Estudo comprova que pais homossexuais são tão bons quanto hts


Michael J. Rosenfeld, do Departamento de Sociologia da Universidade de Stanford, realizou um estudo sobre o impacto de pais LGBT em crianças na idade escolar e se seus papéis na estrutura familiar influenciam o desempenho na sala de aula. Os resultados comprovam o que todos nós sabíamos: crianças criadas por casais do mesmo sexo, tem o mesmo desempenho escolar que crianças de outras estruturas familiares. Crianças de todos os tipos de estrutura familiar tem melhor desempenho que aquelas que vivem em orfanatos afirma Rosenfeld.

O estudo também destaca que crianças criadas por lgbts são normais e bem ajustadas na sociedade. Os resultados sugerem que, o progresso escolar de filhos de casais homossexuais, não é diferente e talvez , um pouco melhor se comparado à filhos de casais heterossexuais. A semelhança no desempenho escolar de ambas famílias não suporta as teorias de gênero essencialista de parentalidade, que argumentam que o desenvolvimento da criança depende da existência de modelos de papel parental (pai e mãe).

Foram incluídos no estudo 3.502 filhos de casais do mesmo sexo que viviam com ambos os pais por pelo menos cinco anos, dessas crianças foram 2.030 crianças vivendo com mães lésbicas e 1.472 crianças que vivem com pais homossexuais.

Leia na íntegra.