Preconceito: Ratos de buatchy


Já dizia o sábio Facebook: “Você descobre que está velho quando chega numa boate e já procura um lugar pra sentar”.

Hoje um leitor me parou na rua pra me pedir um conselho sobre seu relacionamento. Essa história toda do Kooriosidades acabou me tornando um guru sexual das beeshas. O quê eu não entendo, como vocês podem confiar nos meus conselhos amorosos se a minha vida amorosa é uma bagunça?

Mas é o que dizem, casa de ferreiro, espeto de pau, néam?

Então, ele veio me dizer que arrumou um namorado que costumava ir muito à boate, e que por isso tinha problemas quanto a confiar num relacionamento com uma pessoa que passou sua vida sexual inteirinha conhecendo as pessoas na noite.

Disse também que já estão namorando há dois meses e, desde o início do relacionamento, o boy deixou de sair pra noite como saía antes. Só sai quando ele também quer ir.

E aí isso me fez pensar: Já observaram como os valores se inverteram? Pouco tempo atrás as bees de boates eram as piores opções para relacionamentos. Em contrapartida, o melhor lugar pra se achar namorado era na internet, sim, no Chat Uol.

Eu mesmo já encontrei um namorado lá, na época que o chat não parecia o esgoto dos Morlocks do X-men. Hoje é mais fácil você pegar uma DST que uma beesha de respeito naquele lugar.

Enquanto isso, nas boates as pessoas tendem a ir atrás de um amor. Vai me dizer que vocês, mesmo passando o rodo na boate inteira, não saem de casa com aquela esperança de encontrar seu príncipe encantado em meio a toda aquela loucura?

Me lembrou daquele pagode:

♪ Enquanto eu me arrumava algo me dizia, você vai encontrar alguém que vai mudar a sua vida inteira da noite pro dia ♫…

Mas na volta pra casa a única coisa que mudou foi a quantidade de dinheiro na sua carteira.

Entretanto, tudo isso só vale se a gay não for passiva, diga-se de passagem. Eu não sei porque esses demônios desses vinhádos resolveram pegar dos héteros só os valores que não prestam:

Passiva rodada = Puta / Ativo rodado = Experiente. Como se fôssemos homens e mulheres! Machistas, ainda por cima.

Entendam de uma vez por todas, por mais que você seja a beesha mais carola de Vitória, tirando tudo você vai ser sempre beesha, e como beesha você é tão marginalizada quanto qualquer outra gay.

Não ache que sua tia evangélica vai te ver com bons olhos se você só deu seu koo depois de namorar um ano: Você dá o koo, isso que interessa, compreende como tudo rege em torno disso?

Não importa se você deu 1 ou 100 vezes, uma vez dado o koo, a besta marcou você! E olhar pras gays rodadas com desprezo é tão chauvinista quanto o homem que deixa de se interessar por uma mulher porque ela já fez mais sexo que ele.

Não posso contar nos dedos quantas vezes, antes de entrar no blog, as pessoas chegavam em mim e diziam que fulano gostava de mim, mas não queria me namorar porque eu era vagabunda e pegava todo mundo.

MEU CU, eu que não quero um caga-regra na minha vida.

No final da conversa perguntei a ele se o boy era encubado, e ele respondeu que sim.

*BOOM*! Temos aí a resposta: Onde mais um encubado vai socializar com outros gays se o Chat Uol está tomado por pênis e bundas sem rosto?

Na boate, claro! Um lugar fechado no qual o único perigo que você corre é o de encontrar o seu chefe chupando um boy no banheirón. Normal, nada assustador.

Fiquem tranquilos, encubados, é tipo uma filosofia de vida entre os gays: Mesmo você sendo assumido, o que acontece e quem você vê numa boate gay, FICA na boate gay. (Exceto se você tiver um blog de sucesso e de fofoc…

E vocês, têm ou já sofreram preconceito por serem rodadas na noite cabixaba?

17 comentários sobre “Preconceito: Ratos de buatchy

  1. Eu tenho uns amigos que passam o rodo na boate. O que acho disso? Tão certinhos. Por que os homens héteros podem e os gays nao ? É o q eu penso e o q a Max disse nesse post: os gays trouxeram também os preconceitos impostos às mulheres. Temos que ser santinhos, quase virgens, pegar um e namorar se nao é puta- adjetivo dado às mulheres. Por que não garanhão, pegador ? Isso não entra na minha cabeça.
    Por isso digo q tem q passar o piru em todo mundo mesmo. E como um amigo meu diz: ” Pra que ser egoísta e não dividir o tel do boy da noite passada com os amigos? Rodízio, cara, rodízio.”

