De quem foi o constrangimento mesmo, A Gazeta?


Olha a notinha CACHORRA que saiu na coluna social do jornal A Gazeta:

1486671_567929996609560_1328843700_n

zua

Vocês perceberam o tom de deboche do autor? Pode parecer que, pela responsabilidade jurídica, ele esteja do lado de quem sofreu a transfobia, mas não, se você ler com cautela vai observar que o “constrangimento” mesmo foi aparecer alguém “vestido de mulher” para receber o diploma.

Lógico, porque uma transexual é só alguém vestido de mulher… NÃO! Ele deveria ter dito que subiu ao palco uma mulher (e aí a surpresa da plateia seria justificada), não alguém “vestido de”, como se a pessoa estivesse imitando uma mulher.

Acho uma graça que o jornal mexeu logo com quem acabou de se formar em Direito e deve estar cheio de gás pra meter o processo. YOU GO,GIRL!

61 comentários sobre “De quem foi o constrangimento mesmo, A Gazeta?

  1. O pior de tudo é que a ignorância de quem escreveu acaba por estragar até mesmo a história, porque o choque não foi chamarem Ricardo e adentrar uma pessoa vestida de mulher, mas sim uma mulher. Uma pessoa vestida de mulher poderia ser até mesmo um cafuçu barbudo – ou uma mulher, né?

  2. Gente,transfobia é transfobia ,mas eu fico pensando,essa menina ainda tem aparencia “meio masculina”?Já mudou seus documentos?Ai,eu vou adiar minha formatura ao máximo,kkkkk.Eu não subo com nome masculino de jeito algum,a não ser que aceitem anunciar meu nome social.Caso recusado,eu falto a merda da formatura,até pq,o que me interessa é o diploma,rs

    • Acho que a aparência não tem absolutamente nada a ver com isso. Ninguém subiria vestido de mulher numa formatura de faculdade se não quisesse ser tratada como uma.

      • Eu nao disse que apoio a transfobia,eu disse a realidade,na cabeça das pessoas.Independente,da aparencia dela,a discriminação não se justifica.Mas vc acha,que se ela tiver uma aparencia feminina,dentro dos padrões sociais,ela sofreria discriminação?Fora o fato,que a sociedade não diferencia gays,de travestis,de transexuais,de drags,e de palhaços.Pras pessoas,é tudo a mesma coisa.Ou seja,um homem fantasiado.A nao ser que a moça seja ultrafeminina,tipo uma roberta close.Fora isso,infelizmente acontecera esse tipo de coisa.Beleza,as vezes compra respeito,infelizmente.

        • Veremos quando você, começando sua th com 28 anos e sabendo que não vai ter resultados excelentes, começar a passar pela mesma situação, se você vai continuar achando o mesmo.

          A transfobia afeta a TODAS, da passável a com cara de macho, acorda. Não existe menos preconceito com quem tem cara de mulher não, uma vez que se descobre que é trans, o preconceito é o mesmo. Os homens dizerem que “comeriam” por ser feminina não é garantia de não sofrer preconceito.

          • Eu disse que beleza infelizmente compra respeito as vezes,justamente pensando em mim.Eu sei das minhas limitações,e é justamente isso que me preocupa.Bonita eu sou,dentro do que a sociedade considera bonito,independente do meu sexo/genero.Agora feminina é outra coisa,e ser feminina não envolve necessariamente aparencia,mais trejeitos,comportamento,voz,vestimenta,e isso infelizmente,hormonios,nem plásticas vão me dar.Isso é algo,como disse minha psicologa,que se aprende,caso a pessoa não tenha.Eu acho essa a parte mais difícil da transição.Tenho amigas na net,que fizeram trezentas plásticas,tomaram toneladas de hormonios,mas ficam deprimidas,pois não conseguem ser “passáveis”.Justamente,porque elas tem hábitos e comportamentos,considerados socialmente masculinos,fora a voz,que é difícil de mudar.E sim,uma trans que é descoberta,mesmo que seja bonita,passa a ser mal vista.Por isso,eu quero completar minha transição o mais rápido possível,e tentar mudar meus documentos,ainda ano que vem.Isso não me livrará do preconceito,assim como ser humano algum está livre dessa praga,mas me dará mais conforto,e autonomia,pra me impor socialmente.Eu era dessas,que dizia antes que ia me assumir socialmente,mas cheguei a conclusão que isso é besteira.Não tenho obrigação de expor meu passado,como fizeram com a Ariadna.Como diz minha psicóloga,meu passado interessa a quem é importante pra mim,tipo amigos,família,etc….De resto,eu vou enterrar meu lindo passado,até pq,não é justo vivermos com o rótulo de trans,pelo resto de nossas existencias,como se fossemos vacas marcadas na fazenda,kkkkkkk.

