“Contagem progressiva” ou “Rumo a 1 milhão!”


Se as senhoras são atentas perceberam que temos um contador de visitas (únicas/dia) bem na parte inferior da coluna lateral que marca o número de acessos do blog desde sua criação. Menina, cata em que número já está chegando:

CONTAGEM RUMO A 1 MILHÃO DE ACESSOS!!!

Nossa expectativa é que até domingo no máximo a gente chague lá. Eu ouvi alguém gritando pra fazer uma festa pra comemorar? Han, ouvi?! Mais alto…

A doce vida de subcelebridade-blogueira-gay-capixaba (tá bom ou quer mais?)


Ainda neste clima de ser confundido do post anterior…

Muita gente pergunta como fazemos para saber tanto e estar em tantos lugares ao mesmo tempo. É que o BC não são só 4 pessoas, são várias. Eu tenho uma série de colaboradores-amigos que me passam informações, dados  e etc. Qualquer um pode fazer isso, é só me add ou mandar e-mail (el_de_seo@hotmail.com), e não fazer a maldita como já fizeram aqui uma vez. Mas o que eu queria falar mesmo é de um e-mail que recebi de uma dessas bees-amigas, cata:

Fui ao especial Divas e um amigo meu tirou umas fotos. Foi muito engraçado, ele tava tirando uma foto da Michely Moraes (a Belíssmia) quando veio um cara, acho que o nome dele é M. C. perguntando: “É do Babado Certo, é do Babado certo?”. Eu já tinha falado pro meu amigo que ia te mandar as fotos para postar no blog, ai meu amigo apontou pra mim e tentou dizer isso, mas ele ja veio me abraçando beijando, pensando que se tratava de um blogueiro do babado certo. Pensei em explicar tudo mas, deixei prá lá. Quer saber, adorei essa falsidade ideológica, rsrsrsrsrs, me senti alguém na noite LGBT capixaba.

As fotas:

Beijosecomentem.

Cada um tem o Rick Martin que merece!


Passei ontem o dia todo em cólicas para saber quem era o famoso cantor brasileiro que ia se assumir gay no Fantástico. E para minha decepção surpresa foi o Netinho da Bahia. Mas é isso, né? É o que tem para hoje. A matéria ficou bem legal, quem não viu pode assistir bem aqui. Além dele tem outras pessoas precisando dar um duplo carpado para fora do armário, mas abapha!

E aqui no estado, das nossas celebridadestem gente precisando se assumir?

Tentei ir na Move!


Sobrevivendo a Move!

Sobrevivendo a Move!

Ainda sobre o efeito de uma ressaca prolongada, e acendendo um cigarro no outro (nunca fumem!), tento escrever o que foi a Move na sexta. Existem coisas na vida que não tem preço, e para outras existem Master Card.. Fico com essa máxima da propaganda quanto o assunto é diversão. Principalmente quando o assunto é buatchy, e nesse caso a move.

Primeiro uma parada no Triângulo para aquela concentração básica em um aniversario, o que já deixa os ânimos bastante alterados. Segundo chegar a Move as 1 e meia da madrugada e encontrar o juizado de menores multando a casa, pela presença de um menor com carteira de identidade falsificada. O que fudeu com um amigo meu que estava com documentos sem foto e teve que ficar até as 3 esperando a liberação da entrada. Tudo normal, respeitando a lei, se não fosse o fato que alguns entravam. Isso deve ser o efeito de um cartão de crédito citado no inicio do texto. Como fiquei com o meu amigo na espera, pude ter a prova que alguns entravam sem o documento exigido. Uma identidade no bolso de uma pessoa provava que o amigo dele tinha entrado sem a identificação. Se você freqüenta essas boates, sabe que menores sempre dão um jeito de entrar, seja de forma “lícita” ou falsificando aquele documento com ajuda da bee, mafiosa, amiga.

A informação dos promoters era que após a saída da fiscalização, entraríamos sem maiores problemas, noticia somente desmentida as 3 por uma Cacaw muito simpática e solicita. Nesse momento eu e meu amigo já estávamos com novos amigos, e fazendo um rock lá por fora mesmo. Nisso começou a chuva que lavou a rua, e parece que levou o meu bom humor com a situação. Como não sou um leitor do Babado(digo pelos comentários) que arrasam no loosho e ostentação, dependo do bom e velho transcol ou de carona. Como a minha carona já estava de saída da buatchy, foi hora de quebrar o pau mesmo e exigir a minha entrada e do meu amigo.Uma dica: Nunca se faça de vítima,e faça uso de uma boa capacidade argumentativa!

Entrei, e falar da Move me parece tão supérfluo comparado as conversas e diversão da porta! Lá dentro tudo o mesmo, e com a presença elevada ao cubo de ht’s. Muitos, vários, e organizados, eles estavam por toda parte. A única coisa que foi capaz de me trazer um sorriso no rosto, foi a presença de uma mulher com roupa de aspecto e gosto duvidoso, querendo dá uma carteirada na entrada , dizendo-se produtora e que tinha acabado se sair de um desfile e tinha levado uns modelos para diversão na casa.O que ela queria? VIP…me divirto com isso!Afinal, um bom carão é tudo, mesmo quando você é uma produtora de moda em um lugar como o Espírito Santo. Devo confessar que não me diverti nada, e o melhor da noite foi a Cacaw(uma simpatia por sinal!E nem estou sendo irônico) me achando no meio do povo e pedindo desculpas pelo constrangimento da entrada.Isso foi a minha ida a Move.E olha que estava super a fim de falar bem da casa, que por sinal adoro, mas, meu inferno astral e alguma lua mal colocada no zodíaco não permitiu. Adorei a indagação de uma beesha da porta.- “Quem é você na noite capixaba?”. Fica a dúvida se era isso que a Move queria.Ter alguém da noite capixaba!Claro que isso tudo não acabou sem um pequeno problema na comanda.Me chamem de barraqueiro , mas não me cobre a mais nunca!

Separados no nascimento


separados-no-nascimento1Acho uma besteira, mas muita gente que passa pelo blog quer porque quer saber como somos pessoalmente. Não aparecerei! Não me mostro não por mim, mas para preservar minha familia e meu namorado (e porque o mistério dá toda uma graça!). Posso dar dicas. Vê as fotos aí em cima? São do site My Heritage que além de outras coisinhas legais faz um reconhecimento de alguma foto sua e mostra com quais celebridades você se parece. O meu deu isso aí: Stephen Chow. “Stephen quem?”, você deve estar se perguntando. Também me fiz essa mesma pergunta e corri pro google. Para minha surpresa e decepção descobri que é o diretor daquele filme uó chamado Kung-fusão. Bem, pelo menos pareço também com Carson Daly (apresentador de talk show) e  Bipasha Basu. Será que estou condenado a ser uma subcelebridade com esse rostinho? Quer saber com que estrela você se parece? Clique aqui e depois nos diga.