  2. Só vc, Max, que vê essa filosofia do q se viu ou aconteceu na boate fica lá. O q sei de besha q foi delatada na igreja evangélica pq foi vista lá dentro pelas ex-evangélicas nao tá no gibi. Do q rola dentro da boate então… nusss… Dá onde vc tirou isso viado ?

    • Beesha, evangélica? Você quer usar as beeshas evangélicas como exemplo? Recalque impera entre elas.

      Todos os gays que eu conheço, e são muitos, dizem que quando vêem um encubado na boate só comentam entre si, nada de contar pra amigos héteros ou família, porque todo mundo UM DIA teve que sair do armário e sabe o quanto é ruim quando outra pessoa te chuta de lá de dentro.

      • Eu coloco um banner na porta do supermercado do bairro da bixa, mas agora pq as o preconceito se a bixa pegou a boate toda, se ela é solteira, logo pode ser feliz, e fazer a linha distribuidora,, o que nao pode é ela casada mas de olho na piroka do vizinho, mas eu ainda acho que esse historia de namoro entre gay não da certo, não ta dando certo para heteros vai dar certos para bixa. É o instinto da bixa de querer vários, ela é casada mas o boy passa por ela aperta a mala a boca da bixa enche de água, vai dizer que não é ?

  3. Nossa eu sofro muito preconceito .. nao pelo fato de ser rodada mas pelo fato de ser conhecido … por fazer shows… isso acaba pessando e muito .. mas assim concordo com minha miga ai de cima .. acho que temos q passar o rodo mesmo temos q aproveitar enquanto tem muitos que querem o nosso corpo, pq depois que passa dos 30 a coisa começa a complicar .. Agora nao que estou casada mas … mesmo sendo conhecida e “popular” não saia da boate sem pegar ao menos 3 …rs rs

  4. Passo o rodo mesmo e no caso sou uma poooouta,pq sou passiva,maaaaas nem me abalo…obvio que quero encontrar aquela neca/homem maravilhoso,mas ainda não encontrei,enquanto isso estou por ae gatans!!!

  5. falando em boate…. eu acho que na entrada deveriam dar uns botoms do tipo PASSIVO – ATIVO – VERSÁTIL e FOLCLÓRICA. Pra evitar essa coisa de vc olhar pra bixa, a bixa olha pra vc e no final as duas são quebradeiras de louça. Não seria prático? Acho super dygno.

    • ain querida…como dizia Darwin: “adaptação da espécie…”…nem dÔ mais close de subentendida..sou paaaaaaaaaaaasssivaaa….não sou mulher, mas sou passivérrima..e não tenho problemas de deixar tim tim por tim tim isso claro pro boy (ou gay)…seja na boate, seja onde for..hihih…pode até não rolar sexo, mas caso role, já estou lá, bem tranquila com a consciência…e caso o boy insista, eu já mostro kem manda na cama….

      • Bee, no meu caso eu nao sou pintosa, aparento ser heterã e por isso atraio mais passiva. Mas eu prefiro as ativas-quase-heteras e #como #lhedar com aquele boy magia que vc nao sabe se é gay ou não? e a vergoinha de dar umas olhadas e ele comentar com os amigos? se bem que ultimamente o que tenho visto de buraqueiro… eles acham mais fácil sair com um vinhado do que ficar atrás das racham fazendo a linha virgem.

  6. Gente, eu não sou rato de boate, mas vamos combinar…qual a graça de ir pra boate e ficar fazendo carão, e vou te contar viu, como o povo gosta de fazer isso aqui em Vitorinha. Mas voltando ao coment….Estava morando a 1 ano em Recife, e lá começei de fato minha vida baladeira (antes eu era um gordo deprimido…triste), e na boa..como o pessoal de lá é super liberal ao nivel máximo, eu me A-C-A-B-A-V-A msmo, quando eu estava devagar, pegava 5 no minino. Gostar de aproveitar o momento e a oportunidade faz de mim uma puta? Então sou P-U-T-A msmo, pq não tem coisa q me deixa mais satisfeito numa ida a boate é voltar pra casa super feliz pro ter dançado, aproveitado com os amigo, e clao, bjado mto.

  7. Rodada comigo, só se for uma rodada de baseado.

    Passando um pano no texto que eu postei aqui e que não foi no ar devido a minha internet estar sendo 3g na minha mansão do amor, *cof* o que falta em muita gay por aí é tomar uma dose de sejogatrill toda sexta a noite.

    As que envelhecem encubadas, só vão catar frustrações, arrependimentos, amargura e as novinhas do chat uol.

Comenta, beesha!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s