De quem foi o constrangimento mesmo, A Gazeta?


Olha a notinha CACHORRA que saiu na coluna social do jornal A Gazeta:

1486671_567929996609560_1328843700_n

zua

Vocês perceberam o tom de deboche do autor? Pode parecer que, pela responsabilidade jurídica, ele esteja do lado de quem sofreu a transfobia, mas não, se você ler com cautela vai observar que o “constrangimento” mesmo foi aparecer alguém “vestido de mulher” para receber o diploma.

Lógico, porque uma transexual é só alguém vestido de mulher… NÃO! Ele deveria ter dito que subiu ao palco uma mulher (e aí a surpresa da plateia seria justificada), não alguém “vestido de”, como se a pessoa estivesse imitando uma mulher.

Acho uma graça que o jornal mexeu logo com quem acabou de se formar em Direito e deve estar cheio de gás pra meter o processo. YOU GO,GIRL!

Deu pau no calendário…


…E nós voltamos para a Idade Média?!

Como podem banalizar manifestações de ódio travestidas de liberdade de expressão dessa maneira? Dá uma olhada no que saiu no Jornal A Gazeta de HOJE:

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Quem lê e apoia isso, só pode ter a cabeça assim:

tumblr_mfilxv14k81qdlh1io1_400

liberdadeQuanto à distorção do que está escrito na Bíblia eu compreendo o pastor, tá mesmo muito claro lá que homoafetividade é abominação, e pouco me importa se aquelas passagens foram inseridas posteriormente por papas com interesse político. Quem faz uma religião são seus seguidores, e se eles dizem que tudo que está contido ali é palavra de Deus, então é. E acabou.

No final das contas o livro inteiro não vale nada pra mim, e estou cagando para o que esse deus genocida fala.

expreasãoEntretanto, o interessante é que se o pastor estivesse determinando que mulheres adúlteras, desvirginadas antes do casamento, e que foram estupradas devem ser apedrejadas em praça pública, ou ensinando como escravizar outros seres humanos, todas com passagens tão claras na Bíblia quanto a passagem sobre homossexualidade, eu duvido que o jornal publicaria.

Veja as passagens clicando AQUI e AQUI.

Levíticos 11:12

Levíticos 11:12

E esses são só poucos exemplos das inúmeras passagens de conteúdo preconceituoso ou violento contidas no Velho Testamento, e que são ignoradas pelos pastores evangélicos. E eu vos pergunto: Por que somente essa passagem é levada em consideração e todas as outras são consideradas obsoletas? 

O dia que puderem me responder isso mantendo a integridade moral do Cristianismo, eu me calarei.

Enquanto isso, fica aqui meu repúdio contra esse pastor e ao jornaleco que teve a audácia de dar aval para que esse texto repleto de homofobia seja publicado.

Se não existe limite entre liberdade de expressão e discurso de ódio, permitam então que sejam publicados textos a favor do Nazismo.

Fica, vai ter bolo! (versão literalmente)


Parece que a imprensa capixaba toda entrou numa cruzada para acabar com as festas incríveis que acontecem na Ufes. Depois de A Tribuna dar por dois seguidos notícias negativas sobre os eventos babadeiros que ocorrem lá, a vez foi da coluna Victor Hugo n’A Gazeta, cata:

Não sei vocês, mas quando leio uma nota como essa só uma coisa se passa na minha cabeça:

MERDA, PORQUE PERDI ESSA FESTA!!!

Via Gazeta Online.