Deixa eu ler a sua mão!


Sempre houve boatos que se poderia  saber o tamanho do pênis do boy pelo tamanho da mão (aliás até se é ativo ou passivo). Mil técnicas já foram criadas, desde aquela que mede a envergadura do dedo médio até o ponto que ele alcança no meio da mão, até uma que mede da ponta do polegar a  ponta do mindinho. Tudo crendice popular!

Pois as bees cientistas coreanas decidiram estudar o assunto a fundo (ui!) e criar uma técnica realmente eficiente para averiguarmos o tamanho da neca do boy só olhando as mãos (taí uma pesquisa útil e BASTANTE prazeirosa, néam?). Cata, do Globo:

As mãos podem revelar mais sobre seus donos do que se costuma pensar, especialmente no caso dos homens. Homens cujos dedos indicadores são mais curtos que os dedos anelares podem ter pênis mais compridos, segundo um estudo realizado na Coreia do Sul e publicado no “Asian Journal of Andrology”.

Vamos acompanhar...

“De acordo com nossos dados, quanto mais curto é o dedo indicador (segundo) em comparação com o anelar (quarto), maior será o comprimento de seu pênis ereto”, escreveu Tae Beom Kim, do departamento de urologia do Hospital Gil da Universidade Gachon, em Incheon, Coreia do Sul, respondendo a perguntas da Reuters.

Daí #ficaadúvida: Será que essa técnica funciona só com coreano ou com qualquer um? Já pode ajudar a fazer a comprovação da pesquisa por aqui?

Conto nem tão erótico: “Nem sempre muito é melhor”


Estava assistindo um vídeo no solo boys em que um cara compara seu pênis a uma lata de refrigerante e o tamanho é simplesmente o dobro! Mas esse me fez lembrar uma história que passei a muito, muito tempo durante a minha descoberta sexual, ou seja, quando eu comecei a… bem, vocês sabem.

Conheci o cara no ônibus. Conversamos trocamos telefone, msn… Daí veio todo aquele processo de entrar em contato, marcar um local e etc. Marcamos na casa dele. Eu de fato nem estava tão empolgado porque o cara não era muito meu perfil: era magro, era jovem, era um tanto afeminado. Mas fui. Confesso que fiquei mais atraido pelo perfil psicológico dele, assim como  eu ele gostava muito de artes.

Chegando lá conversamos durante a noite toda. O cara era chatíssimo, falava muito e esse muito incluia direta ou indiretamente um único assunto: ELE. E, claro, ele como o fodão, se me permitem a expressão. Ajudei ele a arrumar muitas coisas que ainda não estavam prontas na casa dele (ele meio que estava em processo de mudança ainda). Quando eu pensava que ia morrer de tédio saímos para comer fora. Não pense que era um fora chique, nãããããão, foi no trailer de lanches da esquina que fomos. Não ligo, estava com fome e o sanduíche estava ótimo. No trailer ele fez graça, posou de hétero e deu em cima de umas garotas… Uó.

Fomos para casa e o dia já amanhecia. Fomos para a cama e eu já frustrado (não tinha rolado nada demais ainda, só uns beijinhos mais ou menos) pedi para tomar banho (e fazer a chuca, é claro, sou muito otimista!). Ele me deu uma toalha e eu fui. Para minha surpresa ele entrou no banheiro (eu era tão inocente e sonso, fui pego de surpresa, se fosse hoje em dia eu teria chamado para ele ir comigo). Foi aí que veio o susto! Vocês viram o pau do vídeo (foto aqui)?! Era daquele tamanho (se bobear um nadinha maior), só que muito mais bonito e um pouco mais moreninho. Fiquei loooka!</vanessão> Rolou um oral basic sofriiiido debaixo do chuveiro. Fomos para o quarto e enquanto eu subia as escadas eu pensava: “Será que ele está pensando em colocar tudo aquilo dentro?” temia eu, torcendo para que acontecesse. E aconteceu.

Só lembro eu, minutos depois, correndo pelo quarto com uma dor horrível e o bophe correndo atrás de mim. JU-RO! A cena era essa: eu e ele pelados e ele excitado correndo atrás de mim falando “Só um pouquinho vai?”. Uma das coisas também que era um tanto broxante (além da dor lascinante) era o baianês dele. Durante a relação ele gemia falando “Ai, papai!” o que me fazia rir por dentro, lógico. Terminei a transa no truque e dormi aliviado. Acordei no outro dia com ele tentando me penetrar novamente, pode?! A solução: correr de novo, lógico!

Ele até quis alguma coisa, mas ficou ofendidíssimo quando eu o chamei de aberração e disse que jamais conseguiria manter uma relação sexual normal. Me arrependo. Depois desse dia meu lema se tornou: nem pequeno, nem gigante. Prefiro norma-grande!

O tamanho do capixaba


Fizemos uma pesquisa semana passada para saber o tamanho do pênis dos nossos leitores. Até a presente data 101 mil pessoas responderam o que já nos permite fazer uma média do tamanho do pênis do homem capixaba. O calculo foi simples: primeiramente, nas opções que não tinham valor preciso tiramos um valor médio para poder trabalhar com valores exatos. Para isso somanos o menor com o maior e dividimos por dois. Desse resultado, multiplicamos (nós, eu e o excel) item a item com  o valor de pessoas que responderam cada um. Tendo todos esses resultados, nós somamos tudo e dividimos pelo valor total de pessoas que responderam a enquete para enfim, termos o resultado. Como eu sei que a maioria deve estar pensando “Ai, Dé, meu cu pra matemática, eu quero é rola!”</silvetty> sem mais delongas (humm) o tamanho médio do pau do capixaba é de:

tamanho-medio-do-penis-do-capixabaMas eu não me surpreenderia se isso ficasse na verdade na marca dos 16 cm, porque, convenhamos, todo homem aumenta pelo menos em 1 cm o tamanho quando vai falar e mesmo para si mesmo quando vai medir o pirú. Negando o resultado da régua ele fala internamente: “não é 16 é 17!” Sem contar os arredondamentos para mais, tipo deu 17,22, “Ah, arredonda para 18!” Quereedos, 0,78 cm faz diferença, tenha certeza disso. Mas de qualquer forma vamos acreditar e comemorar 17,22cm é um bom resultado.

Seus problemas acabaram…


A mala

A mala

Sabe aquele desconforto de entrar no mar ou piscina com a água gelada, e ao sair ficar envergonhado com a timidez de determinadas partes?Sendo direto! Quando você sai da água e o único volume na sunga é o mesmo de quando a sua mãe perguntava “Cadê o piu-piu da mamãe?”. Pensando em você… Sim em você! A empresa americana Busy Bolls , criou uma linha de sungas que promete acabar com o incomodo encolhimento do pênis na água gelada. Cada peça pode inclusive ser ajustada ao tamanho desejado pelo consumidor, e seu funcionamento e uso  aparentemente é adaptado dos sutiãs com enchimento. Por 25.95 dólares você terá acesso a sua “Rooster Booster”, e poderá fazer aquela saída triunfal do mar, sem a preocupação de ajeitar a mala. Acredite  na mala e seja feliz! O vídeo explicativo na página da empresa  e de um didatismo único.