Giro do fim de semana


Acabou a moleza, vamos trabalhar.

Ao contrário do que muitas desejaram, o vento NÃO me levou. E como eu tenho várias notícias pra dar, vou contar em tópicos.

Max no Skaldaria

Eu e Anwar chegando no rock

Eu e Anwar chegando no rock

Não sei se você estão sabendo, mas agora o Skaldaria (ali pertinho da chica) está dando festas alternativas todo sábado. Resolvi ir no último fim de semana, afinal, é bom sair do circuito LGBT de vez em quando… rá! Ledo engano.

Assim que cheguei na porta me senti num show da Lady Gaga, tamanha a quantidade de besshas por metro quadrado. Alias, até vi uma bee, que costumava ir de drag pra Chica, toda vestida de machinho no rock. Gosto assim, tem que se adaptar mesmo.

E se eu não sabia onde estavam os ativos dessa cidade, acabei de descobrir: ESTÃO TODOS LÁ!

Viados, cês num tem noção da quantidade homem bonito que deu em cima de mim nesse rock, me senti a última ducha higiênica da sauna gay.

Entretanto, sofri preconceito no banheiro. Não, não foi homofobia! Foi androginofobia!

Entrei no banheiro masculino e fui direto no reservado, como costumo fazer para evitar comentários sobre “ter mulher no banheiro dos boys”.

Moliér.

Moliér.

Mas eles me viram, e começou o diálogo:

– “Aê, entrou uma mulé no reservado!”

– “Que mulé o quê, brother, já te falei pra parar de confundir esses cabeludos com mulher.”

-“Não véi, é mulher sim! Vou lá olhar!”

Ele deu um pulo por cima do reservado e “confirmou” a hipótese.

– “É mulher sim, vamos comer! Se entrou no banheiro masculino é porque tá querendo!”

agyness-deyn-2Comecei a tremer de medo, mas fiquei caladinha porque algo dentro de mim estava adorando aquela possibilidade de Gang Bang.

Até que um deles arrombou a porta do reservado e veio pra cima de mim!

Aí perdeu a graça, não gosto de violência (se ele tivesse pedido com jeitinho…). Saí correndo e consegui fugir, felizmente.

Fiquei horrorizadãm e passei a ir no banheiro feminino o resto da noite, muito mais seguro… se não fosse pela sapa que me agarrou, mas sapa não tem como resistir ❤

seduzir

Tirando isso, a balada é sucesso pra quem curte Rock (o ritmo mesmo) e sexo selvagem no banheirão.

Você pensa que acabou? Senta que lá vem história, é bafão dessa vez.

Competição pela noite de domingo

eneasÉ, vocês viram aqui na programação que o domínio das matinês de domingo não é mais da Black House. A Space também apareceu com uma versão dominical da sua boate, e pelas fotos no Facebook, foi um sucesso.

Diante da loucura que está a Rouge House, era de se esperar que as outras boates buscassem novas alternativas de ganhar dinheiro. Só a Move tem a audácia de bater de frente com ela.

Só que a competição parece não ter agradado a todos, e uma das casas não ficou muito satisfeita com a abordagem de marketing da concorrente.

Não sabemos detalhes da discussão, mas o que se sabe é que uma casa fez propaganda na portaria da outra boate.

Minha reação ao saber:

alegria

Quero mais é bebeeeeer

Vocês acham válido?

Porque eu quero mais que todas se rasguem pelo nosso dinheiro. Lembram a delícia que era na época da Heaven?

O pessoal da Move ia na porta da casa e jogava um monte de vip pros viados, bem no estilo Silvio Santos. E era maravilhoso, foi inclusive a época que a Move teve seus menores preços.

Quer dizer, quanto mais competição, mais barato o preço, mais promoção de dose dupla e menos ovo as beeshas precisam comer pra economizar o aqué.

open bar

Ai, como você é infantil, tchytchya Madge!


Madonna mostrando todo seu ressentimento e querendo criar polemicazinha reavivando baphos do passado. Lembram que quando foi lançado o hit “Born This Way“, da Gaga houve uma acusação de que seria plágio de Express Youself, da Madge e um monte de gente ficou com mimi comparando as duas e tudo mais?

Pois enfiem comigo o dedo em seus cus e rasguem com essa:

Na noite de domingo (27), caíram na web vídeos de um ensaio feito em Tel Aviv, Israel, cidade que vai receber a primeira apresentação da turnê MDNA, no dia 31 de maio.

Nas imagens, Madonna faz a introdução da clássica Express Yourself e emenda o refrão do hit de Lady Gaga, Born This Way, que soa como uma bela provocação. Para deixar sua intenção ainda mais clara, a Rainha do Pop completa o medley com o refrão deShe’s Not Me, do álbum Hard Candy, em que fala de mulheres que nunca serão iguais a ela. (FONTE)

Não acredita? Cata:

“VOGUE!”

Posso falar? Apesar de achar a atitude besta, eu amei a música. Espero que não seja só pra criar polêmica e ela realmente a inclua no show.

Pronto, Team Madge e Team Little Monsters já podem começar a sair na mão de novo. 1, 2, 3 e… JÁ!