Ah, pensei que era na bunda!


Tanto que até falei assim ó. É que hoje eu fui…

Meu Koo!

…tomar a vacina contra a H1N1 e o enfermeiro ou sei-lá-o-quê que ministrou o medicamento era fazível. De qualquer forma, tô aqui cumprinto minha função social que é incentivar todo mundo a tomar a vacina (porque daí posso sair hoje a noite e empurrar uma velhinha ou roubar uma criança orfã, pra compensar, sabe?). Me falaram que doía e que se sentia efeitos colaterais. MENTIRA. Eu tô ótimo. Fora essa tonteira que está me dando de repente, ai, tá tudo girando, que troço estranho, tá ficando tudo escur..

kayKY brito cresceu mesmo!


Esta semana estamos bem safadinhos, admito. Há uns dias atrás falávamos das celebridades de Hollyuód que tem necas de respeito. Às vezes, somos muito hipócritas ficamos pagando pau pra gringada e esquecemos dos telentos nacionais, né não, Kayky?!

Tá ótimo!

Via Katylene.

Da nossa terra, da nossa gente: Victor Gaspar


Continuando nossa série que mostra as belezas do Espírito Santo, o bopheshcândalo de hoje é Victor Gaspar. Ficamos sabendo dele por meio desse release aqui:

Olá Dé,
Boa tarde!

Estamos fazendo clipping de notícias online do nosso modelo Eduardo Tesch no The Boy e vimos que postaram sobre ele. Ficamos bastante felizes.

Segue em anexo algumas fotos do nosso modelo, também capixaba, de 21 anos, Victor Gaspar. As fotos foram feitas por Max-Arthur Wantle em Abril deste ano em Miami (deu close!). Victor está confirmado para os desfiles masculinos da semana de moda local, o Vitoria Moda Show.

Obrigado,

Alexandre Siqueira
Director

Men’s International Division

Bem, vejamos o que pensamos sobre o Victor:

Victor - 3_2Victor - 4_2Victor - 8_2 cópia

Para mim está muito bem. E para vocês?

Da nossa terra, da nossa gente: Eduardo Tesch


eduardo esch

Uma bee leitora nossa que deu a dica. Saiu no site The Boy (uma espécie de Paparazzo do Terra) um orgulho da nossa Terra: Eduardo Tesch. No site, tem a ficha completa do bophe, onde ficamos sabendo que ele nasceu em Domingos Martins/ES. Além disso, pelo perfil dele sabemos que ele tem 25 anos, é teimoso, sincero, ama surfar e comer strogonoff, seu filme preferido é Jogos Mortais (medooo), quer ir a Fernando de Noronha e ser feliz aproveitando ao máximo a vida. Óóóóóóó, que fofo!

Bem, sou muito sincera e achei ele beeem normalzinho. Ele tem um rosto bonito e másculo, um cabelo meio bagunçado de quem parece ter acordado agora e um belo corpo malhado, mas sutil, sem exageros. Uma bundinha magrinha, suuufrida. Bem comum… Mas se ele quisesse eu bem que casava, dava casa, comida e roupa lavada e teria vááááários filhos de parto normal. Sou muito sincera!!!

Veja o ensaio completo do Dudu bem aqui!

No banco, dia desses…


12 thurs bluetooth name

me bluetoohfa!

Dia desses estou eu, Tchynna Penedo, linda e gostosa (ok,eu sei, isso é pleonasmo) dentro de um banco qualquer. Nem tinha caprichado na produção. Calça jeans, bota cano curto, blusinha branca e um jaquetinha de couro marrom – estava frio e sempre nessa época meu silico parece que congela. Horas na porta metálica e sem nada dentro da minha Gucci (presente de uma amiga phynna e viajada), o segurança não se convencia. Lembrei do meu piercing, mas fiquei com vergonha de falar e ainda mais mostrar. Ficamos num impasse e foi eu fazer carinha de “por favor, gatinho” para conseguir entrar.

Então, tinha que conversar com o gerente, umas cobranças loucas na minha conta, dinheiro de menos e correria demais. Peguei minha senha e fiquei sentada esperando. Chegou um cafuçu do bem e sentou do meu lado. Fiquei louca e não parava de olhar, mas me controlando. O bofe tirou o celular e começou a mexer, nada demais. Porém, ele ficou o tempo todo mexendo no telefone e não estava jogando e nem mandando mensagem. Super estranho, porque ele ficava mirando o celular para mim. Eu comecei a achar o cafuçu maluco e ele não parava de apontar o celular na minha direção. Chegou minha vez e eu só dei aquele olhar “beijo me liga ou me encontra depois da porta-giratória, gatinho”. Fiquei horas com o gerente e o boy foi embora. Só depois, veio o insight: o bofe estava tentando falar comigo por blue-tooth, e a lesada aqui nem se tocou! Enfim, é a tecnologia a serviço da pegação. Confesso, dei mole!

Trio do bom


Adoro um trio!

Adoro um trio!

Ai que essa semana, eu tô super cinéfila! O mundo caindo e eu vendo os melhores filmes. Óbvio, que não estou me referindo às obras de Fellini, Allen, Salles, Gus, Godart e afins. Afinal, essa semana só escrevi sobre pornostar. Primeiro, a delícia do Sagat e depois, a surpresa do Bazuca! Fecho a semana com o meu vídeo preferido dos últimos meses. Vi no site babadeiro do Manlicious há meses e fiquei louca. O vídeo tinha sido apagado e mas, eles repostaram e eu assisti mais uma vez. Eles brincam com dois fetiches meus: amadorismo e cafuçu. É tudo armado e a gente finge que acredita. Dois carinhas não muito bonitos que estão transando com um diretor guiando e filmando tudo. Eu sei que no meio da foda, aparece um terceiro elemente que é um delícia, desses que a gente quer encontrar na cama!  “Já tô na cena. Tô doido pra dar e comer!”, diz ele enquanto mostra o pau durasso pulando da calça.  Bee, nunca consigo assistir tudo… hahaha Sempre tenho que parar, respirar e ver o resto. Ficaram curiosas? Cliquem AQUI e vejam!  Agora, me deem licença que vou atrás de mais vídeos com cafuçus!

Guia Vix de Pegação – Os Terminais


Passe livre pra Pegação!

Passe livre pra Pegação!

Depois de uma longa pausa, volto com mais um capítulo do Guia mais Babadeiro que Vitória já viu! Estavam com saudades, moninhas? Pois é, como eu disse no meu texto passado, para entrar na dica de hoje só pagando – mas, nada que um cartão de vale transporte ou passe escolar não resolva! Quem nunca precisou passar por um terminal do Transcol uma vez na vida? Todo mundo passa por lá, não tem jeito. Até as finas uma hora tem que pegar um busão e sair correndo pra não perder a baldiação. O

s Terminais de Ônibus são hiper movimentados e onde tem muvuca, tem bicha causando!!! Bem, são vários terminais (Campo Grande, Carapina, Dom Bosco, Ibes, Itacibá, Jacaraipe, Laranjeiras e Vila Velha) e ainda virão mais dois novos. Por mais, que Tchynna seja uma desbravadora, nunca estive em todos os terminais e confesso que não é das pegações que mais me atraem, masssss o babado é certo.

As beeshas devem estar se perguntando: onde rola a pegação lá? A resposta é mais que óbvia: nos banheiros. Sim, todo terminal tem pelo menos dois banheiros e eles são sempre movimentados – e sujos! Ou seja, precisa de coragem para fazer pegação neles, mas garanto que vale a pena. As estratégicas são parecidas como as de qualquer outro banheiro, porém sempre tem suas peCUliaridades e é isso que vou falar!!!

Pra que ficar nessa muvuca?
Pra que ficar nessa muvuca?

Quero deixar beeeeeeeeeem claro que minhas dicas não se aplicam ao “banheiro” do “””””Terminal””””” Dom Bosco – muitas aspas. Genthy, aquilo é O erro! Quando preciso passar por ali fico com um horror! Não entendo porque a Ceturb ainda mantém aquele lugar que era para ser temporário e já dura a décadas. É uma confusão, uma sujeirada e pensem na época que não tinha roleta!!! Me recuso a entrar naquele banheiro, prefiro me jogar na Beira-Mar. Feito o aviso, vamos lá…

Como eu avisei, não conheço tooooodos os terminais e não posso dar dicas mais específicas – não vou falar onde me especializei para o povo não me identificar, haahha. Confesso que fiquei louca em conhecer o banheiro do Terminal de Jacaraipe – novinho em folha – mas, quem vai para aquele lugar, bee??? Dizem que a pegação em Campo Grande é a das mais fortes – alguém confirma? Já soube de casos de beeshas fervidas que fazem maratonas indo de terminal em terminal! Fico passada!!!

T.Jacaraipe, o mais novo point

T.Jacaraipe, o mais novo point

O lance em comum do terminal é ser discreta. O povo que pega lá é na maioria HSH e jura que não é gay (muitos nem são mesmo, só querem um bola-gato). Outra coisa, ali não é Shopping Vitória e o povo pode ser mais bruto mesmo. Além disso, a maioria frenquenta para os devidos fins, se o cara não der mole, NÃO insista!!! O melhor horário é o de pico (me controlarei para não fazer o trocadilho) e fim da noite. Já nos outros horários é beeeeeem mais difícil – a não ser que cate fora e leve lá para dentro. Enfim, é o melhor lugar para pegar cafuçus da Grande Vitória.

Dicas Certeiras da Tchynna 

– Seja discreto. Entre no banheiro e faça o levantamento de bofes os mais rápido possível. Se não tiver na interessante, finja um xixizinho e corra pro outro banheiro, mas faça o caminho mais longo porque ninguém precisa notar seu movimento.

– Caso esteja num momento de entre safra, saia e espera na fila de ônibus mais proxíma. Ficar lá dentro, além de insalubre e dar muita pinta. Na fila, ninguém vai reparar e ainda a pessoa que estiver atrás de você vai ficar feliz quando você abandonar o lugar para ir atrás do cafuçu escandalo que uma hora vai aparecer!

– Bill, ninguém mais acredita no truque do lavar a mão, escovar os dentes e tirar espinhas. Se ficar muito tempo, o povo já sabe: bicha pegadeira na área. Fora que quase nunca há espelho nesses lugares. Bicha, você não está no shopping!

– Tudo tem que ser muuuuuito rápido. Indentificou o bofe, rolou o olhar, tem que agir logo. Muitos só fazem a pegação no intervalo entre um bus e outro, e no horário de pico é coisa de 20 minutos, no máximo. Nada de romance, “me apaixonei no seu olhar” ou coisa do tipo. É cair de boca – ou botar pra rezar!

– Silêncio é sempre essencial. Nada de ficar miando ou se achando o leão fodedor lá dentro. Fuder em banheiro público ainda não é bem visto por essa gente careta e covarde. E os bofes no armário também fogem de bichas tagarelas e escandalosas.

– O olhar é tudo. Aprenda a decifrar olhares de “venha cá”, “entre ali”, “espere um pouquinho”, “me chupa”, “me come”, “deixa eu meter”, “vou gozar”, “na minha boca nãoooo”, “te odeioo – cospe” e “eu vou sair primeiro”.

– Pegar cobrador e motorista é fetiche, eu sei, mas a probabilidade de pegar um lá é não é muito maior que nos outros pontos. O motivo é simples: a maioria está ali em horário de trabalho e logo, vão estar fazendo uma nova viagem. Se pegar um nesse intervalinho terá que ser mais rápido ainda. Torça para pegar em fim de escala!

– Beesha exxxperta já identifica as presas ainda no baculejo do ônibus. É a melhor maneira de pegar. Rola aquele flerte no 500, 800, 600 e alguma coisa e na hora de descer é ir para o banheiro. É só esperar o momento e se jogar no reservado.

– O mictório é o melhor lugar para ver se rola. Ponha o pau pra fora e de uma olhadinha beeeeem de ladinho no pau do lado. Se ele ficar muito tempo lá, desconfie, pois geralmente quando chega outra pessoa quem não curte se apressa em sair. Agora, se a neca tiver dura… faça ela amolecer já!

– Reconhecer bem o território é a maior arma que uma bee pode ter. Saber qual torneira funciona, qual reservado tem tranca e qual parede reflete quem entra e quem sai, é fundamental! A concorrência é grande e as que já sabem os truques arrasam!

– Leve tudo que a senhora ache que possa precisar. Sabonete, camisinhasssss, KY, álcool, papel higiênico, toalhinha, base, gloss e halls preta. Nada, mais nada disso você encontrará lá. Se a descarga estiver funcionando fique feliz.

– Nunca vá de chinelo. O chão dos banheiros dos terminais estão sempre molhados e empoçados. Sempre tem um vazamento de água. Reflexo do descaso do poder público para esses espaços de socialização! Calçado fechado é a melhor forma de evitar uma micose ou uma água de chuca no seu pé!

– Tem que ter coragem. Banheiro fede, a senhora limpa, joga sapolho, candida e cloro e não adianta. Agora imagina lá, onde não dá para limpar direito? Então, queridaaaa, respire fundo antes e segure o ar lá dentro. O melhor é ir de nariz entupido!

– A senhora já percebeu que não está rolando naquele dia, então não banque a masoquista. Vá para casa e deixe para outro oportunidade. Mas, se tiver tempo, pega o primeiro ônibus e se joga em outro terminal. Afinal, você já pagou R$ 2 mesmo.

É isso!!! Agora, eu quero que beeshas se joguem nos comentários e me contem as aventuras delas! Quero detalhes! Podemos fazer um raking de qual é o melhor Terminal para se fazer pegação e quem é o cobrador mais delícia!!! Vamos lá, suas bichas, arrasemmmmm!

Beijuxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

De volta das férias!


Ai, que delicia! Queimadinho!

Ai, que delícia! Queimadinho!

Acabou que a gente prolongou o recesso do blog, sabe como é, praia, sol, bofes super-ultra-mega bronzeados e malhados… Bem, a gente voltou, queimadinhas de praia e prontas pra agitar!

Olha, Guarapa, só têm homem escândalo mas só tem hetero. Só vi 13 bees lá (sim, eu contei, talvez tenha até mais, só nãos ei dizer onde). fiquei sabendo que nas boates e lá no Lui só deu gente feia, é verdade? Alguém pode confirmar isso?

Queríamos, ainda, agradecer o carinho de todas nossas fiéis leitoras que mesmo a gente sendo relapsas e não postando estiveram batendo ponto aqui no Babado por todos esses dias. Loosho!!! De volta a ativa, bees, acabou a moleza.

Flashs da Noite


Bicha, Me acabei!

Bicha, Me acabei!

Olá queridas bees do meu coração. Foi uma estapeação na hora dos sorteio dos convites para a festa do Vitória Cine e Vídeo que isso em si merecia um texto a parte. A festa esse ano foi no Álvares Cabral e tinha como tema Festa de Debutante Brega. Eu achei O máximo. A metideza de Vix foi toda achando que ia encontrar o refinamento e se viu numa grande brincadeira! Abafa. Falaremos das Bills. Eram tantas, de tantos os tipos sempre dando pinta horrores, principalmente depois que o otin subiu a cabeça. Uma clareira se abriu no meio da pista. Briga? Nada! Só uma bilú que tirou a camisa (nem estava em forma), deixou parte dos pêlos pubianos a mostra e se jogou like Viviane Araújo.  E uma bicha baixinha cacura exibindo sua nova aquisição? Um lindo boy de menos de vinte que ela encontro numa passagem pela Carlos Lindenberg. “Ele era um viciado rapaz e sem perspectiva de vida, só pegação em banheiro de shopping.”. Para disfarçar a idade,  a cacura tascou um boné na cabeça e tudo resolvido – isso mesmo boné!!! Gente, e eu Tchynna dançando ao som do Monobloco Cover Bloco Bleque e fui secada encarada por um cafuçu luXo vestido de garçom e com a namorada a tiracolo.   O cara não paravaaaaaa e toda hora relava em mim com a raXa do lado. Fiquei com medo e resisti a tentação! Fui pra casa trebada linda e catei um gatinho que esperava um táxi. Alôoo, Tchynna Cab te leva!!!