Sobre passivas, ativos e máfia


Pior sensação do mundo!

Todo mundo aqui tá cansada de ver no Globo Repórter que as fêmeas escolhem seus machos baseando-se na aptidão que eles têm de criar seus filhotes e, consequentemente, na melhor carga genética, para filhos fortes e adaptados. Transferindo isso para nós humanos, a grosso modo, é o que explicaria porque homens bonitos, ricos e inteligentes deveriam pegar mais que os feios, burros e pobres.

Acontece que, como nós fomos amaldiçoados agraciados pela racionalidade, existem outros vários fatores envolvidos na escolha do parceiro ideal, e é em um deles que eu vou me enfocar: “Por que a grama do vizinho é mais verde?”

Não entendeu? Vou dar um exemplo: Um ativo e uma passiva marcam de dar um cruzo, a passiva se maquia pra sair bem nas poses sensuais no espelho do motel e o atchyvo faz aquela lavagem com Dermacyd na cabeça do pinto, eles se encontram, trepam, e vão embora.

O ativo quando vai embora, chega em casa, toma banho e vai dormir (ou bater uma, sei lá, não tenho muito conhecimento sobre essa espécie rara), mas e a passeeva? PRIMEIRA coisa que ela faz, assim que coloca o pé pra fora do local da trepada, é… pegar o telefone e ligar pra pelo menos 3 amigas passivas, dizendo assim: “Viaaaaaaaaaaado, você não tem noção do boy que me comeu agora, tô toda descadeirada, a neca parecia uma das torres do Planalto Central, enooooooooorme!”, e depois de falar muito no Twitter e no Facetruque sobre a foda, ela posta uma frase da Clarice Lispector e vai dormir.

No final de semana eles encontram seus respectivos amigos e colocam o papo em dia.

O ativo, conta pro seu outro amigo ativo – afinal, eles só andam em bando – que a passiva era boa de cama, o amigo diz que sabe disso porque já comeu também, os dois morrem de rir e terminam o papo comentando sobre o ótimo boquete que a bee faz (experiência própria).

Já a passiva… conta pra outra passiva toda a história com os mínimos detalhes e jura que o pau do boy tinha 48cm mole, a passiva amiga pega o mesmo boy dois dias depois e fala que não era aquilo tudo, e o que acontece? Um viadicídio! Não porque o pau dele tinha, na verdade, 13cm, mas sim porque ela não aceita que a amiga tenha catado um bofe que ela também já pegou: “que fura-olhice é essãm, garáleo?”.

Onde eu quero chegar com tudo isso? Na enquete final:

Quem é a verdadeira mafiosa sem caráter? A gay que faz propaganda sobre o boy, digna da Polishop, daquelas que no final do programa você se pega com o telefone na mão e o pensamento: “como eu consegui viver sem esse produto até hoje?!”; a paseeva invejosa que só pegou pra poder sambar na cara da outra e mostrar o quanto ela é exagerada? ; ou as duas, porque passiva não vale nada meishmo?

Vem:

Um adendo pras sapas: Como vocês conseguem lidar tão bem com tudo isso? Afinal, TODAS vocês já se pegaram, mesmo que indiretamente, né?