O drama do Final Feliz


the-drama-queen

Meninas! Recebi um e-mail entristecedor!

Nosso maior reduto de pegação na praia está tomado por assaltantes e HT’s. Leia o depoimento do leitor:

De vez em quando o tédio toma conta de mim e sinto uma necessidade de ter sexo rápido/sem compromisso / e com um nivel de discrição aceitável. Como moro em Jardim Camburi acabo indo ao Final da praia de Camburi (Final Feliz).

Espero que não se atente a este detalhe e faça qualquer julgamento quanto a isso, este não é o motivo pelo qual lhe escrevo! Este local acabou virando um point de pegação na cidade, muito frequentado não só por gays, mas casais héteros também. Este acabou sendo um local propício a pratica sexual.

O fato é que das últimas vezes que frequentei este local, presenciei assaltos ou no mínimo tentativas deles. O lugar (não sei se você conhece rs) é isolado e tem potencial para ser perigoso! Mas qualquer um que se proponha a frequentá-lo assume estes riscos (pelo menos eu os assumo).

O que acontece é que ANTIGAMENTE este local era mais “seguro”. O máximo que encontrávamos eram usuários de drogas que nunca incomodavam ninguém, por isso ele acabou virando o point que virou.

Nos últimos tempos existe um volume muito grande de assaltos neste local. Os assaltantes geralmente estão portando facas e simulam estar armados (só simulam mesmo). Nunca me assaltaram, e no dia em que tentaram eu o enfrentei e acabei o botando pra correr.

NÃO ME ORGULHO DISSO, depois fiquei cagando de medo do cara vir atrás de mim, pensando na merda que poderia ter dado caso ele estivesse armado ou tivesse coragem de me fazer algum mal (maior). O fato é que eles levam muita coisa de muitos caras que também frequentam este lugar. E não é só de gay não, gente que tá caminhando na área também, eu já presenciei isto ou já ouvi outras pessoas comentando.

Muito chato tudo isso, né? O grande problema é que não tem nem como pedir para aumentarem o policiamento, uma vez que as pessoas que fazem sexo em público lá também cometem o crime de atentado ao pudor. Acabariam todas no camburão.

Alguém mais continua frequentando o local e pode me informar se percebeu essa mudança? Eu mesmo nunca passei nem perto do Final Feliz, tenho medo de enfiarem alguma coisa na minha boca naquele escuro.

Me imagino chegando lá e acontecendo isso:

enfia

O ocaso da estrela brilhante


Antes de começar, dá play na trilha sonora:

Saiu n’A Gazeta:chica a gazeta

Leia a matéria completa aqui.

Na matéria, Chica Chiclete afirma que encerrou a boate por conta do cansaço e da concorrência.  “Estou encerrando porque estou muito cansado. Então, há algum tempo eu já vinha com essa ideia de mudar de ramo de negócios”, disse. E completou “queria mudar de ramo há um bom tempo. A concorrência no mercado LGBT está grande atualmente. São quatro boates gays na Grande Vitória, que não tem público para isso“.

Uma certeza: vai deixar saudade! O Bar Chica Chiclete está no imaginário de muitas de nós sendo um espaço em que já batemos muito cabelo, aquendamos muitos bophes e já ficamos tortas de colocação…

Me deixa, tô de bode.

Aaaaaaaah, Linhares…


Mijódromo do Ferraço em Colatina!

Nos anos 90, em Cachoeiro foi implantado pela prefeitura o mijódromo, uma máquina que faz chover em sua praça central, mas que acabou sendo, alguns anos depois, removido, pois ao contrário de refrescar o ambiente, acabava por molhar todos que passavam pelas proximidades.

Parece que tem um cara em Linhares querendo implantar um sistema parecido…

Do Site de Linhares (é, o nome é esse mesmo):

gozou na cara!

Um fato inédito nos arquivos da Polícia Militar de Linhares ganha destaque no 12º Batalhão: um homem exibia o órgão genital em frente a uma residência, no bairro Conceição, e quando uma mulher, que mora no local, estava caminhando na via, ele começou a se masturbar e ejaculou no rosto dela.

Tem que ser ninja e desviar!

Horrorizada, a vítima chamou a polícia para registrar o caso e detalhou as características físicas e o traje do “tarado”, explicando aos militares que nunca o havia visto antes.

O fato aconteceu em plena luz do dia, na Avenida Hans Schmoger, e a vítima, que tem 38 anos, disse que quando caminhava pela referida via, por volta das 10h20min, viu o homem, de cor parda, porte físico forte, estatura mediana, aparentando ter entre 35 e 40 anos, com o órgão genital para fora da calça. Ele vestia camisa listrada e tinha um boné branco na cabeça.

