“Dizia ele: – Estou indo pra Brasília…


Nesse país lugar melhorar não há”. Será? Só vou poder responder quando voltar. Estou partindo, hoje, com a caravana organizada pelo Coletivo de Diversidade Sexual – SINDIUPES para IV MARCHA NACIONAL CONTRA A HOMOFOBIA E SEMINÁRIOS NO CONGRESSO NACIONAL SOBRE DIREITOS LGBT. Quando eu voltar, conto todos os babados brasilienses. Beijos a tod@s!

Oi? Tão protestando contra o quê?


Cata o protesto anti-gay que tá rolando na França:

[youtube http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=9W_EwCWNfZ8]

Logicamente, eles estão tirando a roupa para criticar também o Feminismo, mas baseados no comportamento do Femen, com o qual a maioria dos feministas NÃO concorda, vale salientar… mas quem é preconceituoso não quer saber desse detalhe.

Acontece que, COMO ASSIM GARÁLEO, esse monte de homem delicioso me esfrega esses peitos lindos na minha cara pra protestar contra minha homossexualidade?

Meu amor, vocês estão elevando a minha viadice a níveis estratosféricos dessa maneira, e o pior, estão alimentando uma viadice megalomaníaca que eu não conhecia em mim!

Porque eu mal prestei atenção no protesto deles, só me passou pela cabeça lamber a barriga de cada um e convidar a todos para irem à minha casa tomar uma xícara de chá de coCUmelo alucinógeno.

Lambendo a tela

Lambendo a tela

Veja mais clicando AQUI

Dica do Heverton

O que gays, judeus e leprosos têm em comum?


Não, eu não fumei maconha, a comparação também me pareceu maluca ao primeiro contato. Então vamos dar uma olhadinha no vídeo abaixo?

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=H9GhxmmpY4s]

Hoje a gente percebe o quanto foi absurdo o que fizeram com os leprosos e os judeus, será que teremos que esperar que aconteça o mesmo conosco para que a sociedade acorde para a violência que os gays sofrem, violência essa que só aumenta?

Acho que não, né? Então aproveita que na nossa época a comunicação é mais fácil que nos períodos anteriores narrados no vídeo e compartilhe esse vídeo na sua timeline, na sua casa, no churrasco de família, no banheirão da sauna, em qualquer lugar que você possa influenciar uma pessoinha que seja a passar isso adiante.

Agência de viagens divulga comercial LGBT


Eu vou contar uma coisa pra vocês: quando vejo esses vídeos de beeshas fazendo declaração de amor meu koo nem pisca, porque homem com homem não me emociona.

Acho feio, acho bruto e acho sem graça todo esse comportamento comedido deles ao demonstrar sentimento.

Mas sapas casando… sapas casando ME QUEBRAM tanto quanto assistir ao final de Beethoven! Vamos então chorar juntinhas?

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=jUabxJXMfbo]

OPA! Desculpa, gente, que distraída que eu sou, segue o vídeo correto do casamento:

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=wALxbX-mw7s]

Ó, que lindo, deu até vontadinha de jogar sal arroz pra desejar boa sorte:

Segundo o site Administrador.com, foram 8 mil compartilhamentos, 30 mil likes (as encubadas só curtem, pra não dar pinta) e 4 mil comentários, sendo somente 30 homofóbicos.

Isso quer dizer que pelo menos lá pra cima as pessoas estão começando a mudar pra melhor 😉

Dica do Alexandre

Conscientização não faz mal a ninguém


Nós sabemos que a causa gay e a causa feminista sempre andaram coladinhas, pois ambas tratam da opressão da mulher e da desqualificação de tudo ligado à feminilidade, bastante comum tanto em casos de machismo quanto em casos de homofobia.

Por isso o Babado Certo apoia a causa do Tumblr Misoginia e a Soma, contra as constantes postagens misóginas do conhecido site Testosterona.

Principalmente depois da postagem na qual o autor ensina os leitores como “apagar” sua namorada para conseguir sexo anal.

Segue o release:

O autor do Testosterona e a MTV devem ser responsabilizados pelo conteúdo que expõem a milhares de internautas, de todas as idades.

O humor não está acima da lei: incitação à violência e discurso de ódio são crimes previstos pela Constituição, e devem ser punidos.

Exigimos a retirada do blog do ar até que haja uma retratação formal por parte do autor Eduardo Mendes e da MTV, bem como o comprometimento por parte de ambos de que o blog não trará mais conteúdos que fazem apologia à violência, à humilhação e à degradação da mulher.

Portanto, se você é a favor da causa, clique AQUI para assinar a petição e se informar mais sobre o caso.

Temos milhares de leitores, se cada um tomasse 1 minutinho do seu tempo para assinar a petição, já ajudaríamos e muito.

Uganda faz sua primeira Parada Gay


Uganda, um país no qual a homossexualidade é considerada crime, teve sua primeira Parada Gay essa semana, com o tema “Sou muito gay, não consigo pensar como hétero” (tradução livre), cata as fotos:

Aliás, o Vietnã também teve sua primeira Parada Gay essa semana, clique AQUI para ver.

Paradas e ativismo à parte, aquela primeira bee não é A CARA da Laila Dominique?

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=rhrlGdCvkXM]

O mesmo sorriso!

UTILIDADE PÚBLICA: “Hierarquia”


Recentemente, as comentadoras assíduas puderam acompanhar uma discussão, um tanto quanto infundada, entre mim e um leitor do blog.

Acontece que durante a discussão vários pontos interessantes foram citados, e eu me vi na obrigação de trazer isso para uma discussão mais ampla, com vocês.

Dentre os comentários da gay (que vocês podem ver clicando aqui), o que mais me chocou foi esse, em referência ao subgrupo social dos gays:

“Creio que todo nicho social tem a sua devida hierarquia.”

Como se nós fôssemos divididas assim:

Eu tô louca ou está mais que claro uma boa dose de Fascismo nessa opinião? Ninguém duvida que exista uma hierarquia dentro dos grupos marginalizados, mas ninguém discorda que isso NÃO deveria existir, certo?

Afinal, se o grupo é marginalizado, nada mais lógico que dentro do mesmo não seja repetido o comportamento de quem o marginaliza, pelo menos em teoria deveria ser assim.

O tal comentador se diz “másculo, amante do universo masculino e nada afeminado”… até aí tudo bem, mas ele chegou ao ponto de concordar com a ideia de que os que não são como ele estão numa posição INFERIOR nessa suposta hierarquia que ele diz existir. Fico pensando se ele poderia ser o gay assumido e “masculino” que é se não fossem as bichinhas que lutaram por ele.

Por essas e outras que eu não tenho esperança nenhuma nesse corporativismo que pregam os movimentos LGBT, a maioria é medíocre e egocêntrica igualzinho o camarada aí de cima. São separatistas e estão pouco se lixando pra eugenia que se instaura dentro de um grupo “famoso” pelo respeito à diversidade, desde que ele esteja dentro do padrão criado pelos opressores.

O que deve passar pela cabeça dessas pessoas? Não pensam nas futuras gerações, “desde que eu tenha Big Apple na geladeira, MTV na Tv e um viadinho pior que eu pra me sentir superior”. Ledo engano de uma mente que não pensa fora do quadrado e não se toca que os verdadeiros déspotas vêem os dois (viadinho e machão) como farinha do mesmo saco, sem importar se esses fazem a barba com serra elétrica ou cera quente.

Antes de inventar uma hierarquia baseada na feminilidade dos gays, pense que tanto o viadinho levou a lâmpada fluorescente na cara, quanto o másculo pai de família teve a orelha arrancada.