No Domingo Legal funcionava…


Ahhhhhhhh, o romance está no ar… Imagina você, leitora abigãm, que a senhora namore um boy por 5 anos e pensa: “Tá na hora de casááááá!”. Monta todo um esquema alá programa de auditório sensacionalista com direito a outdoor, carro de som e vai trélíssima vestida de noiva ao encontro dele no trabalho para pedir ele em casamento, só que…

“Volta, Bruno, volta!”

Feliz Dia dos Namorados!

Via Morri de Sunga Branca.

“SENAS” da noite capixaba #18


“Nem falo nada, tô com a boca ocupada”

Bocas malditas dão conta de que em um banheirão de um grande terminal rodoviário da Grande Vitória, na hora do rush, está simplesmente impossível utilizar-se dos banheiros para fazer suas necessidade fisiológicas cotidianas.

O fato é que as guei tomaram conta de tal forma do espaço que não há UM mictório nem UM reservado livres.

E quem reclama nem são os héteros não, mas as próprias beeshas. Segundo elas, o negócio está tão lotado que ninguém faz nada. Elas ficam lá tudo uma olhando pra cara da outra esperando alguém desaqüendar pra elas poderem curtir, se é que você me entende, E NADA! É o famoso “não trepa nem sai de cima”.

Isso até elas tomarem um baculejo, néam?

Para Mildo (não que ele faça banheirão, ele estava com saudades do “senas”).