Bafo! Homofóbico arruma confusão na porta do Celebration!


Tô só o veneno hoje e ainda tenho que receber uma notícia dessas!

tumblr_mwkrhjZg3r1rjxoico1_250

Vocês conhecem a produtora Antimofo, né? Famosa pelo público gay friendly, faz festas alternativas pela cidade e muito sucesso entre o público mais jovem.

Agora, o que vocês não sabem é que eles estavam sendo alvo de ameaças de fechamento por parte de um vizinho. Várias foram as denúncias e em todas a produtora simplesmente resolveu mostrando seus alvarás em dia.

Acontece que o motivo, que até então se pensava ser apenas em relação à bagunça que fica na rua durante as festas, foi revelado: Homofobia!

Segundo a produtora, ele já havia furado dois pneus de uma cliente e sempre que via gays na portaria esbravejava seu ódio, deixando claro o real motivo do incômodo com o cerimonial.

Tem até vídeo!

[youtube https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=nx91HGRP5dg]

zua

Wilson, cheio de si, de garrafa na mão e peito estufado, foi pego pelas câmeras de segurança ameaçando e proferindo ofensas homofóbicas contra os clientes que estavam na porta do cerimonial.

E aí eu pergunto pra vocês: ele vai ser preso por incomodar a ordem pública sendo homofóbico?

Não, ele não vai! Porque não existe lei específica pra isso e somente se ele tivesse agredido o Rike (o que ele evitou ao máximo fazer, espertamente) teria sido configurado um crime.

O que vai acontecer? Esse cara provavelmente vai voltar a aparecer na porta do Celebration, vai voltar a incomodar as pessoas e por mais que o Rike chame a polícia, eles não poderão dar voz de prisão por “ofensa/agressão homofóbica”.

Por isso que eu friso tanto aqui pra vocês no blog, até ficar chato: VIADOS, LUTEM NESSE CARALHO!

A população sabe que nós somos vistos como cidadãos de segunda classe e desde que não nos agridam fisicamente, podem nos tratar como bem entenderem, sem retaliação da lei.

tumblr_mvq1rnK2hc1rjxoico1_400

No mais, parabenizo a Antimofo. E que fiquem as senhoras baladeiras espertas e pensem, quantos produtores ou boates fariam isso por vocês? Quantos se arriscariam dar a cara a tapa (ou a tiro) pela segurança dos seus clientes?

Pois é, tem muito dono de boate por aí que é que nem o reitor da Ufes: todo mundo sabe que existe, mas ninguém nunca viu.

UFC, Racismo e Ameaça de Morte na noite de Vitorinha


Olha, vou te contar, nessas horas que eu sinto mais amor por beber em Vila Velha.

Essa semana uma bee estava com sua amiga na Ufes. Enquanto se divertiam com os tóxicos e a música super animada característica do Rock na Ufes, uma gay e inimiga conhecida dessa bee começou a fazer piadas com ela, xoxação básica que todas nós praticamos.

Entretanto, parece que a gay não curtiu e desferiu um comentário racista contra a inimiga, que é negra. E o pau começou a quebrar.

A morena não gostou de ser chamada de “preta” pela bee, não pensou duas vezes e já deitou a gay com uma voadora no nariz! O pau comeu no chão, com direito a plateia e Regina Volpato mediando a discussão.

Enfim, a briga terminou, a suposta racista saiu com o nariz sangrando e amaldiçoando tanto a morena que se ela tiver um filho vai nascer sem perna, só pela energia negativa que recebeu. O grupo se separou.

Aí que eu falo que essas gays de Vitória estão com o nome na boca de Satã… acreditam que enquanto esse barraco acontecia na Ufes outro barraco começava a acontecer também no Celebration?

Uma “moça”, que prefere ser chamada de moça, conversando com as amigas, comentou assim:

“Dinheiro é tudo, né? O homem pode ser o cão de feio, mas se for rico já fica gato”.

