“Bitch, please!”, um outing em grande estilo


A trélíssima Jodie Foster, atriz que já ganhou 2 Oscars, e que tem 50 anos e está muito melhor que a maioria das senhoras que tem na faixa dos 20, arrasou na saída do armário. Ela fez seu outing em plena premiação do Globo de Ouro. Ao ser premiada!!! MUAH! (beijo no ombrinho). Jodie, até então, era xoxada pelos ativistas de direito LGBT por não se declarar publicamente como lésbica. De cara ela já deixou todo mundo passado ao dizer: “estou um pouco nervosa quanto a essa declaração. Não tão nervosa quanto minha agente, hein, Jennifer? Mas, você sabe, tenho de colocar isso para fora. Orgulhosamente e alto. Vou precisar da sua ajuda. Eu sou…”

a cara do mundo todo neste momento

Mas ela completou: “…solteira!”.

“Ai, Joo, sua palhaça! #morri”

Porém depois soltou a bomba. “Sério, espero que vocês não fiquem desapontados por não haver um grande discurso de saída do armário nesta noite”, disse, “porque já saí do armário uns mil anos atrás, na Idade da Pedra”. *BOOM* A atriz disse que sempre deixou sua orientação sexual clara para amigos íntimos e parentes. Veja o vídeo:

YES!

“Mas agora, aparentemente, me dizem que toda celebridade precisa honrar os detalhes sobre sua vida particular com uma entrevista coletiva… Essa simplesmente não sou eu”, ela diz. E virando para sua ex, de quem se separou recentemente, e aos dois filhos, que estavam na plateia, ainda disse: “Obrigada, Cyd, tenho muito orgulho da nossa família moderna, dos nossos filhos incríveis”.

OMG!

“Se você é uma figura pública desde bebê, se precisou lutar por uma vida que parecesse real e normal contra todas as probabilidades, então você também talvez quisesse valorizar a privacidade acima de todo o resto”, afirmou.

Lição de Moral do BC: Todos nós temos nossos armários. É difícil uma gay ou uma sapa que seja 100% assumido em todos os espaços. Tem gente que esconde que é gay em casa, da mãe ou do pai, tem gente que não se revela no trabalho, tem gente que não se abre na escola, etc, etc, etc. Todo mundo tem seus armários, quem somos nós pra julgar os dos outros, não é?! É!

Via Correio.

33 comentários sobre ““Bitch, please!”, um outing em grande estilo

  1. Essa revelação é tão bombástica quanto a saída do armário de Pepê e Nenêm hahaha’. Mas a Jodie ahazou no discurso. Adorei as tags hahaha

  2. Adorei a parte da Lição de Moral. Eu percebo que há muito preconceito com quem não é assumido. Como se todo mundo fosse obrigado a estampar na cara sua opção sexual. Posso viver minha sexualidade escondidinha em paz? brigada.

    • Na verdade ela questiona a necessidade de uma declaração para a mídia, e não sobre “viver a sexualidade escondidinha,”. No próprio discurso ela afirma que assumiu para amigos, família, colegas de trabalho e, logo, para todos os que a conheciam.

        • Estou sim. Não tenho nada de melhor pra fazer na vida. A cada 15 minutos atualizo o blog para ver se tem algum comentário seu. Tem um altar no meu quarto com velas, incensos e prints de cada comentário que você já fez no blog. E pra completar a homenagem, esse altar está bem trancado dentro do meu armário.

  3. Nós sempre precisamos de modelos, e quando uma pessoa “poderosa”, que não depende de ninguém e gay não se assume publicamente fica parecendo que nós nunca chegaremos lá. Mas cada um sabe a vida que tem.

      • É impressionante como o DÉ necessita de informar que “entende” inglês. No fundo é um arrogante pois colocou um vídeo sem legendas já sabendo que a maioria das pessoas não sabe inglês.

      • Ela disse milhões de coisas além do negrito do post. Não seja estúpido LEIO.

        Mas de qq forma obrigado pelo post legendado. Foi muito legal.

        • Olha, no que diz respeito ao assunto do post, ele colocou tudo sim. Acho desnecessário essa agressào ao Dé. O post está incrível, os comentários e a tradução impecáveis e os GIFS deram aquele toque especial.
          Comparado ao trabalho que ele teve para fazer o post, você poderia ter ido no youtube e pesquisado o vídeo legendado. Não me tomou nem isso de tempo e eu só o fiz por que, até então, você não tinha sido ignorante no pedido. Inglês não é obrigatório de se saber, mas Educação é algo muito bem recebido socialmente. Fica a dica…

  4. Assisti a cerimônia ao vivo, e na hora nem dei muita bola, pq não conheço muito da carreira e da pessoa dela, e ela emendou dizendo q já tinha saído do armário fazia tempo (então eu nem achei q aquele discurso fosse, de fato, um ”Coming Out”).

    Assim, bacana ela, finalmente, revelar isso, e concordo sobre o lance dos armários pessoais (e isso não só sobre sexualidade).

    A única coisa que eu não concordo é ela meio que destratar o povo que saí do armário hoje em dia, e meio que colocar a sexualidade dela num patamar MUITO íntimo. É claro, um Coming Out desse É grande coisa, mas não é como se ela tivesse dito qual posição sexual lhe dá mais prazer, ou quantas vezes se masturba por semana. Sexualidade é algo íntimo, sim, mas não TÃO íntimo como ela expôs, meio que dizendo que não havia se assumido antes pq queria manter sua vida particular em paz. Talvez por ela ser atriz desde pequena, e tenha aprendido desde cedo à construir essas barreiras do público e do pessoal, mas não curti essa coisa dela tratar o povo que saí do armário em entrevistas coletivas como se eles estivessem expondo sua vida pessoal toda ali.

    PS: Na verdade, Jodie não estava concorrendo à nada (e nem ganhou estatueta nenhuma), e o discurso foi mais por conta de uma homenagem que a cerimônia fez para a carreira dela.

    • Não é uma homenagem. É um prêmio. A estatueta “Cecil B. DeMille Award for Lifetime Achievement in Motion Pictures” é um dos prêmios do Golden Globe, se referindo não a um papel específico, mas ao conjunto da obra.
      E ela foi a ganhadora mais nova desde 1967, quando Charlton Heston levou a estatueta, sendo a segunda atriz mais jovem a receber o prêmio, ficando atrás apenas de Judy Garland (1962, aos 39 anos), mais jovem ganhadora desde a introdução da categoria em 1952.
      Então é muito incorreto dizer que ela “não ganhou estatueta nenhuma”

  5. eu me assumo em qq lugar, desde q me perguntem, obvio. Ate parece q vo chega a um luga dizendo oi sou fulano, trabalho com isso, so gay, etc. Os heteros n fazem isso, pq devo faze?

Comenta, beesha!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s