“SENAS” da noite capixaba #10


Contaram-me deste caso há algum tempo, caso que aconteceu com uma bee que estagia numa grande instituição aqui do estado. Um certo dia, ela estava cumprindo suas funções quando para executar  um serviço precisou que outro funcionário para levá-la a um local com o carro da empresa. Ao ver os dois saindo juntos de carro os peões da firma começaram a zuar, fazendo comentários insinuosos do gênero: “Volta logo, hein, fulano, se não vão começar a falar…”

Passados alguns dias, a bee comentou despretensiosamente sobre o fato com sua superiora dizendo como aquele fato era desagradável. Na hora a responsável por ele na empresa levantou-se e foi até a sala do chefe e contou tudo. Ele ficou furioso e mandou chamar todos os responsáveis pelo constrangimento. Chegando lá, tomaram um coió homérico do chefão, que lhes disseram que na instituição dele ninguém ia agredir os colegas de trabalho por qualquer motivo, inclusive que não toleraria nenhuma forma de homofobia! ♥ Disseram-me que o chefe ia demitir a todos, mas o chefe do departamento pessoal convenceu-o, por motivos trabalhistas, do contrário.

Não é demais? Estamos avançando, caBIXAbas? E fica a dica: não deixem que façam contra você qualquer tipo de agressão, ainda que simbólica! Não deixe passar em branco, denuncie!

“Who run the world? Girls!”