Chutando cachorro morto


felizGente, pelo menos eu acho que a graça de se zoar uma beesha por ser beesha é quando ela é encubada e homofóbica, estou certo?

Existe todo um sadismo em esfregar na cara da encubada a sexualidade que ela, e só ela mesmo, acha que não tem.

Não é correto promover bullying contra ninguém, mas eu não vou ser hipócrita e dizer que não faço isso. Todos temos defeitos, até eu que sou perfeita e praticamente uma semi-deusa grega.

Acontece que quando a beesha sabe que é beesha, essa brincadeira deixa de ser engraçada, e se torna uma homofobia barata e sem sentido.

Por que estou falando isso? Olha o vídeo abaixo:

[youtube http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=-0hYkSo2nAg]

tumblr_m431dyhzJP1qgb02u

de olho

tumblr_inline_mknfauC3dW1qz4rgp

nJWJV

nojoooo

Ruim, tão ruim que um gif só não foi suficiente. Mas tá tudo bem, a música brasileira está caminhando para essa democratização de estilos, e eu sou o primeiro a defender o direito dele de cantar, apesar de achar que ele deveria escolher outra profissão.

Na época ele fez um show aqui em Vila Velha, na inauguração da Space Pub. As gays foram crueis, não batiam palma, vaiavam, viraram as costas (e isso uma beesha sabe fazer com primazia).

Até evitei comentar sobre o ocorrido no post da análise, mas não adiantou, elas foram nos comentários e babaram baldes de veneno.

Beleza, querem desqualificar o menino, que o desqualifiquem pelo seu trabalho, porque é o que ele oferece para ser criticado.

Agora, o Não Salvo, um dos blogs mais visitados do país (que eu admirava até ver isso), promoveu a seguinte campanha:

mhomofobia 3 homofobia 2

Veja o post clicando AQUI

julgas

Tanta coisa pra zoar, por que escolher logo a sexualidade dele, que não tem nada a ver com seu trabalho?

E pelo que eu conheço dessa panelinha de idiotas, esse mesmo texto vai rodar todos os 40 blogs sem talento que são afiliados a essa porcaria.

O coitado do menino, visivelmente afetado pelo bullying promovido, respondeu:

Eu posso ser uma bicha escrota nivel máximo como voce disse Cell Da Silva.. Mas pelo menos eu SEI quem eu sou, e sou forte o suficiente para andar de queixo erguido sem ter vergonha pois não sou uma pessoa PRECONCEITUOSA como você !!!

Pois é, mas a gente sabe que não adianta. Quando o alvo se mostra incomodado é aí que eles pioram a zoação.

E eu pergunto, pra quê, Não Salvo? Será que alguns milhões de visitas a mais valem o sofrimento de outra pessoa que não te fez mal algum?

Estuprofobia, coisa de hétero!


Um dos post mais acessados deste blog foi um que escrevi em em setembro de 2009 chamado “A dor de dar o cu é uma dor moral”, onde defendo a tese de que,

“de maneira geral, a dor no ato sexual homossexual passivo é uma dor muito mais imaginada, muito mais moral. Tantas vezes vinda também do medo e de histórias de violência do imaginário heteronormativo, onde existe aquela máxima “se me pedirem para escolher entre a morrer e dar o cu eu prefiro a morte”.

E não é que fizeram um curta sobre esse pavor dos héteros de serem estuprados… Chega a ser engraçado, cata:

Oi, gosto de abacaxi?!

Esse rapazes héteros, tem cada uma, néam? Relaxa, gente! Eu disse e repito: se dar o cu fosse tão ruim assim, não teria tanta gente dando. Beijos!

Ufa, de volta a razão!


Lembram do bizarro projeto do dia do orgulho hétero? Do Band:

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, confirmou que deve vetar o projeto de lei que cria o Dia do Orgulho Heterossexual na capital paulista. Segundo ele, a proposta é “despropositada”. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

“O heterossexual é maioria, não é vítima de violência, não sofre discriminação, preconceito, ameaças ou constrangimentos. Não precisa de dia para se afirmar”, afirmou em entrevista.

Espero que toda essa VERGONHA tenha manchado a biografia de todos os políticos que direta ou indiretamente tenham se envolvido nesta aprovação, especialmente o vereador Carlos Apolinario, do DEM que a criou e tenha servido de alerta a nós de como anda a situação política no país ao que se refere às identidades sexuais. Lutemos por nossos direitos!

Dica do leitor via comentário.

Alguém manda este vídeo pro Kassab


Vocês devem saber que BIZARRAMENTE e VERGONHOSAMENTE a Câmara Municipal de São Paulo aprovou na terça-feira (2) o projeto de um vereador do DEM que cria no município o Dia do Orgulho Heterossexual. O projeto depende agora apenas de sanção do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, para virar lei.

Isso é tão absurdo, mas tão absurdo que se alguém me contasse eu acharia inverossímel demais pra acreditar. Mas infelizmente é verdade.

Olha, vou te contar, tô tão puto com isso que deixo esse boy falando exatamente o que penso:

E chega dessa merda! Chega desse mimimi, porra!