Campanha ABGLT incentiva estudantes a denunciar bullying


Devido ao aumento de casos de alunos vítimas de homofobia nas escolas brasileiras, a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) lançou uma campanha para incentivar os estudantes/vítimas a denunciarem as agressões. Além disso é recomendado que a vítima registre um boletim de ocorrência nos casos de agressão, ligue gratuitamente para o Disque 100 e ainda envie a denúncia para presidencia@abglt.org.br, para que o caso seja acompanhado.

DENÚNCIA: Site religioso divulga mentiras na internet


O assunto agora é sério, existe um site chamado “O Guarda de Israel“, que está divulgando notícias falaciosas sobre uma suposta “bactéria homofóbica” que estaria sendo dispersada nos Estados Unidos e matando várias pessoas.

Leia a notícia:

Para ver a notícia completa e as fotos dos pacientes, clique AQUI

O autor do texto faz uso claro de homofobia a fim de causar pânico nos leitores, e mistura fotos de pacientes com doenças diferentes das que a bactéria sobre a qual ele fala pode causar. O próprio título já é uma grande demonstração de que o texto não merece credibilidade:

Bactéria homofóbica se espalhando em cidades que perseguem cristãos? Tá boa, né?!

A bactéria Staphylococcus aureus, ou MRSA, é resistente à maioria dos antibióticos e é uma das mais severas infecções hospitalares, sendo mais frequente em países subdesenvolvidos, pois tal bactéria se instala na pele, jaleco ou luvas dos médicos e enfermeiros que manipulam pacientes infectados por ela. Como em países subdesenvolvidos é comum uma grande quantidade de pessoas com doenças diferentes dividindo o mesmo ambiente, somado à pouca quantidade de profissionais disponíveis para atendê-las, algumas vezes o médico/enfermeiro não tem tempo para se higienizar devidamente e acaba contaminando outras pessoas. Não existe nenhuma ligação dessa bactéria com o sexo anal especificamente, mas sim com QUALQUER contato de pele contaminada com pele saudável.

Entretanto, apesar da MRSA também causar um tipo de necrose na pele, as fotos usadas pelo autor são de pacientes que fazem o uso da droga Krokodil, famosa na Rússia, criada para substituir a heroína, causando os efeitos devastadores mostrados nas imagens.

Inclusive, na segunda foto, na qual o autor diz “perna de um homossexual contaminado”, está claro que a perna pertence a um paciente do sexo feminino. Isso comprova que ele nem sabe do que está falando e, mesmo se soubesse,  se é um homossexual, como diz o autor, seria incapaz de adquirir a doença através do “sexo anal”, já que teoricamente, seria lésbica. Apenas um exemplo da total falta de responsabilidade com os seus leitores.

“Mas isso é só mais um site cristão enchendo a paciência, Max”… Sim, bebês, o problema é que esse autor está se auto-promovendo em vários sites de muitos acessos (“agregadores de links”), causando pânico e enganando leitores leigos.

Por isso convido vocês a usarem 5 minutos do seu tempo para denunciá-lo à SaferNet, seguindo os seguintes passos:

No campo Página da internet vocês colocarão o link do post: http://www.oguardadeisrael.blogspot.com/2012/02/bacteria-homofobica-mortal-pior-que.html

E no campo dos comentários vocês podem criar um ou colar o texto do meu post, a escolha é sua… o que vocês não podem é deixar de denunciar esse site, somente com um número elevado de denúncias ele será tirado do ar.