Tchynna Responde: As beeshosas usam camisinha no boquete?


Pergunta, vai!!!

Olá Beeshosas,
Faz séculos que não respondo a nenhuma dúvida na minha coluna Tchynna Responde. Vocês ainda se lembravam que ela existia? hahaha Eu até tenho váaarias perguntas esperando resposta, mas foi a tanto tempo que provavelmente quem tinha curiosidade mesmo fez um Google e não me esperou. A pergunta de hoje veio de um comentário que eu respondi no post babadeiro sobre o Final Feliz . Como o assunto pode ser dúvida de outras bees, resolvi postar aqui também. Além de ser um pretexto para reativar a coluna.

A dúvida

A dúvida

Então, não sou médica e nem enfermeira – só tem as roupinhas para momentos de “emergência”. é possivel pegar várias dst via sexo oral. isso é verdade. porém, não há um consenso a respeito – principalmente sobre o risco de quem recebe o boquete. não, não há a mesma probabilidade do sexo anal não, assim como não há do vaginal. alguns vetores podem aumentar o risco de contaminação ( caries, aftas, sagramentos na boca). a maioria das pessoas NÃO usa camisinha no oral. isso é fato. e não é só no FF, cinemão, é assim de maneira geral. na move, no lui, na são firmino, na casa clube etc. A minha recomendação é usar sempre camisinha. Como o gosto do lubrificante não é dos melhores, eu sempre tenho uma de sabor para essa hora. Confesso que gosto mais fazer e receber com camisinha – fico louuuca de prazer! Agora, quem não quiser usar sabe muito bem os riscos que corre e é dono do próprio nariz e ninguém tem nada com isso! É isso! Respondida?

Quem quiser tiver dúvidas cruéis e existenciais, já sabe: manda um e-mail goxxxtosinho para tchynna@gmail.com (é meu msn também, pode asdd) essa delícia aqui, eu Tchynna Penedo, goxxxtosa p’ra caramba e TTToda natural!!! Assim que der, eu respondo, afinal “travesti não é bagunça” e minha vida é corrida!!!

Tchynna Responde: Chuca, a eterna dúvida


Querida Tchynna,

Descobri o “Tchynna responde” esses dias e A – MEI! Arrasou, linda! Então, escrevo-lhe por um motivo: sou gay (sério, bicha?!) e não sei bem como chegar nesse assunto com os amigos… Sei lá, sou tímido. Já transei com homens (passiva e ativamente) e nunca tive problemas, mas tenho uma certa insegurança em relação à chuca, sabe… Por exemplo: como fazer corretamente? Quanto tempo dura (faço chuca agora e posso transar até quanto tempo)? Sei lá, essas coisas… E isso eu acho que falar por exeperiência é melhor do que ver o que a ciência tem a dizer sobre movimentos peristálticos e funcionamente do aparelho digestório, pois isso eu já sei! E você parece ser beeeeem experiente!

É isso. Aguardo ansioso o post no charmosíssimo “Tchynna responde”.

À bientôt, mademoiselle. Bisous.

Beeshosa, eu sei que a senhora mandou essa dúvida faz um bom tempinho, mas Tchynna Penedo está muito ocupada e nem tem postado nada faz um bom tempo. Sabe como é junto emprego, badalações, pegações e agora um possível casamento (as senhoras vão se rasgar curiosidade, mas não falarei nada sobre isso por enquanto). Bem, mona, espero que a senhora não esteja esse tempo todo me esperando para fornecer esse rabisteco. Pois então, chuca é um assunto recorrente aqui no Babado Certo – a passiva do Dé adoooro postar sobre isso. Aliás, linka esses post aqui, bonita! Não há consenso sobre. Tem gente que diz que não se deve fazer nunca, pois mata a flora intestinal – não estou falando das vermes não, suas uós! Porém, tem quem afirme não ter menor problema, desde que não seja algo constante ( 5 vezes ao dia, é muito gata).  São vários os métodos. Você tem dinheiro? Vá numa clínica e faça uma lavagem e sai com um bumbum de bebe literalmente. Você pode comprar os apetrechos na fármacia também. O kit vem com soro e que vai ser usado no lugar da água. Tem a garrafa pet 2 litros. E a mais clássica de todas: a mangueira do chuveiro. Básicamente, o precedimento é o mesmo ou muito parecido: tem que enviar água no cuzim e depois expeli-la. Essa operação tem que ser repetida até a senhora ter coragem de olhar para água e não ver nenhum resquício das suas refeições e enxergar todos os detalhes do azuleijo do seu banheiro. Beeshosa, não esqueça de tirar TODA  a água do seu interior. Uma vez lá dentro, ela vai querer sair e isso pode ser na hora da bombação. Já soube de bichas que sujaram toda a parede de um apartamento depois de um cheque bomba! O pior foi que o cara gritou: você comeu feijoada no almoço? Pode limpar tudo! Ai que vergonha!

