha Centro de línguas da Ufes manda lembranças!!! Que tal curtir um pouco mais dele???

Bafão no Sexy Rose!


Imagem

Nem no escuro a Sra fica linda!

Olá beeshosas, pensaram que eu ia sumir sem o fim da história? Sem bliblibli, vamos lá! Para quem perdeu, eu, Tchynna Penedo, essa delícia que inspira Anitta e afins, estava passando meu feriado no Rio de Janeiro. Mais precisamente, no Sexy Rose que estava em um dia de cheio de mistério no ar – noir, também explica!

Depois que acenderam o luz do dark, as beshas se espalharam pelas cabines, sofás e cantinhos. A beesha Nirvana tava fazendo a festa com as melhores coisas do dia, mas nada durava muito tempo – ou seja, ela só tava pegando passiva. A beesha Nessie de 2 metros de altura e 5 de largura continuava vagando. A música tava fraca e Lindsay, só Buda sabe onde estava se metendo…

Eu fiquei andando pelo lugar e não me interessei por muita gente. As boas estavam ocupadas, os cafuçus só devem ir ali no dia da semana e quem me quis, eu hein???! Do nada as beeshas voltaram a sumir e eu logo entendi: Todas usando a visão noturna no Dark. Antes que eu ensaiasse entrar, percebi que um faxineiro e mais um outro funcionário começaram a expulsar todo mundo das cabines.

Beeshosas, foi um tal de povo sair fechando zíper e tentando disfarçar a armação. É claro que não arrombavam as portas. Mas, era um “se recomponho e venha para fora, por favor” que cortava qualquer tesão. Começou as teorias das bichas. Desde que tinha bomba até que a nena tava solta. Nisso, corri para o DR para ver se na calada do escuro ficava sabendo de alguma coisa.

Imagem

Graaande serão veredas em braile…

Um polvo tomou conta do meu corpo e me distrai. Hahahhaha Eu paguei 10 reais e queria ser feliz também né?! Foi nessa hora que entendi tudo. Uma bicha entrou correndo no dark room com um celular na mão, empurando geral e se misturando nos trenzinhos e almodegas calientes. Dois minutos e lá veio o funcionário atrás anunciando que ia acender a luz de novo. Pelo menos dessa vez ele avisou. A baixinha pirocuda ainda estava lá, acreditam?

Ficou esse pisca-pisca, uó! Não pegaram a bicha truqueira que deveria estar fazendo a festa nos pré-pagos e infinitys das beeshosas. Me deu preguiça. Vi que não ia aparecer nada de bom ali, liguei para Lindsay e fui para rua! E foi ai que cometi o maior erro: entrei em um cinema erótico que fica bem ao lado do Sexy Rose. Foi trevaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas!!!!!!!!

Tchynna voltou… ao Sexy Rose


hahahah eu to viva e não sou zumbi!

hahahah eu to viva e não sou zumbi!

Feriados prolongados foram feitos para quê? Viajar! Sou dessas e nunca menti. Eu sei que muita gente se perguntou por mim (e outras ficaram no recalque), mas não é isso que quero falar agora. Depois de anos, voltei ao Sexy Rose e tenho que contar tudo para as beeshosas do meu S2!

Imagem

Sou discreta na chegada

Era feriado, tinha promoção e eu fiz o esforço de ir para Rio de Gayneiro pela 81928494038 vez.  Marquinha em dia, no dia que deu praia e uns bebidinhas aqui, resolvi com Lidsay – uma amiga que apesar do nome é uma ursa gigante – dar uma volta pelo Centro do Rio. A gata veio com um papo de ver um exposição no tal museu novo, mas deu tanta volta que paramos na Cinelândia. Uma olha para a cara da outra e pensou: partiu, Sexy Rose!

Nada tinha mudado desde a última vez que escrevi sobre lá. A mesma vitrine com manequim prateado e o mesmo sexy shop na entrada.  Como eles sabem que ninguém vai lá para assistir ao filmes nas cabines, eles acabaram com as fichas e a pornográfica corre solta em looping! Arte! Não vou dizer que estava lotado, mas tava bombando!

Imagem

“Sou menina, sou mocinha”

Nunca revelei, mas sempre dou uma “cafuçada” no meu visual quando vou nesses lugares. Prendo o cabelo, ponho um bonezinho e deixo a camisa mais solta. Engana alguém? Nunca! Mas eu me sinto a pedreira. Na parte de baixo, uns cafus gatinhos sentados no sofá. Ou estava no momento entre-gozo ou fazendo a princesa Disney esperando o príncipe aparecer pela porta. Uma beeshosa descia louca pela escada e foi para o banheiro. Pensei em esperar, mas vamos para o andar de cima.

Acabaram com o labirinto-room 😦 Não ia ter show de Drag ou coisa do tipo. E a música tava baixa. Dei umas voltas pelas cabines e todas ocupadas! Não sobrou um glory-hole disponível. Fui obrigada a entrar no grande dark-room. A marofa tava solta lá e eu não agüentei dois minutos de cegueira. Lidsay? Essa se perdeu nas trevas e só encontrei quando acenderam as luzes (já explico).

