Transfobia no Banco da Hebe?


indignada

Indignada

Meninas, esse bafo aconteceu quarta-feira, mas estou tão atarefada esse semestre que só tive tempo de contar hoje.

Pois bem, depois de termos ido no grupo das beeshas, sobre o qual falei NESSE post, fomos pra um bar ali na Rua da Lama. Tenho certeza que vocês conhecem, ele fica de frente para aquele banco enorme de concreto que as pessoas usam pra sentar e beber por ali mesmo.

Bebida vai, bebida vem, deu a hora de ir embora e resolvi fazer xixi. Lá no banheiro encontrei uma sapa leitora do blog, gente finíssima inclusive, enquanto esperávamos na fila.

Saiu a moça do banheiro feminino (que vale lembrar, são individuais, mas ainda assim mantêm a plaquinha de masculino e feminino) e a sapa entrou. Continuei lá…

A sapa saiu e o banheiro masculino continuou ocupado, e como havia chegado mais um rapaz para esperar na fila, fui em direção ao banheiro feminino a fim de desafogar a fila, mas a sapa me chamou e continuamos o papo na porta… nisso chegou o garçom:

– Hey, você não pode entrar aí não!

– Posso saber por quê?

0123]

– Porque é banheiro feminino, ué.

– Hum, mas os banheiros são individuais, qual a diferença?

– A diferença é que homem mija em pé e suja tudo!

– Mas todo homem levanta a tampa, se você não sabe. Em falar nisso, eu mesmo faço agachado (pra refazer o truque fica mais fácil hahaha), pode ficar tranquilo. Aliás, mulher não mija sentada em banheiro de bar.

– Mesmo assim, não, vai no outro.

– E se eu te dissesse que sou transexual?

033

STOP! Esse momento foi crucial na conversa. Porque por mais que eu não seja trans, deixo muitos garçons confusos quanto ao que responder e ali eu cato a transfobia, se ela existir.

Fiz essa pergunta com a intenção de que ele me respondesse: “SE você fosse, tudo bem, mas você não é”.

Inclusive, quando fiz o mesmo numa calourada de Biologia que fui, o segurança foi sensacional e me deu esse tapão de luva. No final viramos amigos e tudo.

Só que na verdade ele respondeu:

– MESMO se você fosse, o banheiro é pra quem nasceu mulher.

ai ai ai

Beeshas! Virei o cão e comecei a falar que chamaria a polícia e os caralho (tava bêbada, lógico), que aquilo era um absurdo, que eles não tinham preparo para lidar com a diversidade, que era uma vergonha um estabelecimento que ficava ao lado de uma universidade tratar transexuais dessa maneira.

Acreditam que ele não ficou com nem um pouco de medo? Como se estivesse com a razão!

Selo Luana da Lapa pra esse garçom:

trasvass

familia

Me dá até enxaqueca pensar nisso

Sabem por quê? Pois mesmo que a Constituição Brasileira proteja os LGBT’s desse tipo de situação, não existe crime tipificado e as pessoas sabem disso. Sabem que é muito difícil um estabelecimento ser multado por esse tipo de discriminação, diferente de como seria se fosse um caso de racismo.

Banheiros com divisão de gênero são ridículos, diga-se de passagem, porque esfregam na nossa cara que mulheres devem usar um banheiro diferenciado porque a presença de um homem num local no qual a vagina das mulheres está exposta tem grandes chances de acabar em violência sexual.

Ou vocês acharam que isso era só pra organizar? Claro que não, daí o desconforto em se permitir que pessoas trans usem o banheiro feminino: o pênis!

Depois fiquei sabendo que somente aquele garçom era transfóbico, mas que os outros e o próprio dono do bar não são. Bem, a gente sabe que uma laranja podre num saco de maduras tem tendência a apodrecer todo o resto se ficarem juntas… Fica a dica.

32 comentários sobre “Transfobia no Banco da Hebe?

  1. #off: max é alta pra carai (não mais alta que meus 1,90) ! vi na ufes na sexta (quase fui falar com vc, mas fiquei com medo feat. vergonha). Sempre te imaginei baixa ‘-‘

  2. Max, estou passando por uma situação um tanto quanto estranha. Sou apaixonado por um rapaz desde a infância, ele é todo másculo, peludo e eu sou mais efeminada. Pois bem depois de anos de enrolação começamos a namorar e eu o amo demais, contudo nós dois somos passivos e acabamos usando de “artifícios, brinquedinhos” na hora do sexo, se é que você me entende, hehehe. Invisto nessa relação ou preservo a nossa amizade?

    • vocês se gostam, não é verdade? Então, esqueça esse valores heteronormativos que de é preciso que exista um ativo e um passivo no sexo. Invista sim na sua relação, o que vale é o que vocês sentem um pelo outro, o resto vocês resolvem 🙂

      • Obrigada max, você é demais garota. É que fico preocupado se com o passar dos anos ele vai se enjoar e procurar um ativo, me largar ou me trair. Sinto ás vezes que não o satisfaço sexualmente.

        • Todo mundo fica enjoado da relação depois de uns anos, cat, mesmo se ele fosse ativo, uma hora ele também se cansaria de você e procuraria outro passivo. As pessoas se desgastam, não adianta, por isso é importante que vocês tentem sempre manter a relação viva, e sexo é só uma parte ínfima disso.

          Sobre satisfazer, é lógico que você e ele também sentem isso, estão numa situação oposta do que estavam acostumados. Mas ninguém nasce ativo ou passivo, é tudo uma questão de aprendizado, gosto pessoal, cultura… e tudo isso pode mudar.

          Uma hora vocês vão acabar cedendo e sendo ativo um com o outro, a intimidade que vocês vão desenvolver vai ajudar nisso.

          • estranho ler a frase: uma fora vocês irão acabar cedendo e sendo ativo um com o outro.
            O normal na sociedade é ceder pra ser passivo, nunca ceder para ser ativo.
            Só to comentando que achei estranho, engraçado ler isso, pq nao é o usual.
            Gostei das respostas do max. Parece tudo tão simples, né. Isso só comprova que as coisas mais difíceis nesse mundo são as mais simples.

          • Max, nunca pensei que fosse dizer isso, mas to virando folclórica que truca a neca kkkkkkkkkkk; sai com um boy esses dias super ativaço daqueles brow que curte brow néan… aí ele ja veio me agarrando e me chupando… eu queria sair correndo kkkkkk; me deu vontade de dizer: fia, eu só quero te chupar, só isso nada a mais…. ai gente… será que to virando uma passiva ortodoxa? kkkkkkkkkkk

  3. e entrei no popo de vcs, achei por direito fazer um comentario breve,, se vcs dois sao passivo e se realmente se gostam muito arruma um carinha ativo e com certez vai satisfazer os dois agora nao pode deixar misturar a relaçao

  4. Os banheiros dos aeroportos da frança eram mistos. Quando entrei e vi aquele monte de homem mijando nos mictórios e só com uma paredinha minúscula separando eles do espelho, e a mulherada entrando nos privativos, cheguei ficar envergonhada – pelas mulheres – claro.

  5. naturally like your web site however you need to test the slepling on quite a few of your posts. Many of them are rife with slepling problems and I in finding it very troublesome to inform the truth on the other hand I will surely come back again.

  6. ah eu sou contra o argumento levantado galera =/ acho que aqui estamos tratando de uma questão fisiologica. Os gays tem a opção de mijar em pé,diferentemente das mulheres né ? Temos que ter bom senso também… Mas respeito que pensa diferente, essa é a minha concepção de ver as coisas.

Comenta, beesha!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s