Kooriosidades – Na Cama com Max [Tema: Mamãe sabe?]


01-banner-max1141

Eu, no Reveillón 2011

Eu, no Reveillón 2011

Chegou essa época linda de final de ano, todo mundo fica bêbado junto com a família, e com a cachaça vêm o quê? A PINTA, é claro!

Muitas bee’s bebem e só faltam amarrar os braços na cadeira, a fim de evitar qualquer deslize que faça seu tio homofóbico buzinar no ouvido do seu pai, mais homofóbico ainda, que você está desmunhecando (porque é essa palavra idosa que eles usam) na festa.

Pensando nisso, catei um e-mail de uma leitora que veio muito bem a calhar com essa situação, vamos acompanhar:

pinta

Até o Papa sabe que ela é gay!

tumblr_mel7xoi0K21qhzutgo1_500A mãe já pegou se maquiando, já pegou dançando (e eu tenho certeza que não foi dançando Racionais MC) e já soltou a frase de toda a mãe que aceita o filho solta quando ele se assume. Quer dizer, só falta a bee se tocar e aproveitar essa virada de ano pra dar um presente mais que especial para a família.

Uma beesha na família muda toda a sua configuração, eu mesmo quando dei a primeira pinta (lá pros 2 anos de idade) já senti que a vibe ia mudar. Numa família de militares, na qual metade dizia que mataria se tivesse filho ou filha gay, ter hoje 3 gays sendo super bem aceitos é mais que uma evolução, não é mesmo?

E pra isso é preciso uma gay vanguardista e cabeçuda pra discutir com a galera nos churrascos e ir quebrando preconceitos, pouco a pouco.

Mas nem tudo foram flores, diversas foram as vezes que me minha mãe entrou no quarto e eu estava assim:

tumblr_mfhdywyLhR1qdlh1io1_400

E vocês? Também acham que a gay deveria se assumir o mais rápido possível?

Quer casar? O Babado Certo te ensina como…


Casamento entre pessoas do mesmo sexo já é realidade em nosso país. Sabe por quê? Porque existem brechas legais que permitem a conversão da união estável em casamento, com os mesmos direitos e deveres que um casal heterossexual chamadas jurisprudências.

Se a senhora não sabe porque esteve enterrada (ui!) em um túnel no Chile nos últimos meses, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu reconhecer a união estável para gays neste ano. E poucos sabem, mas não existe um impedimento legal para se converter uma união estável em casamento além da vontade dos envolvidos. EEEEEE!

Siga os passos:

1. Consiga um amor. Alguém que você queira dividir a escova de dentes e acordar do ladinho para sempre. Todas juntas: “OOOOOWWWWWWWNNNNNNNNN!!!!”

2. Faça o contrato de união civil. Em cartório!

3. Viva feliz! O casal tem que ter uma “convivência pública, contínua e duradoura com objetivo de constituição de família”.

4. Pegue seu contrato de união estável, mais outros documentos que comprovem a união e/ou testemunhas e procure um advogado e faça com que ele peça a conversão.

5. Case!

6.  “Que seja eterno enquanto dure este amor, que dure para sempre…”

Veja mais informações de procedimentos e documentação no site do Mix Brasil.