Doença ou bênção?


Agricultor tem doença que faz o pênis crescer sem parar

Sim, gatas, vou dar um tempo pra vocês respirarem e assimilarem a notícia… *drama*

A bandeira da Paraíba nunca me fez taaaanto sentido

Mas não é brincadeira. Segundo o site Cena G, o agricultor Antônio da Silva, lá na Paraíba (Google > Mapa do Brasil > Ah sim, Max, me localizei, prossiga), tem uma doença raríssima que faz com que seu pênis não pare de crescer.

Dizem as más línguas que o bofe já está com 30cm de neca e ela continua crescendo!

Segundo os médicos, isso se deu por causa de  um distúrbio hormo…. enfim, TRINTA CENTÍMETROS! Eu sei que vocês já pararam de ler no parágrafo anterior…

… Acho que os Cruzeiros Gays deveriam tornar a casa dele um dos pontos turísticos de João Pessoa.

Pica-pau


Gatinhas, enquanto Max aquendava o baco ontem com a fúria de Marimar, ficou pensando:

“De que maneira o tamanho do pênis influencia no prazer do seu edi?”

Foi ele, moço!

Vocês aqui já sabem que eu nunca fui fã de pau grande, néam? Sou delicada e não gosto de exigir muito da elasticidade da minha kooceta (beijos pra quem quer ter vida sexual depois dos 40).

Todo fim de mês eu fico no meu período fértil, e ontem resolvi fazer pegação online, encontrei um bophe magia e marcay um sexo casual. Não analisei a neca porque com a gostosura do rapaz ele podia ter 3cm e me comer com o dedo que estaria bom.

Chegando lá, começou a quebração de louça, agarrei, beijei, pintay o sete e todos os números primos. Já louca do meu koo de tesão resolvi passar a mão na calça dele pra ver se já estava na hora de abrir as portas da felicidade e, para minha surpresa, o pinto mal cabia na minha mão.

*PAUSA DRAMÁTICA*

Max abriu a calça do bofe, olhou pra cara dele e disse: “É grande pra caber aqui” #tudopraficarcomele

Ele tentou me tranquilizar e eu aceitei o desafio. Bee’s, ele colocava, colocava, eu quase morria, e o pau não acabava nunca! Juro que pensei em desistir, mas não! I’m a Survivor, se um coió no Triângulo não me derrubou, não será uma pica das galáxias que fará isso! Prendi a respiração e fui, empurrei logo o que faltava, vi estrelas, mas no final de tudo estava cavalgando como uma Amazona da mitologia grega.

Moral da história: Fofinhas, não tenham medo, pensem pelo lado bom, quando o pau é grande você não tem a necessidade de mandar ir “mais pra cima ou mais pra baixo” , porque ele é quase um deus e está onipresente em todos os cantos do seu edi.

Hoje mal consigo andar ou sentar normalmente, mas como eu NÃO sou um alimento perecível, me dá três dias que eu estarei prontinha pra outra!

Reflitam: