Sexualidade na Escola


Vamos falar de sexo, delicinhas?

Yeahhhh

Yeahhhh

Desculpem o enorme hiato entre a última postagem e hoje. Mas é que eu estou fazendo oito matérias, dando aula e tudo isso com o cabelo e o rosto impecáveis… quer dizer, isso demanda tempo, e não é fácil assim como as senhoras pensam.

Mas quero pedir uma ajudinha pra vocês.

Como sei que todas adoram falar de si mesmas nos comentários, vou fazer uma série de perguntas e quero que vocês me respondam aí embaixo, além de uma fofíssima enquete que vocês também vão responder.

O tema é Sexualidade na Escola. Todo mundo aqui sabe que é no ambiente escolar que a maioria de nós descobriu a sexualidade, certo? Primeira pegada de neca no banheiro, primeiro beijo atrás do muro, primeiro coió homofóbico. Enfim, é na dor e na delícia de ser diferente que a beesha se constrói adulta.

Eu me descobrindo

Eu me descobrindo

Muitas de nós, como eu, canaliza todas essas experiências e falta de apoio para os estudos e busca ajudar ao máximo outras gays em transição.

Outras viram monstras homofóbicas que se não soubéssemos que elas sentam no cavalo só pra levantar o rabo diríamos que são pastoras da Reino de Deus.

A minha pergunta é: Como se deu a descoberta da sua sexualidade na escola? Com que idade? Foi por meio de uma paixãozinha secreta ou rolou gang bang no banheirão?

Me contem tudo! E as mais exóticas terão a honra de serem incluídas no meu seminário no final do semestre. É bom ou não é?

03

Ah, respondam a enquete abaixo: