CAMPANHA – “Queremos ver UM ESTRANHO NO LAGO no Cine Jardins”


Cata a história:

“Em pleno verão, um lago é usado como praia nudista por vários homens homossexuais. Eles sentem-se à vontade no local e usam o bosque ao lado do lago para ter relações sexuais. Um dos frequentadores mais assíduos é Franck (Pierre Deladonchamps), que um dia faz amizade com Henri (Patrick d’Assumção), um homem solitário que vai ao lago em busca de paz, sem ter qualquer interesse em outros homens. Com o desenrolar dos dias e as conversas constantes, eles se tornam amigos. Só que Franck se apaixona por Michel (Christophe Paou), um novato no lago, sem saber que ele é uma pessoa perigosa.”

Essa é a sinopse do filme “Um Estranho no Lago”, filme francês dirigido por Alain Guiraudie e SIM, nós queremos muito ver ele nas telonas e no escurinho do cinema. Por isso, estamos organizando um movimento para pedir/implorar/obrigar que esse filme venha a Vitorinha, que, como sabemos, tem pouquíssimos espaços para exibição de filmes e menos ainda com essa delícia de temática. Ou seja, é entretenimento, mas também é político!!!

Assista ao trailer:

Quer participar e apoiar essa campanha do bem? É pelo Facebook, é só clicar aqui e participar!

Espetáculo gay no Carlos Gomes na próxima quarta


inabitáveis1

Amanhã, quarta-feira (05/02), além de ser meu aniversário (#fikadika), haverá um belíssimo espetáculo no Theatro Carlos Gomes, em Vitória, tratando sobre a questão do ser gay.

O encontro entre dois homens, o sexo casual e – por que não? – algo mais que a casualidade são o começo, o meio e o fim do espetáculo Inabitáveis, duo de dança da companhia In Pares, que faz única apresentação gratuita nesta quarta-feira (05), às 19 horas, dentro do Projeto Verão no Theatro que acontece até o dia 23 de fevereiro no Carlos Gomes.

O desejo de abordar a homossexualidade já era um desejo do coreógrafo do espetáculo, o renomado Gil Mendes. “Eu queria abordar um tema que falasse da relação homoerótica. Acho que é o momento de falar sobre isso na dança”, afirma Gil com a experiência de 30 anos de carreira e ter idealizado coreografias para vinte e cinco espetáculos, entre dança e teatro.inabitáveis2

Após ler um artigo que discutia a condição dos “inabitáveis” (pessoas que vão a locais específicos em busca de sexo casual) ele encontrou seu tema. “A gente quer falar das relações que acontecem fora do olhar da sociedade” explica. Durante o processo de criação a abordagem, que seria mais crua, ganhou novos contornos. “No fundo rolou uma questão da afetividade no trabalho, de uma maneira não planejada. Surgiu o conflito e a afetividade. O conflito é algo que permeia a homossexualidade”.

Tratar da questão da homossexualidade através da arte é a oportunidade de levantar o debate sobre um assunto que ainda hoje gera tanta polêmica. “O tema é instigante. A gente esta em um momento de mostrar a sexualidade” acredita Luciano Coelho, um bailarino que divide a cena com Mauro Marques. Para ele, a delicadeza é um dos destaques do espetáculo. “Mostrar o assunto de forma poética, com cuidado foi fundamental. Por mais que esteja explicito, tudo é apresentado com naturalidade”.

Com um novo trabalho em processo de criação (Banzô inspirado na obra de Guimarães Rosa e com curadoria artística da baiana Cristina Castro) com previsão de estreia para abril, Gil, em nome dos meninos do In Pares deixa o convite para a apresentação desta quarta: “Nós queremos que as pessoas estejam lá, porque é um trabalho feito com carinho, dedicação e suor. E estamos falando de um tema que a gente gostaria que fosse mais e mais debatido” (FONTE).

Assista ao teaser da peça:

Acho que não preciso falar que é uma programação imperdível para quem gosta de espetáculos cênicos, para aquelas bichas que são mais cults, mais ligadas as artes, porque nosso estado é bem pobre de fatos culturais relevantes, por isso quando tem, tem que aproveitar. As críticas a peça estão bastante positivas, além disso o tema é viadice, aliás é pegação gay apresentada de forma lúdica, mais motivos para assistir. Se a senhora não for pela arte, pode ir pelos boys pelados, pronto! rs

SERVIÇO:
Espetáculo “INABITÁVEIS”
Quando: 05/02 – Quarta-feira, às 19 horas.
Onde: Theatro Carlos Gomes (como chegar aqui).
Quanto: DE GRAÇA! (retirar os ingressos 1 horas antes do espetáculo).

Saiu o trailer “Meninos do Arco-Íris”


Está para ser lançado o aguardado filme capixaba com temática LGBT, “Meninos do Arco-Íris”, dirigido pelo meu amigo Herbert Bastos. Veja:

Meninos do Arco_íris

Clique sobre a imagem para assistir ao trailer.

Sinopse: Anita é uma menina que mora numa ilha repleta de passagens para mundos secretos. Ao encontrar a porta que a levará ao Arco Iris, universo mágico habitado por sete seres encantados, Anita finalmente realizará seu desejo de se transformar em menino.

O filme é um documentário de 23 minutos e como vocês podem supor a ilha mágica é Vitória, com seu “universo habitado por seres encantados”. Pelas imagens já deu para conferir que o filme está lindíssimo e parece estar bem interessante. E as participações especiais? Royce Luckessy, Labelle, Déborah Sabará, Markus Konka, Jurandi Gusmão,  Sabryna Borges e Thaylan Zanon Tolentino.

Promete, hein?

Meninos do Arco_íris

Aproveitem e curtam a página do filme para ficarem antenados com todas as novidades sobre a produção.

O outing do Wolverine


Semana passada, os fãs dos quadrinhos ficaram em polvorosa com mais um personagem viril dos quadrinhos mostrando sua face beesha:

wolverine e hércules em beijo gay

(Fonte)

As guei ficaram looooocas (#vanessãofeelings) com isso, porque não tem uma viada que já não tenha siriricado imagiando o wolverine arranhando suas costas com as garras dele ou então com um abraço de urso por trás do Hércules…

A bomba do dia é que a Marvel vai lançar o romance em vídeo cata:

Achei autêntico e vocês? Ainda mais que ele usa gírias como “abalou Bangú, ursão carinhoso” típico de quem está entrando pra irmandade e usa gírias uós achando que está bombando #quemnunca #eununca.

Aliás, outras imagens tem vazado na internet alimentando não só a fama de viadice do Wolverine, mas colocando outros personagens pra fora do armário…

wolw gay

Será? Seráááá?!