Polícia divulga imagem de suspeitos de assassinar jovem com mais de 60 facadas em Vila Velha


A polícia divulgou nesta quarta-feira (14) imagens de dois jovens suspeitos de matar um rapaz com requintes de crueldade em Vila Velha.  A gravação mostra os dois rapazes sem camisa conversando com uma mulher na orla da praia. Desconfiados, eles olhavam para os lados, falaram alguma coisa e saíram. Minutos depois, a câmera flagrou os dois indo embora com um terceiro rapaz que usava camisa azul e carregava uma mochila.  Wiris Delfino Vitoriano foi morto momentos depois.

O delegado quer chegar à identidade dos suspeitos. “Nos obtivemos imagens das câmeras de segurança da Prefeitura de Vila Velha cerca de uma hora antes do crime na orla. É possível verificar que o Wiris saiu da orla acompanhado de dois elementos. Um estava sem camisa e com uma mochila nas costas e, o outro, sem camisa e com uma bermuda xadrez. Nós acreditamos que essas pessoas podem ter envolvimento com o crime ou possam ter alguma informação para passar. Pedimos encarecidamente à população que, caso conheçam essas pessoas, liguem para o 181 e informem quem são e onde podem ser localizadas para que possamos concluir essa investigação”, disse o delegado Marcus Vinícius de Souza.

A crueldade do crime chamou a atenção da policia, que acredita que os suspeitos podem ter participação em outros crimes. “Ele apresentava cerca de 68 perfurações feitas por arma branca. Várias nas costas, na região abdominal e na cabeça. Não descartamos a possibilidade dessas pessoas terem envolvimento em outros crimes no município, mas só conseguiremos obter essas informações mediante a oitiva dos mesmos ou mediante informações passadas pela população pelo 181”, afirmou Souza.

DIVULGUEM E DENUNCIEM! ~181~

Disque Direitos Humanos (Disque 100)


 

No próximo sábado, 19 de fevereiro, a ministra da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, vai lançar em São Paulo, a ampliação do Disque 100 para a população LGBT e outras minorias. O lançamento acontecerá durante um evento contra a homofobia promovido na Av. Paulista, às 14h no MASP.

O Disque 100 é um serviço telefônico que recebe denúncias e antes funcionava exclusivamente como Disque Denúncia de Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes. Porém, como a Max já disse, desde 23 de dezembro de 2010, A Secretaria de Direitos Humanos, acrescentou novos grupos para serem atendidos pelo serviço, que passou a se chamar Disque Direitos Humanos (Disque 100). Agora passam a ser recebidas, não somente denúncias de homofobia, mas de violação de direitos humanos de idosos, moradores de rua e portadores de deficiência.

Desde que o Disque 100 foi ativado, todas as denúncias recebidas são analisadas e encaminhadas para os órgãos responsáveis. O serviço funciona 24 horas por dia, inclusive domingos e feriados, e a ligação é gratuita para telefones fixos e celulares.