Acabou pra gente, bee’s…


Quem é encubado, mesmo aqueles que já passaram o edi em todas as necas de Vitória, mas SÓ a mãe não descobriu que é viado, sabe o quanto a Move já foi segura para a pegação “anônima”.

Como a boate sempre foi abertamente conhecida como boate gay, a quantidade de héteros era mínima e você encontrava um ou dois buraqueiros (AMEI ESSE NOVO TERMO!) atrás de uma rachada bissexual. Apesar de agora o número de héteros ser bem maior, ainda somos maioria…

…mas parece que estamos com os dias contados, a Move saiu numa daquelas colunas da high society capixaba e agora pode saber que vai lotar de universitária 18a BB grande, filhinhos de papai com “As mina pira” no ringtone do celular e aquelas beeshas cabeçudas de cabelo loiro partido de lado.

Cata:

Eu e Dé na beira do Rio Amazonas

A racha nem menciona que É BOATE DE VINHÁDO, garáleo! Tentou inserir ali um “torcia o nariz pra e-music e abriu a cabeça”, RÁ, arriscou na Metonímia, mas zero pessoas curtiram seu status, gatira.

É uma lástima, porque as gays de topete de Rihanna e Chandão Baby na mão a gente até aguenta, já nos acostumamos.

Mas encher de HT não vai dar certo, apesar de que em alguns países da Europa não existe mais “balada gay”, o respeito é tão grande que as baladas são misturadas e tudo corre numa boa… na Europa…

Não vamos nos desesperar, eu conheço as delicinhas da direção da Move Music e eu sei que eles não vão deixar a gente perder nossa buatchy, e suas luzes que na hora da foto tiram a impressão de estarmos numa balada no interior do Amazonas e nos enviam diretamente pra Ibiza.

BÔNUS: Estava passeando pelo site, e dei de cara com ESSA seção:

Eles têm uma página para as pessoas mandarem fotos com esse maldito efeito do Instagram! Não aguento mais essas gays colocando esse efeito koo até em foto da neca no Manhunt!

Resumindo, me permitam repetir um gif, mas se eu chego na porta da Move e encontro essa galera frígida da High Society… agirei assim:

Dica de um monte de Anônimo

Resenha: “Move para Elas”


Bom, como todos já sabem, a Move estreou um novo projeto dedicado as sapas da Grande Vitória. O “Move para Elas”, é um evento que vai rolar toda 2ª quinta feira do mês, promovendo a interação e pegação entre lindas garotinhas. Eu fui curtir de perto e contar tudinho pra vocês, é claro!

Faz exatamente 1 ano que não apareço pelas bandas da Move, então, vocês já devem imaginar que eu desci no ponto errado. Sim, eu fui de ônibus, e sim, muitas outras sapas também, afinal eu olhei para o lado e contei mentalmente. Depois que finalmente consegui chegar, a portaria não parecia tão animada, acendi um cigarro e esperei calmamente o fervo.

Lá dentro, a música já rolava e havia bastante gente, desde as novinhas até as mulheres de verdade, muita sapa bonita dançando e pra minha surpresa, femmes e femmes se pegando freneticamente! Adorei. A Move me pareceu menor que antes, não sei se mais alguém percebeu isso. O bar estava muito bem organizado, fui rapidamente atendida todas as vezes. Adorei os leds nas paredes e os djs não deixaram ninguém ficar parado!

Falei bem até agora né, mas lá vem a crítica. As gogo dancers pareciam travestis! Me desculpa, mas pareciam meeesmo!! As sapas se acabaram de bulina-las e eu fiquei traumatizada!

Foi legal perceber que as mulheres marcaram presença, o que destaca o fato de que na Grande Vitória somos carentes de eventos voltados para lésbicas. Amei a noite e espero, sinceramente, que dê muito certo essa nova empreitada da Move.

Eu ♥ Move Music


Este post já venho prometendo há algum tempo e é para acabar de vez com essa história de que eu não gosto da Move. Primeiramente, vou evidenciar o que levou as pessoas a ter esse equivoco para depois desmentí-lo.

Ano passado, um antigo autor do blog entrou em confusão na Move e deu bafão com os promoters da buatchy (que aliás nutrem um ódio irracional por este site). Os promoters foram e falaram um monte de merda com ele  – merecidamente – porém falaram horrores do Babado Certo também. Daí fiquei puto na época, levei pro pessoal, mas logo superei. Logo depois veio os aumentos nos preços daí fomos obrigados a questionar, até porque cobrando 50 conto de entrada eles tem que oferecer um serviço que custe tal valor. Além disso, sempre que tem algo não bom a gente fala mesmo, como fazemos com tudo, pois esse é um blog menos noticioso e mais opinativo e toda empresa  está sujeita a todo tipo de comentário bons (também fazemos!) e ruins.

Mas no fundo, no fundo nutro uma paixão pela boate. A Move durante muitos anos foi minha morada de todos os fins de semana. Já vivi momentos de euforia, tristeza e estranheza naquele lugar. Já catei muita, muita gente lá (sem orgulho nenhum nisso!).  Ela me ajudou a me aceitar gay e a encontrar pessoas maravilhosas que são meus amigos até hoje.

Lembro até hoje da primeira vez que fui. Um carinha que conheci via net me convenceu a ir (foi minha primeira boate gay). Fui com medo – todos aqueles de quando somos recalcados -, mas ao entrar lá me senti num mundo paralelo surreal, seguro e divertido: me joguei horrores, catei também (o que deixou meu amigo da net muito magoado, pois ele queria ficar meio namoradinho comigo).

Deixei de frequentar a Move nos últimos meses (1 ano e pouco na verdade) porque estou casado, simples. Até conversei com Tiago (ex-promoter) na época sobre isso: a Move acaba com qualquer relação séria, é batata! E isso só mostra como ele é babadeira (especialmente pras bee pegadeiras).

Por isso não me odeiem movets, também já fui um de vocês.

Dá dedinho, dá! Dá dedinho. </freddiemercuryprateado>

Coisinhas sobre casas noturnas


@prestando atenção>> Foi alterada a data da reforma da boate Move Music. Será do dia 02 a 20 de agosto com reabertura no dia 21. Segundo Cacaw, a alteração foi feita devido ao tamanho das mudanças (!!) que serão feitas e a atrasos nos orçamentos.

  • >> Hoje, conversei com um dos sócios do citado Planet Café Pub, bar dançante gay em Itapuã. Ele falou que o bar funciona a pleno vapor e que é um tipo de entretenimento mais seleto e refinado. No site deles tem todas as atrações que podem ser conferidas ali. Ele ainda nos adiantou que em breve estará inaugurando um novo empreendimento. Vou ver se dou uma passada lá nesse findi para conhecer depois da gafe que passei.