Uma notícia ruim e outra boa


Ah, não queria falar só de morte no BC, as gays já matam todos os dias o bom senso e o português nas postagens do Facebook, lidar com essa chacina é mais que suficiente pra nos deixar tristes.

A notícia ruim é que mais uma gay seguiu o exemplo de Macarrão (a.k.a Rigatoni Amor Eterno) e matou a mulher do boy com quem tinha um caso.

Do G1:

CORRE, Victoria Beckham!

E ainda tentou envenenar o filho do casal, pra ter o marido SÓ pra ele!

Gente, eu tô começando a ficar com medo da reação dessas gays nesses relacionamentos com casados, se isso vira hábito O QUE VAI MORRER de racha em Vitorinha… me digam vocês! hahahaha

Enfim, as pessoas morrem e nascem todo dia, é a lei da natureza. Vamos falar de coisa boa, vamos falar de NEC… não! Dessa vez é de bunda, algum conteúdo erótico nós temos que oferecer pros nossos 3 leitores ativos, né?

Fetiche, no G1:

Tirar a roupa?! Que original…

Vamos às fotos:

Hum… “recortes”, “pelota” e bunda de fora, os cortes então foram no suprimento de papel higiênico?

Não sabemos, mal li a notícia, o que me chamou a atenção foi o fato de como homem é FEIO de costas, exceto aquele primeiro ali, parece ter um grande potencial.

Mas me conta aqui, e a cinturinha de pilão do quinto da foto? Esse quadril não me engana, vinhádo! Tá tomando hormônio, sim ou com certeza?

Depois vira trava e quer falar na mídia que foi picado pela “Abelha Bombadeira”. Vai vendo…

Dica do Guilherme e do Marcelo

Luto II – Roubo seguido de morte ou crime de ódio?


E mais uma vez é com pesar que faço esta publicação no blog…

Na madrugada de terça pra quarta, Wiris Delfino Vitoriano, 26 anos, foi assassinado a facadas em sua residência no centro de Vila Velha. Wiris morava com outros dois amigos, que viajaram durante o feriado de carnaval. Quando um deles voltou, encontrou o cadeado do portão trocado. Estranhando o fato, o rapaz arrombou o cadeado para entrar na casa e encontrou o corpo em um dos quartos. Havia manchas de sangue em várias partes da residência, quase todos os cômodos da residência estavam revirados e alguns objetos haviam sumido. A vítima estava apenas de sunga, e tinha um barbante amarrado a uma das mãos.

Agora, as informações extra oficiais:

Wiris tinha ficado sozinho em casa, meu último contato com ele foi na terça por volta das 23h quando saíamos do trabalho. A polícia tem as filmagens da rua e nelas, Wiris sai de casa por volta de 1 hora da manhã sozinho e depois retorna com mais dois homens. Em seguida, as 2:50 da manhã os dois suspeitos saem da casa carregando alguns objetos. O rapaz que morava com ele afirma que recebeu algumas mensagens dele via Facebook, ainda na terça feira, informando que estava na casa de uma conhecida.

Outra informação é que a vítima teve aproximadamente 64 a 68 perfurações no corpo, causadas por diferentes objetos cortantes. Sobre os indícios de que o crime tenha sido motivado por homofobia, só posso afirmar que há esta possibilidade. Wiris era gay e na parede da casa de um dos vizinhos, apareceu uma pixação com os dizeres: VIADOS. A parede foi pintada recentemente, antes do carnaval.

Recebi informações via Facebook de que diversos grupos LGBTs de outros estados estão acompanhando o caso.

Por hora, restam as investigações da polícia e a tristeza no coração dos amigos. Nos conhecemos no trabalho e nos tornamos muito próximos. Era um rapaz trabalhador, quieto e querido pelos conhecidos.  Foi um prazer te-lo conhecido…

Saudades, irmão! Você é FODA!!

Oi?


Saiu no Terra:

Garota é suspeita de matar a mãe para ver Calypso

Vem!

Aham! Você não leu errado! Uma adolescente de 17 anos foi detida com suspeita de ter matado a mãe com 27 facadas, porque ela queria ir ao show do Calypso e a mãe não queria fornecer o carro.

Segundo a delegada: “Ela contou que lavava uma faca e foi até o quarto onde a mãe se encontrava. Elas começaram a discutir novamente, e, no calor da discussão, a adolescente disse que enlouqueceu e foi possuída pelo demônio”.

Agora, não duvido nada que quando a Lady Gaga fizer show no Brasil vai rolar um genocídio de mães de filhos gays. Por isso, aviso: se você é mãe de uma bill e seu filho quiser ir ao show, nem pense em negar, porque se o diabo possuiu a menina por causa de um show da Joelma, imagine o que pode possuir o seu filho no caso da Lady Gaga?

Só de Pazuzu pra lá, quase O Exorcismo de Emily Rose.

Seita Lady Gaga é Amor

Pegando um Gancho


Não sei se vocês ficaram sabendo, mas ontem (quarta-feira), uma travesti foi assassinada em Cariacica, segue a notícia (prestem atenção nas palavras em negrito):

Um travesti, identificado apenas como Adriana, foi assassinado na noite desta quarta-feira (12), em Campo Grande, Cariacica. O crime ocorreu por volta das 21 horas às margens da BR-262, próximo à rua que dá acesso ao bairro Oriente.

Segundo informações passadas por testemunhas a policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Adriana estava no lugar onde costumava “fazer ponto” e esperar por clientes, nas proximidades de um motel, quando um carro não identificado, com dois homens a bordo, se aproximou dele.

Um dos ocupantes do carro teria desembarcado e, sem falar nada, atirou várias vezes contra o travesti. A dupla fugiu em seguida.

Agora eu vos pergunto: Por que cargas d’água os jornalistas ainda INSISTEM em tratar as travestis no masculino? As pessoas comuns eu até entendo, a maioria é ignorante mesmo, mas é vergonhoso pra um formador de opinião ser tão amador a esse ponto.

ABSURDO: crime, ciúme e lesbofobia


Do Gazeta OnLine:

crime lésbicas Gazeta OnLineTenho acompanhado o caso pela imprensa num misto de atenção e indignação. Sinceramente acho dificil qu o crime não tenha motivação homofóbica e, nesse caso, é bem capaz que tenha envolvimento o machismo e ciúme do companheiro e pai dos filhos de uma delas, o que é muito lamentável… Aliás, muitas outras coisas são lamentáveis como a cobertura precipitada da imprensa em dizer que as duas eram prostitutas e os comentários bizarros dos leitores do  site do Gazeta OnLine (que em muito explicam esse tipo de atitude, já que reina nesse estado/país uma moral arcaica, preconceituosa e de estímulo a violência) como os que dizem “pouca vergonha dá nisso”, ” se tivessem na igreja o desfecho seria outro”, “o que começa, mal termina mal”, entre outros que prefiro nem mencionar. Aliás, lembram do caso da trocadora assassinada?

Esperamos que justiça seja feita, os culpados punidos e que o mundo seja um lugar menos violento. Queremos muito?!