CASA DA BARTÔ – Ser travesti (para além do fetiche)


Todos sabemos como foi e é dura a vida das nossas irmãs travestis. Marginalizadas do sistema público de saúde, muitas vezes se submetem a tratamentos quase medievais para adequarem seus corpos aos desejos de suas identidades. É o que mostra o vídeo abaixo, que é um trecho de uma das famosas reportagens do jornalista Goulart de Andrade que passavam na TVS no final dos anos 1980 (essa especificamente é de 87). Nele, conhecemos a casa da travesti Bartô, famosa bombadeira (aplicadora clandestina de silicone industrial) de São Paulo da época, e as práticas de aplicação de silicone pelo corpo, a violência a qual eram submetidas por políciais e o uso de navalhas para proteção.

Atenção: as imagens são fortes!

Agora você imagina, para a pessoa se submeter a essa tortura física o tamanho que é a necessidade dessas pessoas de serem exatamente aquilo que desejam ser. Quem somos nós para julgá-las? Mesmo a pratica sendo perigosa, mais triste é ver como foram e são tratadas nesse país.

E não se engane, esses procedimentos são feitos até hoje, como mostra o documentário “Bombadeira – a dor da beleza” (que já postamos aqui).

E como vocês sabem que as bichas não valem nem a cuspida pra lubricar o edí, elas já fizeram uma paródia do vídeo, aquenda:

“Xuxu, peraí, Xuxa!”

Obrigado, Marcos.

15 comentários sobre “CASA DA BARTÔ – Ser travesti (para além do fetiche)

  1. cara…que dor!! que pesado!! que tenso por tudo que essas meninas passam…affe…e tem otários que brincam com dor alheia. Cadê as políticas públicas né gente, para amparar essas pessoas. Guerreiras.

  2. Nossa.. foda né…

    MAX, DE ou alguem, nao entendi a parte que elas falam que se cortavam e o motivo….
    Algumas eram sim por conta de brigas e tal;;;
    e tem uma hora q a outra fala que tinha que ficar cortada… nao entendi o porque..

    ??

    PS: sera que ainda estao vivas???

    • Algumas travestis quando são presas são obrigadas a praticarem autoflagelação para expiar sua pena. Alguns policiais sádicos impõem isso para liberá-las logo do cárcere. Elas, por sua vez, aceitam para obter liberdade o quanto antes.

  3. Boa Noite ! Eu vi este vídeo uma centena de vezes, fiz uma pesquisa a fundo sobre uma das travas maias famosas que já tivemos, chamada Andreia de Maio. È aquela que apresenta a Barto, muito interessante a vida dela.

  4. O filme nos mostra a figura da bombadeira que dá formas femininas as travestis implantando clandestinamente em seus corpos o silicone industrial. Ele tem cenas fortes do procedimento que consiste em aplicar o pesado líquido viscoso sob a pele, criando bolotas que depois são espalhadas com massagens modeladores dolorosíssimas.

  5. O filme nos mostra a figura da bombadeira que dá formas femininas as travestis implantando clandestinamente em seus corpos o silicone industrial. Ele tem cenas fortes do procedimento que consiste em aplicar o pesado líquido viscoso sob a pele, criando bolotas que depois são espalhadas com massagens modeladores dolorosíssimas.

  6. nossa axo muito interesante mim chamo pricyla sou travesti e sou louca pra por no seios e nos quadrios nao vejo a ora o dificil eh eu encontrar uma bombadeira para mim bombar ai ta meu fone caso uma bombadeira passar por ai mim ligue p mim contratar bjss 0317788623147 facebook pricyla voupony

    • Não aprende mesmo né? não quero nem posso julgar mas depois disso ai vai tomar vaga em hospital de quem realmente necessita! saia disso ai, se aceite! maioria se não todas essas do video já morreram por cancer ou algo do tipo!.

Comenta, beesha!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s