Análise: Balaio de Gatas


14692_444884905560745_439480755_n

Bonitinhas, desculpem-me por não ter postado nada ontem, mas é que eu vou comprar um computador novo e estava resolvendo todos os babados da escolha do melhor hardware para as minhas necessidades de moliér: pornô e RPG.

necaEnfim, achei. E agora vou falar sobre o novo barzinho que abriu ao lado da Chica: Balaio de Gatas.

Não postei logo no primeiro dia porque cheguei muito tarde e não consegui pegar o momento karaokê do evento, mas sexta passada fui e cantei.

Então, o bar está funcionando ao lado da boate, no local onde era (ou é ainda?) o ateliê da Chica Chiclete. O lugar é repleto de mesas (você deve consumir para sentar, óbvio) e há um balcão ao lado direito do ambiente, onde vendem as bebidas.

Essa garrafinha

Essa garrafinha

Os preços são razoáveis, 3 reais uma garrafinha daquelas de vidro que tem basicamente a mesma quantidade de líquido de uma latinha.

Lá também você vai encontrar comidas e tira-gostos… que eu não comi porque eu acho um absurdo gastar dinheiro com comida: Se eu posso pagar 2 reais num quilo de batata e fritar uma caixa d’água de batata frita, PRA QUÊ eu vou pagar mais numa porção?

Não tem lógica pra mim, como em casa e fora dela apenas bebo, aliás, só bebo porque não sei produzir bebida na minha própria casa, o dia que isso acontecer, só vai dar eu e a bola Wilson dentro do meu quarto.

the voiceAgora, o karaokê: É DE GRAÇA, VIADOS! Isso pra mim paga qualquer garrafinha microscópica de Skol.

Quando eu ouvi que era de graça, pronto, agarrei do ladinho da Chica e não saí de lá enquanto não fiquei rouco.

Claro que o número de sapatões é maior, karaokês são o bosón de higgs da homossexualidade feminina. Somou isso com música ao vivo então, já era, ocorre um novo Big Bang e toda uma fauna de lésbicas de diversas espécies aparecem.

Eu esperando as rachas cantarem:

34pjtk7

Pra quem é beesha e gosta de pegação a opção não é das melhores, uma vez que música ao vivo, tira-gosto, cerveja e karaokê atraem apenas cults e ursas, a parte das ursas eu adoro, todo mundo aqui sabe minha queda por elas. O problema são ursas-cult, que são tipo o pague 1 leve 2 da pedância capixaba.

Depois que os cantores terminam de cantar, o karaokê reabre, a boate abre as portas, e os dois funcionam ao mesmo tempo! Sim! Se você não gosta de bater cabelo, você pode soltar a Ana Carolina e cantar a noite todinha.

Cata um vídeo exclusivo de uma bee cantando Tetê Espíndola por lá:

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=0K1mroXg8bs]

E não tenha vergonha, ninguém ali é profissional, exceto as sapas de blusa xadrez, não cante perto delas, são sempre cantoras de algum barzinho na Serra ou Vila Velha, e vão pegar uma música LOGO depois de você, só pra te humilhar.

Enquanto você canta, achando que está arrasando nas notas agudas, elas ficam tudo em volta com essa cara:

Eu vou acabá com esse viado de voz de pato.

Eu vou acabá com esse viado de voz de pato.

12 comentários sobre “Análise: Balaio de Gatas

  1. a-d-o-r-o karaokê e música ao vivo *.* Queria fazer um dueto de Dangerously in love com vc Max! Podemos marcar os ensaios? rsrsrs. E gente, vamos comentar nos posts do blog por favor neh, odeio quando começo a frequentar um blog e ele fica paradão 😦

Comenta, beesha!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s