TAPA!


Vou comentar sobre o caso de um site daqui do estado – não vou dar nome, nem link, pois o que eles querem mesmo é visibilidade de maneira escusa, mas todos já sabem qual é – que postou possíveis fotos dos autores deste blog –  não vou dizer se somos, nem se não somos porque a questão aqui não é essa. Quero deixar claro que não tenho problema nenhum de mostrar meu lindo rosto – tá boua! – tendo em vista que já o fiz sem problema por três vezes representando oficialmente o blog em eventos públicos que faço questão de citar: na festa de aniversário do blog, na desconferência do BlogCampES na Ufes e na mesa redonda, do curso de Psicologia, sobre homossexualidade,  na UVV. Não tenho problema nenhum de auto-estima: sou bonito, tenho amigos, tenho namorado, sou amado e assumido. Se não mostro meu rosto aqui é para manter uma persona e estimular a imaginação dos leitores que criam o Dé em suas cabeças da forma que bem quiserem. E tem toda a questão também do estilo blogueiro de ser… Enfim, como eu disse o mostrar-se, não-mostrar-se não é bem a questão.

O fato aqui é uma atitude comum em alguns gays que é a chamada “máfia”. Muito me envergonha como homossexual ver esse tipo dissimulado que quer ver a desgraça alheia para se sentir melhor consigo, ou melhor, digamos assim, que sente prazer em estragar a brincadeira dos outros. Só para que saibam, o referido site sempre quis utilizar-se do Babado Certo pra se promover. Aliás, deixo fatos para que avaliem:

1. Insistiam diariamente para que eu postasse o link pro site deles aqui.

2. Postavam links para matérias do site em todos os posts do Babado Certo. Quando pedi educadamente para que parassem de fazê-lo, pois era anti-ético tal ato na blogosfera, disseram que eu estava com medo do sucesso deles (tive que rir!)…  Mas mesmo com o conflito criado permaneceram no ato. O que fiz? Criei um filtro que bloqueia links pra lá!

3. Não sei se é mesmo verdade, mas algumas bees – de círculos diferentes – vieram me dizer que eles andam falando mal da gente por aí pra todosh! MEO KOO!

Porém, nunca liguei até agora. Eu ca-ga-va. Escrevi esse post, na verdade, só para dizer que tenho pena deles. Que auto-estima baixa eles têm a ponto de basear seu “sucesso” na rivalidade! Diferentemente da TV, a internet não precisa disso, pois para ler um site NÃO é necessário deixar de ler outro.

E o que ganharam com isso tudo? 200 e poucos acessos e ódio de alguns leitores mais fiéis (lembrando que os acessos que eles tiveram em todos esses meses de existência, nós temos em média em apenas uma semana)… Valeu a pena? Precisava disso? Não seria muito melhor investir em melhorias da qualidade do texto e da informação que passam? Ou mesmo poderiam ter obtido personalidad… ah, não, essa não dá pra adquirir, é que nem bunda, né?