Você é um amolador de facas?


Atenção para o Selo Luana da Lapa de “Corra, que Max vai dar coió em metade das leitoras!”

trasvass

Eu tava pra falar de tema com vocês há um tempo já. Discutimos ESSE texto no Gepss umas duas semanas atrás, e eu fiquei pensando em como ele se aplica à atualidade, por mais que seja de 1999.

Aí apareceu uma gay no meu Facebook cagando regra na timeline dela segundos depois de eu tê-la adicionado.

Dizendo que viado afeminado não deveria ser respeitado, que tinha que ser homem pra mere….COMIGO NÃO, GARÁLEO!

Virei o saci de patinete com ela e terminei bloqueando, excluindo e denunciando, porque…

PorqueeuseiserphynaqueridaMastambmseiserchavedecadeia

Mas eu não mando matar o pecador, só extirpar o pecado!

Mas eu não mando matar o pecador, só extirpar o pecado!

Podemos considerar amoladores de faca todos os intelectuais formadores, ou pessoas de opinião respeitada (mesmo num grupo pequeno), que proferem discursos genocidas, mas que se dizem incapazes de agredir uma pessoa que faça parte do grupo que ele critica.

Puxando a sardinha pro nosso lado queer, esses amoladores podem ser padres, pastores, políticos, pais, amigos ou professores que dispersam a homofobia, mas não seriam capazes de colocar em prática nenhum tipo de violência física contra os LGBT’s.

Mas por que amolador de faca?

Simples, porque ele não é o homofóbico que vai lá e apunhalada a beesha ou a travesti, mas ele “amola” as facas dos que têm coragem para isso, dando aval para a prática, compreendem?

Basta perguntar a QUALQUER homofóbico porque ele não gosta da gentchy, a resposta vai ser sempre a mesma: “Deus criou homem e mulher, e homossexuais são uma abominação”, ou “homossexual eu respeito, odeio é viado”.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=BB-1lx9FYck]

Taí, um discurso fascista que dê uma razão palpável para que eles agridam ou matem homossexuais sem a menor culpa, aliás, muito pelo contrário, matam com a sensação de dever cumprido.

Tá, Max, mas o que isso tem a ver comigo? Não sou padre, não sou professora, odeio pastores e de política só sei votar.

000ff

downloadPois é, só que isso tem tudo a ver com você, se você fizer parte de dois outros subgrupos: O grupo dos que se calam e dos que promovem homofobia internalizada.

É, agora peguei na sua perna, né?

Quantas vezes vocês já se viram diante de manifestações homofóbicas e não fizeram nada? Seja na escola, no ônibus, na faculdade, na academia ou no barzinho que você vai com seus amigos héteros.

“Quem cala, consente” nunca fez tanto sentido como faz nesses casos, principalmente quando o grupo homofóbico SABE que você é gay. A omissão também é uma forma de violência e quando você se cala, consequentemente, concorda com o agressor.

Você amola a faca do homofóbico quando:

  • Não defende a beesha no ônibus, que o moço do Instituto Manassés resolveu pegar no pé pra falar de Zeus;
  • Quando permite que seus amigos héteros ofendam uns aos outros chamando-se de viado;
  • Quando, ainda com esses seus amigos héteros, ri dos comentários que eles fazem sobre a beesha feminina que passou;
  • Quando senta a sua bunda na cadeira da igreja e engole tudo que seu padre/pastor fala sobre os gays;
  • Quando vê o editor do seu jornal escrever “o travesti” na matéria e permite que seja publicado (essa foi super específica hahaha);
  • Quando não vai em Parada Gay com o argumento de que “virou carnaval”.

E por outro lado, também tem dedo seu no caso da lâmpada fluorescente de São Paulo quando:

  • Você diz que seu “gaydar” é ótimo e usa conceitos heteronormativos de masculinidade para determinar se alguém é gay ou hétero;
  • Quando olha torto pra beesha fashionista que foi vestida de fita amarela de “do not across” pra imitar a Lady Gaga;
  • Quando diz que “não precisa ser afeminado pra ser gay”;
  • Quando ri das piadas transfóbicas do Pânico na TV sobre a Ariadna;
  • Quando retroalimenta a hierarquia abaixo

pirc3a2mide

Então, não venha pra mim dizer que está chocada com o que fizeram com a trans no sul do Brasil ou com as centenas de gays que são agredidos e lotam as páginas de pesquisa do Google com notícias…

…enquanto o seu final de semana se resume a ostentar sua masculinidade e ofender fulano porque “ele é uma passiva”.

0000 cuspe