É isso,Já sabem né, dúvidas e devaneios: tchynna@gmail.com

beijoooooooooooxxx, ou melhor, bisouuuuuuxxx

Tchynna responde: Ele me quer?


Ai Beeshosas,

sem explicações ou reclamções, tô de volta! E bombando. Minha caixa de e-mail está lotadaaaaa, então, antes de eu falar de babados meus, vou ajudar meus leitores!

Olha, Tchynna!

Gostaria de saber como eu faço para descobrir se um cara que faz faculdade comigo está afim de mim ou os carinhos [abraços beeeem apertados, “te amo”] são apenas demostração da mais pura amizade mesmo sabendo que ele é formado em Moda [estranho, né] e diz ter namorada [ou terminaram a pouco tempo].

A seguir, listo as os fatos que levantam supeitas de que ele está afim de mim:

– No dia seguinte do meu niver, fui para faculdade. Eu estava cansado, por isso estava meio que com sono. Axo que ele percebeu que eu não tava sorrindo e tal e me mandou um sms: Pq vc está com essa cara triste, N? Dá um sorriso..

– Estávamos no laboratório de informática da faculdade e entramos nos nossos msn’s. Segundo depois, recebo a mensagem que ele me mandou no msn: Não sei o que seria desse curso sem vc. Te amo.

– Seeempre quando xego na faculdade, ele faz qestão de me abraçar muiiito forte, eu até brinco, falando que naum gosto dele, fico pegando no pé dele sempre, fujo dos abraços só d zuação.

– Da ultima vz q me atrazei pra faculdade, ele me liga, todo preocupado, pra saber o que tinha acontecido, pq eu tava atrazado.

Com esses fatores todos, eu fico meio confuso. Naum sei se isso é apenas amizade ou ele realmente é afim d mim. Não sou experiente nessas coisas, afinal, tenho apenas 18 anos.

E axo que eu também estou muiito afim dele.

Gostaria que me respondesse, mas por favor, deixe-me no anonimato , se possível.

Agradeço pela atenção..

…grande beijo ;*

Querido Leitor,

A senhora pode ser novinha, mas não pode ser tão boba né? Com 18 anos eu era assim também – botava terror na Praça dos Namorados e no Tiffany Shopping. O bofe só falta esfregar a neca ou edi na senhora. Beeshosa, óbvio que ele quer seu corpo, sua beleza e você num pratinho de sobremesa. Não que eu não acredite numa amizade verdadeira e cheia de carinhos – eu e a dé nos abraçamos sempre dedamos de vez enquanto, mas fica na cara que é só amizade. Já esse seu amigo está loucodoedidopirú e você ainda na dúvida. Bill, estou aqui me perguntando por que você ainda não se trancou dentro do banheiro da faculdade com esse bofe! Ele te quer é fato, mas uma coisa me preocupa: esse boy é muuuuito controlador e carente. Tenha medo, isso me cheira a crime passional. Pegue, mas não se apegue! Mantenha a distância mínima – de 15 á 20 centimetros. hahahahah É isso!

Beijoxxx

E você tá se rasgando com uma dúvida? Quer desabafar? Escreve gostosinho para tchynna@gmail.com que Tchynna responde!

Tchynna responde…


Faz séculos que queria começar a coluna “Tchynna responde…” aqui no Babado Certo, mas sempre acontecia alguma coisa. A ideia surgiu do inúmeros e-mails e scraps que vivo recebendo com dúvidas e mais dúvidas. Pensei, vai que outra beeshosa queria saber a mesma coisa e sempre teve vergonha de perguntar. O melhor é jogar a questão na roda e quem quiser é só aproveitar (ou não, ninguém é obrigada). Para começar, nada melhor que responder a pergunta que não quer calar “Tchynna, cadê você, delícia?”. hahaha, bobinhos, achavam que eu ia abrir uma coluna, sem falar de mim mesma.

Então, bees, milhões de coisas aconteceram na minha vida no mês passado e começo desse. Não, eu não peguei gripe suína. Também, não estive internada depois de sair carregada bebada do The Pub, aliás, EU NUNCA FUI AO THE PUB. Para variar tem umas truqueiras horrorosas se passando por mim – se eu pegar vou ralar a cara delas no asfalto quente da Rodovia do Sol. Pensei em dar um pulinho em Milano, mas só consegui ir para a 25 de Março, em Sampa (voltei váaarios modelitos “Caminho das Índias”, hare babe). Conheci um cafuçu escandaloso que arrasa comigo e me deixa sem forças para teclar. Morram de inveja! Terminei aquele curso que eu estava fazendo. Minha apresentação final foi tão bafoenta, mais tão bafoenta que me ofereceram bolsa para fazer mais um curso lá. Sou phynna e reCUsei! Mudei a cor dos meus cabelos, agora sou ruiva – todos os pelinhos, a proposito. E aguardem, que logo, logo venho com mais novidades!

Beijoxxx e mandem suas dúvidas para meu e-mail babadeiro (tchynna@gmail.com)