O que aconteceu com o Show do Gongo?


Gente, estou decepcionadíssima! Quem não se lembra do sensacional vencedor de 2007?

Maravilhoso, impecável, engraçadíssimo.

Entretanto, o de 2012…

E um bônus:

costanza

Luto

O vídeo está super bem produzido, sem dúvida, mas o conceito tá muito politicamente correto para um Show do Gongo, cadê a transgressão habitual, galerãm?

Jornalistões e publicitários, menos pedância e mais caricatice, PFVR!

Dica do Rodrigo

Cobertura da Parada Gay de Vila Velha [2012]


Primeiro, quero dizer que estou chateadíssima, porque tiraram uma foto minha segurando a plaquinha do “Eu voto contra a homofobia”, mas não me incluíram no site.

Eu sei que eu tinha usado a base errada e meu rosto parecia aquela restauração da velhinha espanhola. Mas tudo bem, por mim todas as fotos da parada gay se resumiriam a ESSA:

Simplesmente a montação mais SENSACIONAL que já vi em toda a minha vida! E ela ainda dublou Set me Free, catem a referência, mulé maravilha, cordas, liberte-me, gays, parada, tudo conectado.

Qué dizê, um cérebro é um cérebro, né, minha gente?

E cérebro também não faltou na apresentação bem oitentista de I Will Survive, relembrando aquelas drags da época que se montavam com poucos recursos, com uma pitadinha de empreguetes:

Foram as duas apresentações que mais me marcaram, mas isso não desmerece o talento das outras que fizeram shows, o problema é que eu estava bebendo atrás do trio nas primeiras apresentações e acabei perdendo tudo. A beesha não pode ver trio que já acha que tá no Vital.

Mas vamos então seguir a ordem cronológica dos basfonds.

Uma pele é uma pele

Cheguei por volta de 15 horas porque demorei para me arrumar, achei que devido ao sol precisasse usar um pouco mais de maquiagem, ledo engano, fiz um reboco tão grosso que me perguntavam se eu tinha sido exposto à radiação e virado o Coisa do Quarteto Fantástico.

Enfim, o trio foi comandado mais um ano pela Ana da Band, com a maestria habitual. Claro que não poderia deixar de citar as aparições de Miss Linda comandando uma parte do evento, e o discurso empolgante de Deborah Sabará, que colocou um pouquinho de política na cabeça de algumas beeshas que foram pra lá atrás de outro tipo de cabeça.

Imagens exclusivas do boy que dirigia a ambulância atrás do trio

Ainda não sei o motivo de só ter aparecido um trio elétrico, afinal, havia informado a vocês AQUI que seriam dois, lembram-se? Pois é, não teve, mas bobagem, isso não alterou em nada a qualidade do evento. E pelo que eu ouvia na rua, não teve sequer uma ocorrência policial. Lindo, néam?

Será que os evangélicos sequestraram o trio? Não sabemos… mas em falar em evangélico, sempre tem uma galerinha distribuindo panfletinhos dizendo que G-zuis nos ama. Engraçado é que só distribuíam pra viado, não vi um hétero sendo parado na portinha de uma pequena igreja nas proximidades da passeata.

Passei pela portinha e veio uma moça me entregar um panfleto, disse: “Jesus te ama.”

Respondi: “Então manda ELE vir falar comigo” (ênfase no tom de voz do “ele”)

Ela: “E ele vai!”

Respondi: “Ele, não você, e se ficar me pressionando vou tomar nojo dele antes de conhecer.”

Eu e a irmã

E saí, com a marca da besta nas costas, provavelmente, pois ela deve ter praguejado tanto minha vida que fico até com medo do terraço daqui de casa despencar na minha cabeça.

Mas essa galera tem que ouvir umas verdades de vez em quando, vivem se baseando na premissa de “não julgue para não ser julgado”, mas é o que MAIS FAZEM quando entregam esses panfletinhos de “Jesus te ama” somente pras beeshas.

O quê faz ela pensar que eu já não saiba que o Jesus dela me ama? Sim, O PRECONCEITO.

Pois bem, num balanço geral do evento, tivemos:

Boy Magia? Sim, tivemos:

Travesti de parar o trânsito? Sim, também tivemos:

Tivemos Ângela Jackson de, segundo ela, coroa de flores para o caixão da Hebe Camargo:

Entretanto, o mais divertido mesmo foi um coió em cima do palco. A apresentadora falando: “Vocês que têm Facebooks conhecidos, sites famosos, blogs, não vamos falar mal da parada gay não, vamos ser unidos. Vamos acabar com esse estigma de que toda beesha é fofoqueira e faz picuinha.