          • Ja ouvi falar dela,até pouco tempo ela fazia programas aqui no Rio,não sei se parou.Dizem nos fóruns de travesti,que depois que ela operou,perdeu quase todos os clientes.Tb né,esses caras queriam algo,que ela não tem mais,kkk.E sim,ela é super feminina,e nega o passado até a morte,o que eu apoio totalmente.E quem foi transfobico,foi o Romário, “grande homem”,pra não dizer o contrário.

          • Mas vamos falar de coisa boa, viu minha foto nova? viu como meu rosto já tá mudando? Te falei pra usar minha dieta, mulher! hahahaha

          • se for pra continuar com sua transfobia, vai gastar o dedo que eu NÃO VOU PUBLICAR esse lixo no meu site! Nem eu nem minhas leitoras trans somos obrigadas a ler que “mulher trans não é mulher de verdade” e engolir que isso é só opinião.

            Se você MUDAR de opinião ou falar sobre qualquer outro assunto, terá seu direito de comentar. Caso contrário, vou censurar sempre que puder.

          • Então tá. Mudei de assunto. Vou falar sobre o album da Beyoncé do outro post: não gostei do CD achei sem vida, uózíssimo. Agora vc vai publicar meu comment?

  3. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk,eu to tomando uma overdose de estrogenio,sei que não deveria.Minha médica passou 1 puff de estreva,eu devo ta tomando uns 5 ou 6.E para de graça,vc sempre teve essa carinha,apenas melhorou o que ja era bom.To pensando seriamente em cortar meu cabelo com franja,pra esconder as entradas,pequenas mas visiveis.Sexta farei progressiva,e é uma m%$$####,pois tenho que deixar meu cabelo solto,se eu prendo ele,as entradas ficam mais evidentes.E quanto a hormonios,eu to levando a dobradinha androcur e estreva mesmo.Tenho medo de tomar outra coisa além disso.Tava pensando em incluir progesterona(utrogestan).Estou na expectativa de ser aceita num ambulatorio de trans,aqui no Rio.Se eu conseguir,to feita.Dizem que la,eles fazem milagres.Vi cada mulher bem feita la,kkkkkk,elas me disseram que antes de entrar la,eram uns ogros,provado por fotos,kkkkkk

      • Max, já li isso em um comentário de outro leitor, mas penso que seja necessário tocar no assunto novamente: as informações trocadas entre você e a Deusa carioca trazem indicações de medicamentos, substâncias e etc e, infelizmente, há pessoas e pessoas. Sendo assim, há pessoas trans que lerão e procurarão saber sobre, perguntarão/irão a um profissional e farão o que for aconselhável/certo. Já outras pessoas podem, por conta própria (mediante informações aqui passadas) adquirir tais substâncias e fazer uso indiscriminado, acarretando sérias consequências ruins.

        Penso que seria melhor esse debate em off, seja por meio de whatsapp, skype, e-mail ou celular. Antes de se fazer a transição e cirurgia, é necessário um acompanhamento médico e psicológico, mas ambos sabemos que isso não é acessível a maioria das pessoas, lembrando, também, dos leitores de outras regiões do país e também do interior do Espírito Santo.

        Pense sobre isso, mesmo que você não publique o comentário.

