Você já sofreu bullying na escola?


ahahahaha

maão na xoxotaLógico que já! Mas o título foi mais pra chamar a atenção, a minha pergunta nesse post é outra, e queria o feedback de vocês.

Não sei se vocês sabem, mas agora desbandei pro lado da Licenciatura em Biologia. Comecei as estudar sobre o assunto e me identifiquei demais, mas principalmente senti que como professor de Biologia eu teria o poder acabar com preconceitos lá no comecinho deles, fazendo uso de argumentos científicos e quebrando o caralho todo diante da discriminação… até levar um tiro no peito.

O que eu quero saber de vocês é: Como foi a experiência de vocês com o bullying?

NinfaDigo, eu tenho certeza que muitos aqui se sentiram desamparados diante do pau no cuzismo de um professor, que ficou calado enquanto a sala toda te chamava de viadinho ou Maria João toda vez que você abria a boca, certo?

Eu sofri bullying pra caralho na infância, afinal, era praticamente uma ninfa virgem e delicada que vivia num tronco de Carvalho. Cada movimento meu era seguido por um som de harpa, de tão feminina.

Mas meu cu, cresci e virei o satã, o saci de patinete.

Só que pra isso eu precisei desenvolver meus próprios argumentos, ler por mim mesmo, pesquisar formas de bater de frente com o preconceito.

Porque se eu fosse depender de professor, os alunos fariam uma fogueira no meio da sala pra queimar a bicha herege.

ai meu deus

Depois surgiu uma outra beesha, mais beesha que eu (se é que isso é possível!) e um pouco menos informada. Aí o foco foi voltado pra ela e saíram um pouco do meu pé.

O que não quer dizer que eu não dava bafão pra defendê-la, dava sim!

Quê qui éam que você tá falando da minha amiga?

Quê qui éam que você tá falando da minha amiga?

Baseado nisso, me respondam nos comentários: Como você fazia pra se defender do bullying? E seu professor, batia de frente com os alunos ou deixava você levar pau?

Respondam também a enquete abaixo (tudo pela ciência, bee!):

Plantão Parada Gay [URGENTÍSSIMO]


Solta a vinheta que o assunto é sério!

[youtube http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=2Anzc0TzRzU]

Vocês não vão acreditar! Eu moro pertinho do local onde será a parada gay de Vila Velha hoje, e enquanto lavava louça, estava ouvindo uma gritaria evangélica bem ao longe.

Pensei: Ah, deve ser só mais uma igrejinha escandalosa, mas não, beeshas, NÃO!

Segundo uma bee moradora de Coqueiral, existe um trio elétrico passando pela orla de Itaparica que vai se posicionar na pracinha de Coqueiral (parada final dos nossos trios depois que percorrermos a avenida), mas já está gritando em alto e bom som que “o diabo não vai passar aqui hoje!”

Sim, beeshas! O diabo somos nós! Portanto, gays funkeiras, UNAM-SE! Peguem seus carros de som, abram seus porta-malas e quero ver todas chegando lá tocando essa música com o volume NO TALO:

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=lkmLFPYlmUk]