Como NÃO fazer a sua chuca


Feriado chegando amanhã, e hoje é dia de dar aquela depilada cavada na virilha e fazer aquela chuca espertíssima. Mesmo que não tenha nada marcado, nunca se sabe, vai que você encontra o amor da sua vida no ônibus a caminho da balada, né?

A dica do dia é: ESPERE A ÁGUA DESCER, porque senão olha o que pode acontecer:

[youtube https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=D5gd5T_J2no]
Você não vai me expor a esse ridículo, disse a bunda

Você não vai me expor a esse ridículo, disse a bunda

Hahahahahahah e ele foi até o final! Porque, já disse aqui, bicha que é bicha não deita pro recalque!

Dica do Arthur

“Deixa a Bicharada Dar!”


Se você é evangélico e se ofende fácil com profanações, recomendo que não assista ao vídeo abaixo. Agora se você é daquelas que gritam “MEOO KOO!” toda vez que um irmão crente convida para ir a igreja, dê as mãos aqui e vamos orar TODOS JUNTOOOOOOOOS:

A descrição do vídeo diz: “Irmão Micael lança seu primeiro Clipe Gospel Hétero Gay Transgenicamente Modificado. A música “O Sr. me penetrou enfim”, faz parte de CD UM RETO DE LUZ”.

Estão sentindo? É pura unção!!! Amém, irmãos?

Dica via Babado Certo Group.

10 coisas que brocham caras gays


Já que estamos falando de coisas inusitadas que nos dão tesão, porque não falar de coisas que nos tiram o tesão? Afinal tão importante para sentir prazer quanto atingir a excitação é manter a libido, não é não?

Então, enfia a mão dentro da cueca, pensa no boy e vislumbre se nas seguintes situação o seu abïguinho (#valescafeelings) ia se manter animadinho, cata:

  • 10 – Se perguntar “Posso?!”

Falta de pró-atividade no sexo é uó. Bem uó. É quando o boy fica pedindo permissão para fazer as coisas. Tipo: “É, ãhr, agora eu posso colocar o dedinho no seu edí?”. Esse tipo de coisa tem que se usar uma linguagem menos verbal. No caso acima vai enfiando o dedo, se você ver que a bee ficou louca de tesão – provavelmente ela já estará cavalgando na sua mão – beleza, mas se ela fez essa cara:
Saiba que foi tiro n’água, marinheiro. Tenta outra coisa.

  • 9 – Não estar na mesma vibe

Acontece muito. Você é uma bee romântica que gosta de palavras doces e aquele sexozinho feito de forma lenta e carinhosa. O boy é um chucro que quer meter a rola, te rasgar toda, falando palavras de baixo calão e dar uns bons tapinhas na sua cara. Simples assim: não rola direito. Alguém tem que ceder ou

  • 8 – Estar ouvindo música conhecida

Não sei se acontece com vocês, mas comigo sempre acontece. Ligou uma musiquinha pra dar um clima. Daí começa a tocar uma música que você ama, sei lá, La Isla Bonita, por exemplo. Gente, é impossível não ficar dublando!!! Tá lá rolando um keti e a neca já vira um microfone. Fora que o boy tá lá e você está cantando baixinho junto cadiva e o boy fala “O que, você falou alguma coisa?”. Sério, muita concentração é exigida pra manter o foco nessas duas coisas. O mesmo para bons filmes e programas de TV.

"Desculpa é irresistível, amor: ♫'...last night I dream of San Pedro...'♪"

Isso quando não rola uma coreô. Aloka!

  • 7 – Perder o time

"Acorda, Alice!"

Porra, ir rápido demais ou ir devagar demais, tanto quando você já ‘põe’ ejaculando – fail, mano, fail – ou quando você fica ‘4 semanas de amor’ pra terminar o servicinho. Tédio não combina com sexo!

Apesar de que admito que amo quando os boys vem se desculpar dizendo – quando foram muito rápido – que é porque a gente dá muito tesão neles e eles não aguentam. Acho fofo disfarçar disfunção erétil com declarações de desejo ♥.

Vamos combinar, tem coisa melhor que gozar junto?

  • 6 – Feder

Olha, taí uma surpresa que pouca gente gosta, né? Sei que tem gente que curte uma ricota sabor gorgonzola, mas de maneira geral é bom quando chegar do trabalho nestes dias quentes de verão pelo menos dar um truquezinho numa pia. Ajudaê, que a gente te ajuda também, gato. O mesmo serve pra cheque, viu, mona?

  • 5 – Sensações térmicas inesperadas e não bem-vindas

Acho que tanto a música, quando os cheiros ruins vão no mesmo sentido que este item: são sensações audiovisuais, olfativas e tácteis que tiram nossa atenção na hora agá. Gente, nada pior que estar quentinho embaixo do lençol numa noite fria e encostar numa barra de ferro geladííííssima #marilacfeelings. Não é atoa que dão um banhaço de água fria – ou quente, se a pessoa for vilã – em gatos e cachorros pra eles se separarem quando estão cruzando.

Depois não venha chorar pelo Jack perdido, Rose.

  • 4- Falar “Goza, amor, goza”

Rrrrrrrrr, nada me irrita e me brocha mais que isso. A coisa pode estar na portinha, é pedir pra gozar que volta tudo atrás! Minha neca ama trollar pessoas que ficam pedindo pra gozar logo. Se não quer brincar, não desce pro play, porra!

"CALA BOCAAAA!"

  • 3 – Chamar no feminino

“Puta”, “vadia”, “minha garota”, “bichinha” etc. Me brocha. Sou macho, garaleon!

"Véi, pô, véi. Estragou tudo."

2- Estar de mau humor ou fazer “por obrigação”

Nossa, gente que leva sexo a sério demais, que parece estar cumprindo uma obrigação, ou ainda, os famosos “cu doces” – não, não é um edí coberto com mel e/ou calda de chocolate – que tem aquela má vontadezinha, ou também gente que se irrita por qualquer besteira são coisas que fazem qualquer um perder o tesão. Sexo tem que ser feito de forma descontraída, todos tem que querer e “se divertir”

Bom humor é fundamental!

  • 1- Se a mãe e/ou o pai abrirem a porta do quarto 

Precisa falar sobre?!

OMG! Mãe, não é nada disso que você está pensando.

Já nasceu hit!


O zuzesso do momento é o riti “Eu não sou viado”, da Banda Katrina. Eles chegam a níveis tão altos de talento poético que agora vou me calar e deixar a senhora ouvir essa pérola da música popular paraense:

Faça logo sua xuca, porque a neca é odara e você pode checar” já é o novo “Oh-oh-oh-oh-oooh! Want your bad romance” na buatchy?

Tequinobrega é o futuro!