“Quem deve ser o novo pecado do Levanta Poeira?”


Aha! Enfim um concurso que vale a pena. Não é essas bichices de concurso Mister Brasil, tô falando do concurso Pecado do Levanta Poeira. Não sei exatamente o que é, mas é algo como um concurso para escolher quem é o mais belo cafuçú entre os boys magias cearenses, só a fina flor do nordeste. É a mídia regionalista oferecendo às massas o melhor da virilidade local. Qüenda:

Pecado Levanta Poeira

Clique sobre a imagem e vote!

Diferente daqui (cof, cof, cof), lá as bees comandam a programa da TV Diário. Meu preferido é o virginiano
Edvando Lima, com seus 22 aninhos, um metro e oitenta e oito, 89 kilinhos. Achei completíssimo. E vocês vão em quem?

Skinheads nordestinos? Que ano é hoje?


Cata o que foi pichado num banheiro de um shopping em Recife:

Eu não vou nem comentar da falta de lógica do termo “skinhead nordestino”…

Mas cadê as autoridades que não percebem que isso é culpa da impunidade de deputados homofóbicos que ofendem uma legião de homossexuais a cada vez que participam de alguma conferência?

É exatamente isso que se passa na cabeça dessas pessoas: “Se o cara que tá no poder se mostra abertamente homofóbico e ninguém se manifesta, quem vai perder tempo me impedindo de fazer o mesmo?”

p.s.: Quando ‘purificarem’ a raça humana, será que os que sobrarem também vão escrever “comessar”?

Dica do Leitor

Nordeste é a região com maior número de assassinatos de homossexuais


De acordo com um relatório, divulgado ontem, pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), a cada um dia e meio um homossexual brasileiro é morto. Nos últimos cinco anos, houve aumento de 113% no número de assassinatos de homossexuais. Apenas nos três primeiros meses de 2011 foram 65 assassinatos, entre as vítimas, 54% são gays, 42%, travestis e 4%, lésbicas.

Segundo Luiz Mott, antropólogo responsável pelo levantamento, as estatísticas são inferiores à realidade. “Esses 260 assassinatos documentados são um número subnotificado, porque não há no Brasil estatísticas oficiais de crimes de ódio. O estudo também aponta que o Brasil lidera o ranking mundial de assassinatos de homossexuais. Nos Estados Unidos, foram registrados 14 homicídios de travestis em 2010, enquanto no Brasil, foram 110 assassinatos. Além disso, o risco de um homossexual ser morto violentamente no Brasil é 785% maior que nos Estados Unidos.

Entre os estados, a Bahia é pelo segundo ano consecutivo o estado com maior número de assassinatos de LGBT’s, são 29 homicídios, segundo o relatório anual. Com 43% dos casos, o Nordeste é a região que tem mais homicídios de homossexuais e travestis. Levando em conta o número da população, Alagoas é o estado com maior número de morte de homossexuais por habitantes. Considerando as capitais, Maceió é a que tem o maior número de gays assassinados – 9 homicídios; em Salvador foram 8, 7 no Rio de Janeiro e 3 mortes em São Paulo.

Segundo dados do GGB, 43% dos homicídios foram a tiros, 27% a facadas, 18% por espancamento e 17% por sufocamento ou enforcado. Nesta terça, o movimento de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT) realiza dois atos públicos para protestar contra as declarações do deputador Jair Bolsonaro.

Clique aqui para ver os resultados completos do relatório.

Crimes por regiões
Nordeste – 43%
Sudeste – 9%
Sul – 10%
Centro-Oeste – 10%
Norte – 10%

Crimes por estados
Bahia – 29
Alagoas – 24
Rio de Janeiro – 23
São Paulo – 23