Quando percebeu a presença da mulher, o estranho começou a se masturbar, chegando ao orgasmo e jogou o esperma no rosto da vítima. Em seguida ele fugiu e não foi encontrado durante rondas feitas pela polícia.

Registro de arquivo da jornalista:

Consta nos arquivos da jornalista Elida Oss que um fato de ejaculação em público foi registrado pela polícia há cerca de 06 anos, porém dentro de um supermercado, no bairro Shell, onde um homem se masturbou e ejaculou na perna de uma consumidora, que estava no setor de legumes e verduras.

Nota: O orgasmo é a conclusão do ciclo de resposta sexual que corresponde ao momento de maior prazer sexual. Pode ser experimentado por ambos os sexos e dura apenas breves segundos. É sentido durante o ato sexual ou a masturbação, que é o caso do relato policial em questão.

#xatiadíssima

Você agora não pode sair em Linhares com a make feita, cabelo escovado e com um look babadeiro pois corre o risco de ter um maluco que vai passar porra na sua face. Uó! E esse cara deve odiar mesmo as mulheres porque ele goza e faz questão de ir lá passar na cara das rachas. Misoginia pouca é bobagem, né?

Mas não sei se isso me indigna mais do que o fato do site ‘Site de Linhares’ (rs, num guento esse nome) realmente achar que as pessoas não sabem o que é orgasmo e explicar com textinho do Wikipedia.

Deu pau no calendário…


…E nós voltamos para a Idade Média?!

Como podem banalizar manifestações de ódio travestidas de liberdade de expressão dessa maneira? Dá uma olhada no que saiu no Jornal A Gazeta de HOJE:

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Quem lê e apoia isso, só pode ter a cabeça assim:

tumblr_mfilxv14k81qdlh1io1_400

liberdadeQuanto à distorção do que está escrito na Bíblia eu compreendo o pastor, tá mesmo muito claro lá que homoafetividade é abominação, e pouco me importa se aquelas passagens foram inseridas posteriormente por papas com interesse político. Quem faz uma religião são seus seguidores, e se eles dizem que tudo que está contido ali é palavra de Deus, então é. E acabou.

No final das contas o livro inteiro não vale nada pra mim, e estou cagando para o que esse deus genocida fala.

expreasãoEntretanto, o interessante é que se o pastor estivesse determinando que mulheres adúlteras, desvirginadas antes do casamento, e que foram estupradas devem ser apedrejadas em praça pública, ou ensinando como escravizar outros seres humanos, todas com passagens tão claras na Bíblia quanto a passagem sobre homossexualidade, eu duvido que o jornal publicaria.

Veja as passagens clicando AQUI e AQUI.

Levíticos 11:12

Levíticos 11:12

E esses são só poucos exemplos das inúmeras passagens de conteúdo preconceituoso ou violento contidas no Velho Testamento, e que são ignoradas pelos pastores evangélicos. E eu vos pergunto: Por que somente essa passagem é levada em consideração e todas as outras são consideradas obsoletas? 

O dia que puderem me responder isso mantendo a integridade moral do Cristianismo, eu me calarei.

Enquanto isso, fica aqui meu repúdio contra esse pastor e ao jornaleco que teve a audácia de dar aval para que esse texto repleto de homofobia seja publicado.

Se não existe limite entre liberdade de expressão e discurso de ódio, permitam então que sejam publicados textos a favor do Nazismo.

100 motivos pra odiar o Espírito Santo?


UPDATE: Era ironia, foi publicado na Revista Quase e havia um contexto no qual essa lista se encaixava. Logo, fui trolladãm!

Mas deixo o post aí embaixo pra vocês lerem, vale a pena (apenas ignorem as críticas de quando pensava que era sério o que estava escrito) 🙂

Está rolando na internet um texto sobre motivos de se odiar o Espírito Santo. Eu não sei quem escreveu, não sei a procedência e eu espero encarecidamente que isso tenha sido uma ironia (muito mal-feita) dessa galera metida a Veríssimo do Facebook.

Porque olha, não é possível que uma pessoa normal consiga ser tão preconceituosa e sem-graça num só texto. Cata:

Clique para ampliar

Clique para ampliar

aniii

Pára, salvo o “sentar ao contrário no Transcol”, “o clima de Colatina”, “o Max Pai e Filho/ Gratz” e a “Ice Off” da balada (porque realmente eu acho uma afronta maiores de idade beberem esse suco de limão), o resto não passa de aleatoriedade sem o menor critério.

Qual a lógica de odiar a pedra do Frade e a Freira, gente? Se ela batesse na nossa porta pra evangelizar, tudo bem, mas ela só fica lá, parada, embelezando a BR!

Aliás, QUATRO categorias pra cometer slut shaming e criticar o comportamento sexual das mulheres capixabas? É muito fiscal pra pouco cu alheio, viu?

Etiqueta gay no Facebook


Me desculpem as “kkkkkkk”, mas curtir é fundamental

Glorinha Kalil já falou horrores sobre etiqueta no Facebook. Mas ela, apesar de uma eterna diva fashion brasileira, não tem 90% de amigos gays no Face e não sabe da missa um terço.

Entendo que cada um faz do seu Facebook o que quiser, mas temos que compreender que o Facebook é uma rede na qual tudo que você posta fica visível para os seus contatos.

Você pode escrever o que quiser, claro que pode, mas depois não venha dizer que está “fazendo faxina” porque as pessoas não comentam o que você posta. A culpa é toda sua.

Por isso, vamos fazer uma listinha de gafes que mais causam raiva nas bee’s?

1. Cutucar – Eu sei que cutucar é uma delícia, mas é preciso discernimento. Se você não é bonita não adianta tentar conquistar aquele boy magia só cutucando e esperar que ele te cutuque de volta.

Quando ele vê sua fotinha de perfil, se sente assim:

Bebê de Rosemary cutucou você

Ele é boy magia, sabe disso, e já recebe dezenas de cutucadas por dia, tente uma abordagem diferente, chame-o via inbox and WORK, bitch!

2. Anunciar depressão – Você está triste, solteira e forever alone, ok, isso é chatíssimo. Mas gata, ninguém dá a mínima para as suas reclamações sobre promiscuidade e o quão superficiais são as pessoas.

Todo mundo já tem a vida amorosa fodida o suficiente pra não se preocupar com o que você sofre.

3. Narração de programas de tv – Futebol, Carminha, Nina, Salve Jorge, ou seja lá o que você assista na Globo. A maioria absoluta dos brasileiros têm televisão em casa, e se estiverem interessados em saber de cada segundo do programa vão ligar a tv e assistir.

Se estão no Facebook é porque não estão nem aí pro gol que seu time fez ou pra quem matou o Max (Que aliás já estava me dando nos nervos ser marcado em tudo quanto era atualização sobre esse personagem).

Nem ela aguenta mais

4. Fotos “sensuais” – Precisa de explicação? A internet já está lotada de site pornô, a gente não quer abrir o Facebook em casa e correr o risco da nossa mãe passar atrás do computador e ver uma foto da senhora de cueca segurando a neca.

5. Memes – A regra é clara, se um meme já apareceu na sua timeline mais de 5 vezes, NÃO compartilhe! Vitorinha é um ovo e todos os viados têm amigos em comum, vai chegar uma hora que a timeline inteira estará tomada pelo seu meme e pelas beeshas reclamando dele. É uma praga, e faz mitose!

Quer uma prova? Quantas vezes você viu essa foto no seu Facebook no mês passado?

O suficiente pra sentir ódio da Luiza sem nem conhecê-la, num é?

6. Foto de comida – Por favor, parem de postar foto até do chiclete Big Big que você comprou na banca de jornal. Mas principalmente, ninguém aguenta mais foto de bolo arco-íris!

7. As Meteorologistas – “Calor do caralho”, “frio do caralho”… o tempo nunca está bom o suficiente pra essas malditas meteorologistas calarem a boca. (Que agressiva!)

8. Atualizações que só você entende – Existe comportamento que dê mais raiva que o daquelas bee’s que postam frases aleatórias, as quais só ela e a amiga entendem?

Pra isso existe o mural, a timeline serve para você compartilhar informações generalizadas, o seu lixinho pessoal ocupa o espaço de uma outra atualização que poderia ser interessante, e só dá mais trabalho pra quem tem que girar o scroll do mouse pra ignorar o que você escreveu.

9. Memes elogiando Rebeldes ou outros famosos coadjuvantes – Ninguém gosta dessa porcaria que você ouve, e compartilhar meme com 50 erros de português falando sobre as qualidades da sua “diva” não vai mudar isso.

10. Reclamar de block – O Facebook não vai te bloquear se você somente adicionar amigos em comum. Se você manda convite pra qualquer barriga de tanquinho que vê, interprete o block como uma dica de comportamento.

BÔNUS:  “Bom dia Faces”, “Boa Noite Faces” ou “Partiu boatera/praiana” – Nunca é demais dizer o quão insuportável isso é. Falando sério, meninas, as pessoas te julgam por causa disso!

Se vocês fazem uma ou duas coisinhas da lista, fiquem tranquilas, não tem problema.

Agora, se você comete mais de 5, pode saber que já tem gente te gongando pelas costas nas mensagens inbox. Vale lembrar que, no caso do “Bônus”, não importa se você não comete a lista inteira, “bom dia Faces” já te categoriza como UÓ automaticamente.

E vocês, leitoras mal-amadas (como eu nesse post), o que causa mais raiva na timeline das suas amigays?