Não está fácil para ninguém!


Em algum muro de Vitorinha… [solta a trilha]

cartazEstá vendo, vinhádo, não está fácil para ninguém… Não sei o que amar mais, a atitude do boy em plena era das tecnologias digitais apelar pro cartazinho no muro colocando duas opções de operadora para facilitar para as pretendentes ou a beesha gaiata que se ofereceu escrevendo em cima.  A concorrência está pesada!

“Sou mulher!”

 

Sincerão!


Tá certo que um dos requisitos para ser feliz é nunca olhar os comentários nos grandes portais de notícia, mas sabe, às vezes vale a pena…

comentário

Você não estava sozinho amigo, pode ter certeza! rs

Via Te dou um dado?.

“SENAS” da noite capixaba #22


Ouvi essa da boca da própria bicha. Ela estava em um ponto de pegação famoso de Vitorinha, a céu aberto com vegetações, pois estava na seca e louca para dar o bom edí. Ela rodava pelo espaço e nada de encontrar uma neca amiga para ele poder atender. Até que ela viu, atrás de uma moita, um cafuçu dum-dum batendo punheta. Ficou interessada em ver melhor a neca, mas decidiu dar mais uma olhada para ver se achava coisa melhor. Distraída ia andando, mas aí…

…o boy apareceu do nada e ofereceu seus “serviços”. Em outras palavras botou a gay para chupá-lo. A guei estava lá se divertindo, mamando nervosa como um bezerro sem mãe, se fartando pois a neca do boy que era bem – a neca – (sempre são, néam?!). Porém ela começou a se atentar a alguns sinais que até ali não tinha percebido: cheiro forte de queimado pelo corpo, mãos com dedos enegrecidos e unhas amareladas, roupas sujas e meio surradas. Era um craqueiro!!!

O viado ficou desesperado no início, especialmente quando o boy passou a mão na bunda dela. “Vai me roubar”, ela pensou. Entretanto, ele, o craqueiro, pediu a bundinha da mona. A bicha neste momento já entregou os pontos e a coisa meio que começou a se transformar num fetiche. Na cabeça dela, já se imaginou sendo subjulgada e comida em posições violentas que ela nunca havia nem imaginado. QUE NADA, o rapaz super de boa pôs dentro e bombou até de forma gentil. A bicha super curtindo, mas ficou naquele vibe um olho no gato e outro no peixe. Fechava o olhinho de prazer, mas no fundo deixava uma brechinha, pois a todo momento lhe passava pela cabeça: VOU MORRER, GARÁLEON!

– Tá gostando?
– Tô… tô sim…

De repente, começou a aparecer viado de tudo quanto era moita e se já não fosse surrealista o suficiente, todos ficaram meio de longe vendo a cena e “batendo bolo”. O cafuçu metia, metia e a bicha curtindo horrores, se segurando para não gozar antes. Mas, a maricona percebeu que o craqueiro não só não gozava nunca mas também parecia não quereria gozar. Incomodado com as muitas presenças ali, sugeriu para nossa guerreira irem para um local mais afastado. E foi indo. A bicha fez que ia atrás, mas no meio do caminho arregou, correu pro lado oposto bem quietinha, afinal ficou apavorada com medo de lhe acontecer algum mal.

Mas antes, a bandida passou pelo local e arrastou outro boy, daqueles que estavam batendo punheta pro espetáculo que ela estava protagonizando a pouco.

Gente, parabéns, vocês ainda conseguem me chocar!

O espírito da Feira do Cu


Acontece que Vila Velha entrou no mapa global, pois agora estamos belíssim… é… estamos no Google Street View, serviço do Google Maps que disponibiliza vistas panorâmicas de 360° de locais do mundo.

E você jura que fomos ver como ficou os pontos turísticos da cidade, né? Fomos direto pra Feira do Edí pra ver se dava pra aqüendar uma neca ou um mafuá qualquer. Se você é estrangeiro e não sabe, a Feira do Cu é um tradicional ponto de pegação de nossa terrinha, que fica no final da orla de Coqueiral de Itaparica.

E não é que aquele carrinho de lentes poderosíssimas passou fotografando nossa querida Feira do Koo e fez um maravilhoso registro da paisagem de restinga e da fauna do local?! Cata:

-q?

Chocaaaaaaaada! Gente, o que é essa travinha mirim com uma peruca truqueira loira platinada de canicalon e calcinha enterrada no edí? É ou não é a musa da feira e a representa em todo seu esplendor? O sol quente na cara e ela está lá, guerreira, pronta pra aqüendar os boys. LUXO!

Mas pera aí, é quem eu estou pensando?…

Vamos aproximar a imagem para ter certeza…

OMG! É LEONAAAAAA! DIVA!

Gente, será que é uma ação publicitária para divulgar nossa querida Feira para o mundo? O que Leona estaria fazendo nas terras Canelas Verdes? Acho digno.

