Julguem por vocês mesmos…


… mas a mim não convence:

Não engulo essa aceitação repentina, não engulo.

Depois ele fala que respeita a laicidade do Estado, mas ainda não parou de se embasar em conceitos religiosos. A Constituição Brasileira diz a mesma coisa sobre igualdade, é ela que ele deveria usar!

Mas não, em vez de citar a Carta Magna, ele teve a audácia de preferir a Bíblia para falar de respeito. A MESMA Bíblia que é usada como principal aval para justificar a homofobia. Seria cômico se não fosse trágico.

Não me convence, e não me convencerá enquanto não assumir o erro e fizer um pedido público de desculpas à comunidade gay pelo projeto que criou.

Sobre Neucimar Fraga…


… e porque não votar nele.

Desculpem-me pelo delay, mas é que aproveitei esse feriado para beber (como se não bebesse o suficiente sempre, né?) e terminar de assistir Plantão Médico. Consegui ambos, e a mistura deu na Max de resguardo o fim de semana todo.

Mas vamos falar de política, com bastante antecedência para as bee’s não reclamarem depois que eu postei muito em cima da hora.

Apesar do fato de eu não querer me envolver com política, esse assunto vai muito além e afeta toda comunidade gay: O projeto de Neucimar sobre “reorientação sexual”.

Segue a Justificativa do projeto. Veja o projeto completo clicando AQUI:

O presente projeto de lei destina-se a incluir na rede pública de atendimento à saúde, programa específico de orientação, auxílio e assistência à reorientação sexual das pessoas que vivenciam a homossexualidade e, que por opção desejar retornar à heterossexualidade.

É certo que a opção sexual é de livre manifestação e escolha, decorrente de preceptivo constitucional, albergado no artigo 5o . ss da Carta Magna. Ainda dentro dos direitos assegurados na Carta Constitucional, no seu artigo 3º inciso IV, observamos que: “devemos promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação”.

Não é raro, identificamos a existência nas escolas e na sociedade, de indivíduos que recebem apelidos com o intuito de serem sacaneados, implicados e até humilhados. São crianças, jovens e até adultos que sofrem discriminação em função de seu jeito de ser e de seus trejeitos.

Este é um crime tanto para com as pessoas que não querem deixar a homossexualidade, que merecem o respeito a seu direito, mas, também é um crime contra as pessoas que desejam deixar o comportamento homossexual e que estão lutando para mudar sua orientação sexual para heterossexual.

Ele claramente não está nem um pouco preocupado com o seu bem estar. Porque se estivesse, o projeto focaria no combate à homofobia e no ensino do respeito à diversidade, para que esses gays que sofrem humilhação não passem mais por esse problema.

Tentar modificar os gays usando como desculpa a homofobia que sofrem é o mesmo que dizer que para acabar com o racismo basta branquear os negros.

A única intenção desse projeto é de dar início a uma lavagem cerebral para formar um exército de falsos “ex-gays” enganados por essa falácia de base religiosa, e futuramente, criminalizar todo e qualquer tipo de manifestação da homossexualidade.

Ou que não seja criminalizar, mas criar um senso comum que nos considere doentes e inaptos a nos encaixar na sociedade, o que vai resultar em basicamente a mesma coisa quando todos os nossos direitos forem abnegados e tolhidos pelos próprios cidadãos.

Portanto, NÃO SE DEIXEM ENGANAR, não é nada “certo que a opção sexual é de livre manifestação e escolha”.

A Organização Mundial de Saúde (OMS), o órgão de saúde de maior autoridade no planeta, NÃO confirma a versão de Neucimar, desde o dia 17 de maio de 1990. E o Conselho Federal de Psicologia também não, desde 1999:

RESOLUÇÃO CFP N° 001/99:

# Parágrafo único – Os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e cura da homossexualidade.

Veja a notícia completa clicando AQUI

Diante do projeto, eu manifesto aqui meu repúdio à eleição de Neucimar Fraga. E espero que os gays com o mínimo de discernimento também.

p.s.: Vale lembrar que se você souber de qualquer psicólogo que insista em desrespeitar essa regra, denuncie.