Nesse momento a parada inteira olhou PRA QUEM? Detalhe que estávamos eu, Iza e Dé juntos, pense nos olhares de reprovação… mas mal sabiam elas o que estava por vir.

No final, a apresentadora soltou: “Apoie os eventos voltados para o público LGBT, seja profissional, como o site Babado Certo, por exemplo, que está sempre conosco.

VRÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁU, se eu tivesse um leque batia na cara das 45 beeshas que me olhavam com aquele olhar de “agora a Max vai ser humilhadãm”, e muah, nosso trabalho foi mais uma vez reconhecido.

Dizem que naquele momento uma cadeira cadente passou pelo céu, mas são só boatos.

Agradecimentos especiais ao Renan Rilton (organizador do evento), à Ana da Band, ao site LGBT-ES por ter cedido as fotos (roubei sem pedir hahaha), e a todas as fofas que compareceram ao evento, coroando mais uma vez a Parada Gay de Vila Velha como uma das melhores do estado.

Só quero ver como Vitorinha (dia 2 de dezembro) vai bater de frente com essa parada, vamos acompanhar…

Tirou foto com a plaquinha e não sabe onde encontrá-la? Clique AQUI e procure por você 🙂

AVISO: Se qualquer pessoa que teve seu nome citado ou imagem postada aqui tenha se sentido ofendida, favor mandar um e-mail para max_babadocerto@hotmail.com e solicitar a retirada da imagem/comentário. Não temos a intenção de denegrir a imagem de ninguém.

Cobertura Drag Star (a.k.a. post que a Max consegue novas inimigas)


Ainda bem que vovó saravô

Voltei! Não foi dessa vez que as batuqueiras da Serra conseguiram me derrubar. Dizem que a macumba foi tão forte que foi necessária uma centopeia humana com 3 bichas de corpo fechado pra proteger o terreiro.

Vou contar o motivo do meu sumiço: Fiquei doente. Eu sei que vai ter beesha dizendo que eu só falo que tô doente quando fico com preguiça de ir em algum evento ou de postar, mas dessa vez foi verdade (das outras era mentira mesmo).

Bebi como uma desesperada o fim de semana todo, e minha imunidade abaixou tanto que eu até fiz exame de HIV, com cagaço de ter pegado a tia. Mas bobagem, tá faltando tanto homem nessa cidade que é mais fácil eu pegar um fungo maligno comedor de koo, devido à falta de uso.

Tá proibido

Pelo menos ele me comeria…

Então, vamos ao que interessa, gongar as drags comentar o concurso mais amado de Vitorinha. Segurem as cadeiras de plástico, e vêm comigo!

Fui jurado (de morte?) mais uma vez, e vou contar pras senhoras que nunca foi tão difícil votar, todas as candidatas vieram com um fator surpresa que me fez dar nota 10 em pelo menos uma categoria pra todas elas.

UPDATE: Havia errado a ordem das vencedoras, vai saber por que li errado no perfil da boate, por isso mudei a ordem das posições no post, mas sem mudar a ordem do texto, senão ele ficaria todo maluco e eu não saberia fazer ficar bonitinho de novo.

Vou comentar os cinco primeiros lugares só, que são os que eu lembro com mais detalhes, estava colocada demais pra me lembrar do show inteiro e o post ficaria muito grande.

Mas mesmo sem comentar, não posso deixar de citar Allana Stahufher, Kamilly VougueSviper DragRayssa Sheiffer e Karollyne Gasttald. Todas fizeram um ótimo trabalho, e imagino o quão difícil e trabalhoso é se preparar para um concurso.

5º lugar – Áctron Andrógeno (A Carmen Carrera capixaba)

Sim, bee’s, ela usou APENAS um tapa sexo de fazer inveja no fio de lã que Valesca popozuda usou para tapar a racha no carnaval. A apresentação parou o caralho todo, minto, caralho nenhum ficou parado ao dar de cara com a bunda maravilhosa da gay.

Eu fiquei chocada com a quantidade de drags andróginas nas primeiras posições, diga-se de passagem, isso mostra que a cena cabixaba está mudando e começando a permear outros universos, não somente o bate-cabelo.

4º Lugar 3º Lugar – Khyron Androgeno (O Scorpion do Mortal Kombat)

Não sei de onde tiraram a combinação, mas eu achei fantástica essa versão Jurassic Park meets Mortal Kombat.

A apresentação foi uma delícia, cheia de caras de bocas, piruetas, muita dublagem e carão. Durante toda a apresentação dele eu fiquei gritando “get over here” e fazendo mãozinha de Homem-aranha.

3º Lugar 2º Lugar – Cyrax Simon (Em Busca do Vale Encantado)

Ainda nessa vibe pré-histórica, que só depois descobri que os dois foram maquiados pelo mesmo profissional (daí a semelhança), veio Cyrax com mais androginia, mais dublagem escândalo e mais Cirque du Soleil.

Tanto o terceiro quanto o quarto lugares foram impecáveis na execução, mas infelizmente as beeshas ainda estão acostumadas com bafão, gritaria e bate-cabelo… e isso as duas primeiras candidatas ofereceram de sobra.

2° Lugar 4º Lugar – Isabelly Bennett (A Favorita)

Quando sentei naquela cadeira eu já tinha escutado tanto esse nome, que se mais uma beesha viesse me falar pra votar nela eu juro que daria três tiros de sal grosso na direção da primeira drag exótica que passasse.

Mas quando vi o show, catei o motivo, a gay fez uma produção satânica. O vestido dela tinha muito brilho, vocês não têm noção, quando bateu a luz naquela pedraria toda a boate inteira virou uma cena de Ensaio sobre a Cegueira.

Até pensei em processar a bee por tentativa de homocídio.

1º Lugar – Leonna Kiss (A Colombina)

Ma-ra-vi-lho-sa! Apenas assistam o vídeo abaixo:

Plus size? SIM! Finalmente minhas preces foram ouvidas!

E a boca de se foder que ela fez pro DJ quando parou a música no meio da apresentação? Como se dissesse: “PODE TOCAR ILARIÊ, VIADO, QUE EU GANHO NESTE GARÁLEO!”

No final fiquei rondando a vencedora só pensando em viver essa cena:

Agradecimentos ao produtor do Drag Star e Diretor Artístico da casa, Magno Procter, ao Renan Rilton e às fofinhas que me receberam muito bem na casa.

p.s.: Essa postagem é de humor satírico e irônico, caso qualquer uma das drag citadas aqui se sinta ofendida com qualquer piada, basta entrar em contato comigo pelo e-mail max_babadocerto@hotmail.com, que retirarei o que incomoda, okay?

Plantão Parada Gay


Nós já temos a maioria das datas das Paradas Gay do Espírito Santo, néam? Mas o que vocês não têm são informações exclusivas sobre as atrações das paradas.

E foi pra isso que eu criei o Plantão Parada Gay, pra contar pra vocês toda vez que eu tiver alguma informação nova e bafônica sobre a organização dos manifestos de 2012, okay?

Então, solta a vinheta:

A primeira notícia é sobre a Parada Gay de Vila Velha, que vai acontecer no dia 30 de Setembro, ali em Coqueiral de Itaparica.

A Organização é do Renan Rilton. Já a Ana da Band comandará um segundo trio elétrico independente. Tô vendo que vai ser sucesso, a Parada Gay de Vila Velha do ano passado foi a mais elogiada aqui no Babado Certo e nas redes sociais.

Parada Gay 2011: Renan e a Iansã futurista de Ana

Só que hoje recebi um telefonema com todas as informações sobre o que vão trazer de novidade esse ano. Segundo Ana, ela e o seu co-produtor Arthur Meneguelli vão produzir uma homenagem à Comunidade Indígena Brasileira e ao Centenário de Jorge Amado (sim, o que escreveu Gabriela, cravo e canela e Dona Flor e seus Dois Maridos).

Yin Yang

Eu já achei delícia aí, porque sempre amei os livros de Jorge, mas Ana me falou que não vai ser só uma homenagem com decoração e frases fofas sobre o escritor. Ela vai colocar UMA CAMA em cima do trio e vão encenar uma das cenas de Gabriela!

E não pára por aí, além dessa homenagem que tem tudo pra ser babado, ainda estão planejando trazer músicos da Orquestra Filarmônica de Vitorinha ou da Bateria da MUG.

Confesso que ambos são o máximo e vocês sabem o quanto eu gosto de um samba… é bater o tamborim que a minha negritude se manifesta. Sim, queridas, posso ser branca como a neve, mas tenho sangue negro! Vocês acham que esse bocão da Royal veio de onde? Da Itália?

Entretanto, na verdade mesmo eu tenho o sonho dourado de presenciar a união da música clássica com a eletrônica, que nem aconteceu em São Paulo:

Imagine, gente! “Invenções” de Bach com “Eu tô Bonita“, de Silvetty Montilla?!

“Tam tam nam nam EU QUERO É ROLAAA tam nam tam nam” hahahaha MÁGICO!