Veja aqui com seus próprios olhos.

Dica do Aloisio no Babado Certo Group.

Dé-sabafo!


Sou sim um blogueiro gay capixaba com muito orgulho. Celebridades nacionais vêm pra cá, mostram a b…, atrasam-se porque estão dando festinha no camarim, catam nossos boys, não preparam espetáculos para o nosso povo, dão basfond, enfim, pouco se importam conosco, e nós, que pagamos caro para tê-los em nossa terra, chamamos isso de rock…

#aloka #ClaudinhaMilkFeelings

Do Gazeta Online:

Tá, querida, Serginha catou bem ou não?

Olha, quem souber quem é o “moreno misterioso” (adoro!) nos diga, já queremos entrevista exclusiva! Será que Serginho tem pele macia e com gosto de cereja? Cada Juliô tem a Katy que merece? Ainda pode fazer piadinha com Rock in Rio?

[+18] Nova Dieta: Sanduíche de Buceta


Verão taí, mona! E como é que está o corpinho pra enfrentar a estação mais quente do ano? Tem exagerado nas gordura e está com aqueles indesejáveis pneuzinhos? Pois seus problemas acabaram! Pensando na senhora, o BC traz uma receita ba-ba-dei-ra e infalível de emagrecimento.

Lápis e papel na mão e anota os ingredientes:

Pão francês

Maionese

Carne

Batata Palha

e…

Clique na imagem para assistir ao vídeo.


Quero ver comer agora!

Pensou que a Lohane Vêkanandre Sthephany Smith Bueno de HA HA HA de Raio Laser Bala de Icekiss tinha ficado só com aquele vídeo?


Havíamos postado aqui sobre a bee do norte do país com nome peculiar. A internet como sempre cria esses little monsters que sempre voltam para nos assombar com sua pinta e seu axé, néam, mona?! Então, se prepara e aprenda a música fuá do boi (?) da bee maranhense que promete ser hit no próximo verão (acredita, bunita!):

AQÜENDA! Regionalismo… é FASHION!

Foi só eu ou no vídeo anterior ela fez a versão rádio e agora ela fez a versão proibidão do fuá? Tô passada!

Desde que o mundo é mundo…


Cata a manchete:

Cinco mil anos depois de ter morrido, o primeiro “gay das cavernas” foi descoberto por arqueólogos na República Tcheca. De acordo com os cientistas, o jeito como foi enterrado sugere que ele tinha uma orientação sexual diferente. (…)

Texto do jornal ClickPB, leia o texto completo aqui.

Olha, teve anos e anos de pesquisa e mil teorias associadas pra chegarem a esta possível conclusão. Inútil! Podiam ter me chamado, porque meu gaydar é babadeiro e só de olhar esta foto:
…eu sei que essa beesha pré-histórica não só era do babado, mas que também era passiva e deve ter sido a precursora do uso do canecalon (naquele época feita com crina de cavalos selvagens). Cata os vasinhos onde ela tomava seus ‘bons drink’.

Tá morta, mas tá magra, tá linda, tá diva. Arrasô na feminilidade, tombô cas bee do paleolítco. Muah!

Não gosto de ‘São Sebastião’


São Sebastião é uma expressão de bee cacura. São Sebastião nada mais é que aqueles bofes bem machões que algumas bees chamam de ‘boy hétero’ ou de HSH (homem que faz sexo com homem). São aqueles cafuçús que comem as gay e as deixam chuparem. Olha a imagem do santo aí do lado. O nome vem justamente por essa pose, que é a maneira que eles ficam quando recebem o sexo oral (na verdade, geralmente com as mãos na nuca) evitando ao máximo o contato físico. O fato é que eles não tocam nas gays pra dizerem que não curtem homem, o que é uma grande mentira, uma vez que os paus deles ficam duros e eles os utilizam nas infelizes.

Este texto não é é pra esses caras que provavelmente não leem o BC (hmmmmm, tá lendo, né, sua safada!), mas sim pras bee que se gabam de

"Me chupa de longe!"

pegar esses sujeitos. Você jura que é tão gostosa que fez com que um hétero te quisesse, néam? Não é vantagem, nem status fazer um destes, tá?  Pelo menos não pra mim. E no fim das contas todo mundo tem mil histórias pra contar de São Sebastiãos.

Olha, pessoalmente não vejo vantagem em pegar caras assim, que fazem parecer que estão fazendo um enorme favor a você em te comer. Eles não dão carinho, aliás, em muitos casos nem consideração tem pela pessoa. Prefiro quem participa, beija, acaricia, fala coisas. Só assim eu “funciono”.

Mas volto a repetir, há fetiche pra tudo. Se o São Sebatião este é o seu, viva-o.

