Guest Post – Sobre a bunda


link-building-guest-post

Às vezes acho que somos muito falocêntricas, sabe? 90% dos textos envolvendo sexo falamos majoritariamente sobre pinto. Por esse motivo, adorei o guest post do nosso leitor, que traz um comentário sobre aquela área tão esquecida por nós: A bunda.

tumblr_lzqumozXG01r5pin2o1_250

Não o Edi, a bunda mesmo, a parte de carne, porque de cu a gente fala sempre que fala de pênis, então basicamente não tiramos o rabo da boca, mas na ornamentação do cu dificilmente me pego falando.

Cata:

Devo começar falando que até é uma palavra gostosa: BUN-DA! Tem que fazer biquinho e soltar a voz no final. Ela própria nem mostra para o que veio, não nos intimida, acho que nos faria rir em uma conversa. Mas confesso que gosto de bunda. E da minha bunda também.

E por esta bunda ser de um homem eu acho hipócritas os “homens” que menosprezam o passivo em um casal, se o que eles mais olham nas mulheres, também é a BUN-DA. Desde tempos imemoriais o homem comeu bundas, de escravas negras, e de homens. Vou falar melhor, desde tempos imemoriais os homens e mulheres davam.

tumblr_muw14sVHtL1rolfuzo1_250

Como eles, eu não sou ativo, mas gosto de olhar bundas – masculinas, por favor!

“Sim, por que vejo aquelas curvas redondas, em variados tamanhos. Fico maluco de qualquer jeito e naquelas mais misteriosas…”

> depoimento de um homem a respeito de bunda.

“(…) principalmente quando tem alguns pêlos perto da base da coluna, e também, na própria bunda. Então eu tenho que me segurar para não morder devagar o dono daquilo.”

>continuação do depoimento de um homem a respeito de bunda.

O que mostrei anteriormente explica a sedução de uma bunda. Logo aqueles vídeos de “pegadinhas” não são reais, simplesmente por que o homem gosta de bunda: e se não pode comer o da mulher – moral – não vai comer o de um homem se não gosta. Quero explicar aqui, que esse texto poderia ter sido escrito por uma mulher: ela não é “ativa”, e que ela também tem bunda, e provavelmente gosta dela. Assim como a do homem passivo, é um homem sedutor, nem sempre frágil, e nem sempre forte, mas sabem me deixa maluco com qualquer roupa. Sem elas principalmente, mas sou passivo, e daí?

Nem sempre frágil

Nem sempre frágil

Isto não é um problema, eu não fico olhando rótulos, acho que uma noite com um passivo pode me dar mais prazer que três ativos. Por que sei perceber as curvas – e os pêlos – mais gostosas de um homem passivo. Pêlos estes que significam masculinidade, e não me chocam se estivessem em uma bunda – dizem que significa sujeira – me deixaria mais maluco. E se por acaso não estiverem lá, não me importa, eu tenho um pênis por perto, para me certificar que é um homem com quem estou lidando.

É exatamente isto que eu preciso esclarecer para os “homens” heterossexuais: são dois homens quando transam. O homem passivo se diverte tanto quanto o ativo, ao contrário do que imaginam. O sorriso de satisfação, e de excitação do passivo é tão bom quanto um orgasmo, isto me encanta e outras coisas. Então devemos rever nossos conceitos de masculinidade – ainda sou homem mesmo como passivo – afinal, só existe o ativo por que existe o passivo.

Comentário da Max: Adorei o texto, achei uma fofura o jeito que ele fala de bunda (apesar de ter vinculado ser homem com ter pênis, mas é um erro comum e eu sei que ele não fez por mal), porém eu simplesmente não vejo nada de interessante nelas.

Por isso, vou deixar pra vocês, que gostam do assunto, comentarem. Licençãm.

tumblr_muzaj2eSib1rjxoico1_250