Kooriosidades – Na Cama com Max [Tema: Amizade Hétero x Gay]


Depois as beeshas reclamam que os héteros são preconceituosos e deixam de ser amigos delas quando se assumem, vamos acompanhar:

Hey Max, desculpa te incomodar, é que tenho passado por um probleminha e espero que você possa me dar alguns conselhos.

Em meados do ano passado eu comecei um estágio e conheci um cara, logo de primeira já me interessei nele. Em menos de 2 meses já éramos melhores amigos, desses de sair todo dia depois do serviço, ir no cinema junto todo final de semana e até dormir na casa um do outro.

Antes de tudo queria deixar claro que nós temos uma amizade incrível e que não temos quase nada em comum. Acho que nossa amizade foi por acaso mesmo. Eu então me assumi para ele, e disse que eu estava apaixonado e tal. Ele não acreditou no começo, mas aceitou numa boa. Parece que ficou mais próximo de mim depois que eu me assumi apaixonado por ele.

O problema é que ele se diz hétero, mas demonstra carinhos tão fofos comigo, como por exemplo: mexer no meu cabelo o dia todo, apoia a cabeça dele no meu ombro no cinema, e sempre me defende. Quando não mando sms pra ele, ele reclama, mas ás vezes me ignora. Sei que ainda não desencanei total dele, mas ficar assim também tá me fazendo pior. Me sinto “preso” a ele sendo que nem ao menos somo namorados. Queria tomar uma atitude e gostaria que você me ajudasse. É melhor eu me afastar dele?

PS: Tenho 18 anos, e assumido, porém ninguém percebe que sou gay. Digamos que eu sou um “hetero que gosta de caras”.

Somos todas

Primeiro, não existe hétero que gosta de caras, tsá? Você é tão viado quanto a bichinha poc poc que dança funk na Black House, só não é pintosa, assuma que é gay sem dar segundas explicações que você vai sair simpática e sem ofender ninguém numa roda de amigays.

Agora, a situação da bee. Ela é amiga do cara, assumiu e o rapaz aceitou super de boa a relação dos dois, mantendo a amizade do mesmo jeito, e a gay agora tá alimentando esperanças sobre o boy ser gay só por demonstrar carinho pelo amigo.

Gay amiga de hét… ops, imagem errada

Você tá vendo porque muitos héteros não ficam à vontade sendo amigos de gays? É exatamente devido a essa paranoia da maioria em achar que todo homem hétero que demonstra carinho por outro homem tem a intenção de fazer pegação.

Por outro lado compreendo, isso acontece também em amizade entre homem e mulher héteros, sempre fica aquela tensão sexual no ar diante de demonstrações de afeto. Mas se eles diferenciam tensão sexual e intenção sexual, vocês também podem! Somos superiores GARÁLEO!

Teste de amizade

Eu mesmo tenho vários amigos héteros, todos me abraçam, beijam, fazemos piadas sobre a sexualidade deles, mas não passa disso, porque ambos sabemos que um é vinhádo e o outro é heterozinho, simples, não tem mistério.

Agora, há um problemão aí, a beesha é apaixonada pelo boy, mas nesse caso a culpa não é mais dele em manter os laços de amizade do mesmo jeito, afinal, quem quis continuar a amizade foi a gay.

Qué dizê, essa dica aliás serve pra todas as bee’s que têm amigos héteros, se você tem tesão no cara e não consegue se controlar, não tenha a amizade, afaste-se aos poucos, seja apenas conhecido.

É melhor se separarem como bons ex-amigos que você não se controlar, pegar na neca dele enquanto ele dorme e os dois terminarem como inimigos mortais.

Tá com um dilema de natureza sexual, social ou médica? Mande sua dúvida para max_babadocerto@hotmail.com, e a Max consultará os universitários para tentar resolver o seu problema.