Até aí tudo bem, se ao lado não estivesse passando uma perigosa bee que subiu do gueto à realeza, mas não perdeu o gingado da favela. Ela ouviu e perguntou se estavam falando dela. Prontamente recebeu uma resposta negativa, afinal, não se cutuca onça com vara curta, néam?

A perigosa rica não aceitou a resposta e disse que o rapaz estava falando dele sim e que era pra ele calar a boca, sentar e ficar quieto (Adicione olhos de ameaça ao personagem).

E beesha vale alguma coisa? Beesha é debochada, não tem medo do perigo, e por isso soltou:

“Tá bom então, Kelly Key”.

Não sei qual o poder ofensivo que tem uma comparação com a Kelly Key, mas deve ser dos mais cabeludos, porque a perigosa beesha cagou pro artigo 147 do Código Penal, e mandou a real:

“Eu só não faço nada porque eu tô aqui dentro, se eu te pego na rua eu chamo a minha Gangue das Bichas Perigosas de Vitória e te mato!” (Voz de Dadinho é o Caralho, meu nome agora é Zé Pequeno)

SIM, VINHÁDOS! A gay tem gangue, com alcunha e patente! O que eu acho super útil nos dias atuais, é de glamourizar qualquer entrada na buatchy. Segue uma suposta foto da gangue:

Dizem que ela chega nos rocks tipo a Beyoncé com aquelas duas negonas que estão em todos os clipes.

Mas ao ler “Gangue das Perigosas de Vitória” eu só consigo pensar nesse vídeo, que não é uma pérola, e sim um DIAMANTE do Youtube:

Bafão comprido e grosso


Mas rápido e com ejaculação precoce.

Tenho essa imagem há anos no meu PC, e ela nunca foi tão perfeita para uma postagem hahaha

Rola na boca pequena das largas beeshas rodadas de Vitória, que existe um segredo por detrás de um menino de 13 anos, que está sempre em todas as festas do Celebration e Teacher’s Pub.

Até aí tudo bem, o que não falta lá é menor de idade, o problema (ou a solução!) é que esse erê tem a estrutura corpórea de um adulto e a neca de, pasmem, 25 centímetros!

Segundo informações, uma das gays que já deu pra ele disse que é como fazer sexo anal e oral ao mesmo tempo e… PÁRA DE GRAÇA, porque eu acho um absurdo uma criança de 13 anos fazer sexo como se já fosse um adulto!

A minha dica é: Procure um Endocrinologista, porque isso pode ser um tumor na Glândula Pituitária, e não é porque todas as gays morrem de vontade de dar pro rapaz que isso não possa ser um problema.

Mas se não for um problema, basta trocar o “procure um Endocrinologista” para “procure uma Produtora de Filmes Adultos”.

Diante disso tudo, só consigo me lembrar de um dos sempre filosóficos poemas da Mc Carol:

Bafinho: Darkroom é coisa do passado


É, meninas, parece que foi-se o tempo em que as bee’s precisavam se esconder em banheiros e darkrooms para copular.

Ninguém tá vendo…

Hoje uma gay me contou que na última Happy Monday, no Celebration, uma bee “surfista” e um boy de formas pouco convencionais, foram vistos em posições um tanto estranhas dentro da piscina do cerimonial.

Segundo a bee informante (e mais outras que vieram confirmar a história), a surfistinha era jogada de um lado para o outro dentro da piscina, prensada na parede, e por pouco não desenvolveu uma Hérnia de Disco, de tanto que foi dobrada. Tudo isso enquanto ela sorria e gritava.

Ai, coitadinha!

Dizem que os gritos lembravam os gatos de rua na madrugada: você sabe que estão fazendo sexo, mas o som é como se o gato estivesse matando a gata de dor…

…e realmente está, do ponto de vista biológico, mas não vou entrar em detalhes, porque segundo o Dé, eu acabo com toda a magia do sexo quando dou um parecer biológico, e a cada vez que faço isso um ativo em Vitória entra com o nick de “Passivo_JP” no Chat Uol.

Não quero ser responsável pela extinção de nenhuma espécie ‘Criticamente em Perigo’.

Só faço na Lagoa de Ponta da Fruta