Minha primeira transfobia: E que comecem os jogos


casulo-de-borboleta

Bem, como a maioria dos leitores aqui já perceberam pela minha foto nova, eu estou transicionando e amando os resultados. Acontece que eu queria mostrar, principalmente pras meninas que ainda não criaram coragem pra começar a terapia, que nem tudo são peitos, OPS, rosas, nem tudo são rosas.

Existe muita gente calhorda solta nesse mundo, principalmente na internet. Hoje, fui obrigada a descobrir por acaso que um grupo de Hentai (tal de Hentai Brasil 2.0) estava usando meu perfil e minhas fotos numa postagem na qual eles tentavam descobrir qual era o meu sexo.

Fiz prints, observem:

print 1print 2

Quer dizer, é sempre a mesma história, o que você tem no meio das suas pernas (ou o que simplesmente nasceu lá, mesmo que tenha tirado) infelizmente vai te perseguir pelo resto da sua vida, independente das pessoas admitirem que não vêem um homem quando olham pra você, ter um pênis (ou ter tido um) é motivo o suficiente pra tudo isso ser ignorado.

O pior é que isso não é só com quem tá começando, acontece o mesmo em casos absurdos como o da transexual perfeita que foi flagrada com o Romário e teve de ouvir a declaração de que “Ela é minha camarada, minha parceira, mas eu gosto é de mulher”.

E ela é o quê, porra, uma capivara?

ela3

Lamentável…

A última pessoa do print foi a única que me defendeu no post e, portanto, é a única que merece o direito ao anonimato.

O resto, fiquem à vontade para procurarem os perfis nos seus respectivos Facebooks e mostrarem TODO O SEU AMOR por gente preconceituosa.

tumblr_mxvg0xhul51qasdemo4_250