E ainda dizem que elas não estão preparadas…


Simplesmente vejam o vídeo abaixo:

Precisa falar alguma coisa? Será que esse argumento da bancada evangélica, de que gays demonstrando afeto em público pode traumatizar crianças, está correto?

O que traumatiza mesmo é a falta de liberdade individual a qual são submetidas as crianças que fogem o padrão sócio-cultural determinado pelos adultos.

Via Diego Herzog

O Bom Selvagem


Tem gente que diz que casais gays são capazes de confundir a cabeça das crianças, mas dêem uma olhada nesse vídeo:

Viu? Por mais que o menino só tenha visto casais heterossexuais, e tenha achado aquilo diferente, a explicação foi bem simples: “Vocês dois se amam”. E isso basta, mas por que será que os adultos não conseguem ser práticos assim?

Inclusive, acho que a indiferença no final que é o grande tapa de luva: “vou jogar ping pong”, tipo, “Tsá, é exótico, eu nunca vi, mas foda-se, não me afeta em nada”.

Dica da Lucifer

oh, que gracinha… MEOO KOO!


E ontem que eu estava provando roupas e combinações fashionísticas lá em casa e minha irmãzinha bem fica me olhando.

Eu: O que você achou?

Ela: Feio.

Eu: Você não entende nada do mundo fashion. (fiz uma careta)

Ela: Você não vai me levar para escola vestido assim, vai?

Eu: Por quê?

Ela: Vão falar que você é viado.

Eu: Credo, as crianças da sua série falam essas coisas?

Ela: Eles já falaram que você é viado.

Eu: Pois fale para eles que não é viado, é homossexual.

Crianças abusadas!