        Um abraço.

      • Na embalagem vem escrito 0,75mg /1,25g,acredito que seja o valor do puff mesmo,pois cada puff é uma dose.O tubo todo,tem 80g.

          • É pra passar na lateral na coxa,do lado da virilha.Tenho que ficar 12 horas,sem tomar banho e evitar suar muito,se não,perde o efeito.Demora essas 12h,para o corpo absorver esse gel.

          • Deus me livre, que horror. Mas com o aumento das doses, você sentiu que deu mais efeito? O que já mudou?

      • Nadica,basicamente nada.As unicas coisas que ocorreram,é que meus pelos estão demorando mais a crescer,ando com mais sono que o normal(deve ser por causa do antiandrogeno),e meus mamilos estão super doloridos,tão doloridos,que agora só consigo dormir de lado ou de costas.Se eu tento dormir com os peitos colados no colchão eu não consigo,dói muito.Fora,que quando aperto os mamilos,sinto um caroço nele,como se fosse uma pedra,bem dura.O que será isso?Cancer não é obvio,tenho só 3 meses de hormonização.

        • A redução dos pelos e o sono são o antiandrógeno sim, espere até o dia que você broxar pra sempre, aliás.

          A pedrinha é normal, significa que começou a crescer hahaha, e doi, MUITO. Mas depois passa quando a pedra virar um disco com uma depressão no centro, eu não sinto mais dor não.

          • Max, desde muito tempo, logo na sua estreia no BC, sempre achei seu rosto muito delicado, e que se um dia você resolvesse transicionar iria ficar uma mulher linda e perfeita…não tenho duvidas disso. Vai mesmo ficar maravilhosa!

          • Ah, obrigada, é muito bom ler isso, minha auto-estima anda baixa, me sinto um homem de cabelo grande de vez em quando hahaah

          • Querida,broxa eu sou,mesmo antes de me hormonizar.Isso não será problema,kkkk.Minha duvida é se opero ou não opero.Mas o dito cujo,ja morreu ha tempos,os hormonios apenas estão finalizando o serviço.

    • Eu disse feminilidade,dentro dos parametros sociais.Tem muita “mulher genética”(odeio esse termo),que não é considerada feminina,apesar de serem bonitas fisicamente.Mas óbvio,que não existe um conceito correto do que é ser feminino,mas um conceito social,que é tão forte,que até nós trans,nos submetemos a tais conceitos.

  4. Esqueci de falar um negócio,quando a prolactina ta alta,o leitinho sai pelos peitos né?kkkk,Pois bem,eu notei,que quando gozo,ou de manhã quando acordo,eu fico todo melada,mas nao é esperma não,é um liquido grosso,igual nata de leite.E tem cheiro de leite mesmo,kkkkk.Será que estou lactando pelo penis?hahahah

  5. Eu pelo que vejo/leio, é que a socieade tem mais aberta para mulher com jeito masculino e/ou FtM (homens trans) do que para homen c/ jeito femme e/ou MtF (femme trans). Já agora Max, meu/minha lindx, essa tal de hormonização tem volta?

  6. Bom pelo q vi no facebook da formanda foi ela quem optou ser chamada pelo nome civil pois ainda não adotou um no social, logo não houve transfobia…

  7. Max como vc pensa em encarar o sexo anal depois da cirurgia de readequação sexual? Converso com muitas trans que dizem que depois da cirurgia so fazem sexo vaginal, que tem verdadeiro horror ao sexo anal. Como vc vê isso? Abraços etinilestradionicos.

    • Hum, tenho receio, cat, talvez quando eu me assumir publicamente eu faço. Por enquanto não pretendo me expor tão invasivamente assim.

      Vou aproveitar e fazer uma vaquinha pra vocês pagarem meu silicone hahahahaha

    • Amore, eu sou XX e sou trans, cadê seu deus agora?

      Já ouviu falar de crossing-over? Pois é, tem até mulher nascida mulher que é XY. Vai estudar, vai.

Comenta, beesha!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s