________________________

Se você ainda não catou o espírito da coisa, dá play e ria junto com a gente:

Relatos parcos de mentes carnavalescas sem lembranças


Ai, mona! Que carnavalzinho fuleragê pra quem ficou pela grande Vitória, né, bee? Apesar de que em muitos lugares do interior foi o mesmo: chuva! Eu, que passei na Barra do Jucu mesmo, só tive paciência de ir em poucos dias no bloco. Aquele monte de gente bêbada e descamisada animada, sacumé. Eu e meus amigos ficamos boa parte do tempo em barzinho, em especial um beeeeem trash que tinha karaokê. Muita gente estranha e música bagaceira: o babado é certo! Eu reinei fazendo a Dani Mercury cantando ‘O canto da cidade‘.

Vamos ver se o povo do blog teve mais sorte e se jogou com canicalón no carnaval ao longo deste Espiritossantão de Deus? Cata:

Wagner:

Passei o Carnaval em Piúma, pois não tinha nenhum “Plano B”.
A estrutura, tanto da cidade como do local dos principais enventos, é precária.
Falta saneamento, asfalto, trasporte, iluminação e coleta de lixo, serviços básicos de diretiro da própria população local.
A chuva não parou, a lama se fez viva e a cerveja não fazia efeito, tomei tequila e fiu para o quiosque da Loira (anota que isso é referência de pegação), logo depois, eu estava em Ibiza! (Oi?).
As travas se jogaram, por incrível que pareça Piúma no Carnaval atrai elas, as produções não eram das melhores, mas também naquela lama. As beschas estavam nervosas, sempre apos as 01:30hs o babado era certo, começava a pegação nesse quiosque e rolava muuuuita chupação na areia da praia. tinha muita bescha bonita sim, mas as travas deixaram a desejar no quesito beleza. Os Ht’s estavam bebados e as bee’s aproveitaram.
Conheci um bophe rico e Carioca, logo fiquei grudada, pois atchevo ali era tão raro como o Sol.
Percebi que a Alegria e Animação não baixam cabeça pra Chuva e Lama nessa época e voltei muito satisfeito (e largo) de lá.

Jhonne:

Sexta fiquei bebendo em casa com meu love e uma amiga dyke e quando acabou tudo fui pra rosa, a rosa fechou ai fomos pro lucas. é o que tinha pra sexta.
Ontem fui pro teachers conferir como é o rock gay friendly e enfim… enquanto toca rock vc até vê uns hts mas depois que começa a putaria o TODAS se transforma e ficam jogatchyvas on the floor.
Hj vou pra barra, alguém sabe me dizer até que horas o rock fica rolando?

Thiago:

Meu carnaval começou desde 01/01/2011 logo que saimos da moveka 8 da manha com aquele sou arrazando lá fora, meu make derretendo todinha.
Eu e minha amigas combinado de se jogar no carnaval esse ano, todas felizes.

ta, chega de errolação(adoro), minha escala estava pronta. eu trabalharia no sabado-05/003/2011, para folgar na quarta de cinzas, porem minha supervisora, uma arquitetazinha mequetrefe, desidil mudar minha escala, e me deu folga no sabado”hoje”.

Tha boa, né.. desde ontem meus pais viajaram para marataizes… aquele lugazinho promete, varios bofés bafonicos que meu deixa louca” Aloka”
ontem, foi dia de pagamento, né. quinto dia ultio do mes para fazer pagamentos das empresas, tava eu todo felizmm esperando meus dimdim cair na conta pegar meu credcard para torrar tudo. As 9 hrs da manha foram feitos os depositos nas contas, porem so iam cair as 4 hrs da tarde…. fui eu correndoa s 4 hrs da tarde tirar um extrato da minah conta.. e sem a supressa, na tela touchscreem “saldo insuficiente”… my gosh. eu fiquei loka. o dinheiro não tinha caido na minha conta. “babado né”.

bom, soluction, o bofé da minha irmã deixou 50 reias para mim hj, sabado.

aloka, né. que carnaval é esse né… brigado por terem me ouvido, ou melhor dizendo, por terem ledi essa derrota!

Santinha:

CONCEIÇÃO DA BARRA É O PODER!!!

Toda trabalhada:

Nossa, manguinhos foi BAFO só isso.

Aloisio:

No meu carnaval fui para o interior do estado curtir a familia com meu namorido e ao mesmo tempo levando o BC para o ponto mais extremo do estado uma cidadela chamada “Alto Rio Novo”. rs Longe.

Passei por Guriri e tava o fervo, porém lá é a terra do Oi, pqp da próxima eu me jogo pro sul. voltei na terça a tarde e com fogo no koe para saber como estava Barra do Jucú, chuveu muito e desanimei, na quarta de manha com sol na cara me joguei na porca da quarta, muito bom…..
Fiquem a vontade pra contar mais suas aventuras carnavalescas nos comentários, suas lindas!