Recadinho para você que quer chupar o pau do meu namorado


Gente, desculpa invadir este espaço para coisas pessoais, mas dessa vez não teve jeito. Ai, eu sou uma pessoa tranquila, mas não tenho sangue de barata. Uma recalcada falou que queria chupar o pênis do meu namorado (falo “pênis”, sou fina) e eu fiquei lôcaaaa. Por isso gravei este vídeo para colocar essa rapariga no lugar dela:

[videolog 892566]

Tchau!

DENÚNCIA: Site religioso divulga mentiras na internet


O assunto agora é sério, existe um site chamado “O Guarda de Israel“, que está divulgando notícias falaciosas sobre uma suposta “bactéria homofóbica” que estaria sendo dispersada nos Estados Unidos e matando várias pessoas.

Leia a notícia:

Para ver a notícia completa e as fotos dos pacientes, clique AQUI

O autor do texto faz uso claro de homofobia a fim de causar pânico nos leitores, e mistura fotos de pacientes com doenças diferentes das que a bactéria sobre a qual ele fala pode causar. O próprio título já é uma grande demonstração de que o texto não merece credibilidade:

Bactéria homofóbica se espalhando em cidades que perseguem cristãos? Tá boa, né?!

A bactéria Staphylococcus aureus, ou MRSA, é resistente à maioria dos antibióticos e é uma das mais severas infecções hospitalares, sendo mais frequente em países subdesenvolvidos, pois tal bactéria se instala na pele, jaleco ou luvas dos médicos e enfermeiros que manipulam pacientes infectados por ela. Como em países subdesenvolvidos é comum uma grande quantidade de pessoas com doenças diferentes dividindo o mesmo ambiente, somado à pouca quantidade de profissionais disponíveis para atendê-las, algumas vezes o médico/enfermeiro não tem tempo para se higienizar devidamente e acaba contaminando outras pessoas. Não existe nenhuma ligação dessa bactéria com o sexo anal especificamente, mas sim com QUALQUER contato de pele contaminada com pele saudável.

Entretanto, apesar da MRSA também causar um tipo de necrose na pele, as fotos usadas pelo autor são de pacientes que fazem o uso da droga Krokodil, famosa na Rússia, criada para substituir a heroína, causando os efeitos devastadores mostrados nas imagens.

Inclusive, na segunda foto, na qual o autor diz “perna de um homossexual contaminado”, está claro que a perna pertence a um paciente do sexo feminino. Isso comprova que ele nem sabe do que está falando e, mesmo se soubesse,  se é um homossexual, como diz o autor, seria incapaz de adquirir a doença através do “sexo anal”, já que teoricamente, seria lésbica. Apenas um exemplo da total falta de responsabilidade com os seus leitores.

“Mas isso é só mais um site cristão enchendo a paciência, Max”… Sim, bebês, o problema é que esse autor está se auto-promovendo em vários sites de muitos acessos (“agregadores de links”), causando pânico e enganando leitores leigos.

Por isso convido vocês a usarem 5 minutos do seu tempo para denunciá-lo à SaferNet, seguindo os seguintes passos:

No campo Página da internet vocês colocarão o link do post: http://www.oguardadeisrael.blogspot.com/2012/02/bacteria-homofobica-mortal-pior-que.html

E no campo dos comentários vocês podem criar um ou colar o texto do meu post, a escolha é sua… o que vocês não podem é deixar de denunciar esse site, somente com um número elevado de denúncias ele será tirado do ar.

Feliz Ano 476? (“Como deixar de ser homossexual”)


É, o ano começou, perdemos milhares de neurônios com a bebedeira do Reveillón, e para minha surpresa, em vez de celebrarmos a modernidade, algumas pessoas ainda insistem em ficar na Idade Média.

Está rolando na internet um site chamado “Como deixar de ser homossexual”, no qual um autor, baseado em achismos e estereótipos, diz ser capaz de transformar um vinhádo num comedor de rachas.

Cata um dos trechos do blog:

Eu sugiro que vocês procurem um MASCULINIZADOR PESSOAL. Isso mesmo, um masculinizador pessoal. O personal trainer é aquele que te ajuda com ginástica, musculação, enfim, condicionamento físico. O masculinizador pessoal é aquele homem que vai te ajudar a tomar jeito de homem, lutar e vencer o desejo homossexual, perder o jeito afeminado, te ensinar a andar como homem, falar como homem, rir como homem etc., ser o homem que você quer ser. O seu masculinizador pessoal pode ser seu irmão, seu primo, seu tio, seu cunhado, seu melhor amigo, seu psicólogo, de preferência alguém que possa estar com você o máximo de tempo possível para poder te corrigir (de forma discreta, claro, sem ninguém perceber – você tem que ensinar isso a ele) quando você esquecer e acabar rindo afeminado, andando afeminado, falando afeminado, estiver olhando para outro homem, enfim.

Másculo, mas poderia ser tão gay quanto a Dé

Tá boa, néam? Quantos personal trainers heterossexuais você conhece? A dificuldade já começa por aí, hahahaha.

Bem, eu nem ia dar moral pra isso, afinal, todos os dias centenas de microblogs evangélicos são criados com o intuito de “curar homossexuais”, mas o que me deixou puto foi a absurda quantidade de sofismos baseados em argumentos científicos. Sim, bebês, ele pega conceitos de Endocrinologia e deturpa a fim de confundir a cabeça dos mais leigos.

Mas não se deixem enganar, a Organização Mundial de Saúde, desde a década de 80 nunca mais postou NADA em relação à possibilidade de modificar o desejo sexual de uma pessoa e, portanto, nada do que está escrito ali deve ser levado em consideração.

Homo ou heterossexualidade não tem nada a ver com comportamento, ser homossexual se limita a gostar do mesmo sexo, relacionar isso a quaisquer outros estereótipos é desconsiderar uma enorme parcela de gays que não se enquadram nessas categorias…

Se não há um padrão, não há método científico envolvido, se não há método científico envolvido, não é ciência. E se não é ciência, meu koo de ressaca sem fazer a chuca pra esse homofóbico.

Quer ler o blog? Clique AQUI.

Gazeta Online e a arte de manipular os fatos


Cata a matéria postada hoje no Gazeta Online. Prestem atenção nas partes grifadas de vermelho e pensem junto comigo:

Primeiro, se ele deu entrada no Hospital Dório Silva de MADRUGADA, como ele foi esfaqueado na Parada Gay, se esta aconteceu durante à tarde e início da noite? Foi todo machucado e ficou zanzando que nem Walking Dead até resolver ir pro hospital?

E outra, por qual motivo o título diz claramente que ele foi esfaqueado na Parada Gay, mas NINGUÉM soube informar se a vítima foi ferida durante o evento? Quer dizer, uma pessoa tem o pescoço e a mão cortados no meio da multidão e ninguém viu nada? Nem os inúmeros policiais que passavam o tempo todo na orla?

O que a falta de uma matéria de capa não faz, né?

Fonte: Gazeta Online