Podcast – Entrevista na UVV


Beeshas! Vocês não vão acreditar! Fui entrevistado hoje na UVV (Universidade de Vila Velha)!

com licença

Com licença, o programa da Roxanne

Adivinha o tema? Homofobia, lógico!

A entrevista foi comigo e com a delicinha da Débora Sabará (nossa ativista preferida) e, pasmem, foi transmitida ao vivo para toda a faculdade.

Pensem no tamanho da boca de se foder que eu fiz pras encubadas da Engenharia e pra galera do “não precisa ser afeminada pra ser gay”. Preciso sim, garáleo!

Infelizmente, a entrevista foi super rápida e só me deram dois minutinhos, então foi complicado sintetizar tudo que queria dizer nesse tempo. Mas acho que deu pra mandar a real e dar MUITA pinta.

Vamos ouvir?

deicia

Hahahaha mulher! Agora imaginem isso sendo transmitido com 120 decibéis de altura? Afrontei todas as fogosas!

Se você estuda lá e perdeu, fique de olho que no intervalo dos três turnos de amanhã essa entrevista será repetida.

25 comentários sobre “Podcast – Entrevista na UVV

  1. Só porque o gay não é afeminado nao siguinifica que ele seja um encubado, e realmente ninguem prescisa ser afeminado pra ser gay, ser afeminado nao quer dizer que voce é gay. Ser afeminado quer dizer que voce é afeminado…. Deerr!

    • onde eu escrevi isso? Tá doidona, é?

      Vamos ler de novo, vou fazer a professorinha:

      “Pensem no tamanho da boca de se foder que eu fiz pras encubadas da Engenharia e pra galera do “não precisa ser afeminada pra ser gay””

      E PRA GALERA, E, and, &, y, conjunção ADITIVA que significa adição de termos diferentes numa mesma sentença. Ou seja, pras encubadas da engenharia E PARA (TAMBÉM para) quem acha que não precisa ser afeminado. Entendeu agora? São termos independentes.

      ‘Ninguém precisar’ é uma opinião SUA. Cada um precisa ser o que acha que deve, e EU acho que eu preciso ser afeminado para ser gay, é a minha identidade na minha sexualidade e a minha relação com a minha sexualidade. Então, não fale pelos outros porque isso é opressão.

  2. Nossa gata não sei que diabos que fizeram com o programa que a senhora parecia que tava dando a entrevista de dentro de um submarino. Tava subaquatica a voz, na moral.

    • Esse Aubrey é muito delícia, né. Moreno, barbudo, peito peludo, militante e dentes brancos perfeitos.

      A bee que catou esse homem tem que preparar café coado na calcinha todo o dia para ele.

Comenta, beesha!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s