Resolvi comprar um otin mate – ay como to carioca! E um gato top-top DJ delícia daqueles que você quer fazer um filho com ele ali mesmo subiu as escadas sem camisas – com várias carrancas e hienas no rastro. Foi tomar um ar. Apareceu uma bicha tão grande, mas tão grande que a Lidsay parecia anã. O circo estava completo! A bela das belas tomou seu ar, deu uma volta e se atracou com uma delicinha com alargador na orelha e camisa do nirvana vintage! Se eu tivesse com o exú-voyeur tinha estacionado ali, mas queria baixaria amor e carinho. Voltei para a DR!

Imagem

Não tá fácil para ninguém

O babado tava quente. Mãos na minha neca, dedos na minha calça e muito gemidinhos. Os olhos se acostumaram, mas era tanta gente que só dava para sentir mesmo. Começa um empurra-empurra e páhhhhhhh acendem a luz! O povo corre que nem vampiro, mas alguns ficam com cara de onde estou.  Quase todo mundo, quer dizer. No canto, uma bicha empinativa dava lindamente para um boy pequeno e magrinho que bombava como se não houvesse amanhã. 30 segundos depois, os dois perceberam que as luzes estavam acesas e o povo assistia tudo e admirava que aquele rapaz tinha quase mais neca do que altura! O boyzinho puto parou tudo, suspirou e reclamou: “Não se pode nem mais trabalhar em paz”. Corta! Ele guarda a neca dura e sai do Dark. Apagam a luz!

Não, a história ficou longa, mas não acabou! Fui investigar o motivo de acenderem a luz assim do nada! Corri atrás de Lidsay! E aproveitei uns corpinhos. Tudo isso conto depois.

Um beijxxx para as recalcadas – já expulsamos as invejosas e lambidas nas beeshosas que eu amo!

The end of Summer


Imagem

Não, nem tenho palavras para dizer como 2012 está sendo terrível! Cada hora, morre mais um diva das beeeshosas, drags e travas!!! Nem nos recuperamos do baque da morte da Whitney, vem e morre a Donna Summer! COMO ASSIM???????? Não aceitooooooooo, não aceitooooooooo!!! Donna Summer morreu na manhã desta quinta-feira (17), aos 63 anos. A cantora sofria de câncer e estava vivendo na Flórida, nos Estados Unidos.

Além do luxo que era a Donna Summer, ela só fazia hits! Bee que é bee sempre se jogou ao som dos seus sucessos nas pixxxta da vida desde a época da finada Eros e da finada Queens (uma saudade: falsificar minha identidade e entrar na boate da Ilha da Fuuuumaça).  Eu já usei esse cabelo igual da foto na época de Viver a Vida… Dava um trabalho…

Mas, voltando a nossa diva! Por mais que ela não esteja entre nós, nas baladinhas ela será rainha absoluta! Vem diva e morre diva, mas a gente gosta é de uma boa baixaria do passado e disco music é clássico dos clássico!!!!

Beijoxxx Donna! E vamos relembrar o seu sucesso que mora nesse meu s2!!!!

mais informações, cata a matéria UÓl

Yes, voltei!


Imagem

Assim foi…

Tudo aconteceu assim, beeshosas. Eu estava com minhas amigas na Praça dos Desejos perguntando que ano era aquele dia. Mirthes queria porque queria ir para a Curva da Jurema, Lylybeth queria algo mais atual e ousada e Shyraika que é mais atacada queria ver o que restou do Final Feliz. Eu disse que não queria nada daquilo. Era dezembro de 2011. Resolvemos ir para o Triângulo, beber e decidir nossos destinos. Sentamos naquele bar e como era um dia de pouco movimento, fomos mais bem atendidas que em farmácia.  Lylybeth sugeriu uma rodada tripla de tequila. Três shots para cada uma sincronizada. No final, bebi as minhas 3 e mais as que restaram de Mirthes e Shyraika! Tudo que vem depois é um mistério!

O vidro do carro era escuro, mas eu percebi que estávamos indo para Bento Ferreira, meu bairro. Pensei que meu fim estava próximo e que ia virar estatística. O porteiro do meu prédio liberou a nossa passagem e ainda me desejou um boa-noite. Ele parecia ser delicioso, mas eu estava tão bêbada que se encontrasse a Dé ia achar a pessoa mais masculina desse universo. Quando entrei no meu ap, uma surpresa: minhas amigas estavam lá dentro com um de preocupadas e acompanhadas de um amigo mafioso, se é que me entendem… O boy disse “não disse que cuidava dela e a deixaria na cama?”. E assim, ele fez. Dormi em segundos…

O sol da tarde entrou no meu quarto de forma que eu não sentia desde quando eu não tinha minhas persianas. Uma dor de cabeça forte, pernas imóveis e boa muito seca. Tentei levantar e cai com tudo de volta na cama. Senti que não estava sozinha e vi um homem lindo com um sorriso maior que aquele sol perguntando se estava tudo bem. Ele me abraçou e desde então nunca mais soltou…

Sim, eu vou dar mais detalhes!!!