BOMBA: Bebê curado de HIV!


134266795445609429hivaidsblocksjpg135343372950abc2816dac9

Aconteceu ontem no Mississipi:

Uma criança de dois anos e meio nasceu com HIV e foi submetida a uma terapia agressiva e inovadora com antiretrovirais 30 horas depois do seu nascimento.

Desde então o bebê faz o uso constante dos coquetéis e, segundo o último exame feito no domingo, não foram encontrados traços da presença do vírus no sangue do menino.

antiretroEssa criança não é o primeiro caso de cura do HIV, é o segundo. O primeiro foi uma cacura em Berlim, que tinha Leucemia e desenvolveu resistência ao vírus depois do transplante de medula.

Entretanto, apesar de não ser o primeiro caso de cura, ainda é o primeiro caso no qual a cura aconteceu somente com o uso dos antiretrovirais.

Ou seja, sendo os antiretrovirais drogas que já possuem uma legislação bem organizada quanto a sua distribuição pelo planeta, o uso de um remédio de ampla distribuição dispensaria qualquer necessidade de criação de uma nova droga específica, permitindo que novos tratamentos já sejam iniciados imediatamente e salvem a vida de vários recém-nascidos.

Fonte: The New York Times

6 comentários sobre “BOMBA: Bebê curado de HIV!

  1. Uma dose cavalar de antiretrovirais é usado com sucesso em adultos em caso de contaminação acidental (tipo o médico se corta com o bisturi no meio da cirurgia) chamado quimioprofilaxia.
    Só que é algo extremamente controlado (normalmente só é permitido realizar quando se tem confirmação de que o paciente é HIV-positivo) por que o uso banal e descontrolado dessas drogas pode selecionar vírus resistentes a elas, o que ninguém quer.
    Para pacientes adultos, o tratamento só começa depois de confirmada a infecção e depois que os níveis de linfócito TCD4 baixam além de um determinado nível. Nesse ponto, o tratameto é incapaz de eliminar o vírus, por que existem muitos reservatórios no organismos que não atingem concentrações suficientes dessas substâncias.
    Portanto acho que se trata mais de uma possibilidade de cura da infecção perinatal, o que já é excelente.

  2. os antiretrovirais matam, ou só impedem o vírus de se reproduzir? Sempre tive a impressão que só impediam a reprodução, evitando, assim, o aparecimento da AIDS propriamente dita.

    • Mas aí se a pessoa já está infectada, com milhares de vírus no corpo, como é possível dizer que ela está curada, se HIV ainda vai estar lá, mesmo que em número baixíssimo?

      • Dá pra saber sim, mas só com um exame super chato de fazer, que precisa de fazer contagem de células à mão. Mas não se faz porque isso não acontece, só aconteceu com o bebê, por isso é tão extraordinário

Comenta, beesha!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s