54 comentários sobre “Kooriosidades – Na Cama com Max [Tema: Amizade Hétero x Gay]

  1. TÁOMBÉIM QUERO SER HÉTERÃMMMM… OPS! A VONTADJY PASSOU RSRS.. NAO PERA… PASSOU MESMO RSRSRS.. NUSSINHORA!! PASSOU NÃO, OU PASSOU? AIN NUM SEIII VO VOLTAR PRA NÁRNIA E MEDJYTAR SOBRE ISSÕM… (Só Max vai entender KKKKKKKKKKKK)

  2. Foi mal Max achei sua opnião ruim. Vc é um tipo de gay q todo lugar q voce vai as pessoas percebem. Vc é estereotipado. Qdo é assim as pessoas já acham: “Noss ele deve ser engraçado e simpatico” bem à la Crô. Agora fora do seu mundo gay de boate, parada gay, etc. Tem caras gays q vaum na igreja, namoram mulher, jogam futebol com amigos, vai pra barzim com amigo hét, parecem ser héteros. A maioria o máximo de experiencia sexual com outro homem q teve foi em época de escola, chat uol, emfim, uma vez ou outra na vida. Sei não Max acho q pra vc entender só vc passando pelo q a gente passou. Caras q parecem héteros e são gays nunca vaum sair com gay estereotipado. Isso sempre rola naquele momento q vc vai na ksa do amigo fazer trabalho e a mãe sai um poko de casa e deixa vcs sozinhos e rola uma leve carícia. Vc devia abrir um pouco + sua mente pro mundo fora dos q frequentam o mundo gay.

    • Eu parti do discurso do amigo do rapaz, se o amigo do rapaz diz que ele é hétero, quem sou eu para insistir em forçar uma aproximação para uma futura “descoberta’ de uma sexualidade que o próprio discorda?

      Não existe informação suficiente para que eu determine a segurança na tentativa de uma experiência nova. Devo prezar não só pelo esclarecimento da dúvida, mas também pela segurança do leitor.

    • Acho que quem tem que abrir mais a cabeça é você, que em várias das suas postagens insiste nesse universo onde todo hétero tem um lado bissexual latente que basta ser estimulado pra terminar num boquete, um sexo qualquer e nunca mais olhar na cara um do outro. Não é isso que o meu leitor quer com o amigo e você não pode resumir o mundo inteiro ao quintal da sua casa. O rapaz está apaixonado pelo amigo e fazer o que você sugere faria com que ele terminasse na mesma situação que todas essas fodas terminam: Em nada além de uma cama suja de porra, um koo arrombado e um coração com falsas esperanças.

      Afinal, você ama gritar pros 4 ventos que esse estilo de vida é o ideal, mas não o vi até agora falando de nenhum dos seus casos resolvendo ir além da cama. Será que o mais saudável é realmente sugerir que ele se ofereça como mais um buraco pro amigo meter? I don’t think so.

      Aliás, é por causa desse comportamento que você estimula que muitos héteros não se sentem à vontade em ter amizade com gays, exatamente devido a essa falta de segurança sobre não ser assediado quando estiverem juntos ou levemente bêbados. Mas quem sou eu pra dizer como você deve ou não usar seu corpo… “sou só uma beesha estereotipada com conceitos obsoletos de sexualidade”.

      • Pelo que eu entendi do texto escrito pelo leitor, ele nutre uma paixão velada. Situação essa que não se resolveria – e eu considero inclusive nada saudável – com a contínua proximidade e a possibilidade remota de um sexo casual que em nada vai dar, no máximo mais sofrimento.

        • Exatamente, querido. Por isso a minha abordagem focou mais no afastamento que na tentativa de fazer sexo.

          Se a bee só quisesse sentar na neca dele, beleza, daria mil dicas pra conseguir pegar, mas não é isso que ele quer, claramente não é isso.

          • Eu morro de tesão no meu amigo hétero, criei tipo um fetiche nele, e o que me dá mais tesão em mim é isso, saber q nunca vai rolar nada. Gosto dele e tal, mas tenho plena consciência de que ele é ht, e não nutro nada pro ele, apenas faço disso um fetiche sexual.

    • Ah, uma coisinha que esqueci de mencionar: A última coisa que as pessoas pensam quando eu chego no recinto é que eu sou engraçado e simpático, querido, tenho escrito “back off, bitch” na minha testa. A minha cara de trava perigosa é muito maior que de bicha pintosa. hahahahah

      • Realmente seu ponto de vista faz muito sentido. Lendo o que vc escreveu minha mente abriu pra um lado meu que era óbvio para muita gente mas para mim ñ. Acho q ñ faz muito sentido acreditar nas coisas da maneira que eu acredito. Alguns karas são assim mesmo. Casam. Tem filhos. Mas sempre tiveram o maior desejo em ser gay. Mas a maioria não. Sou machista e grosso. Acho muito difícil me envolver emocionalmente com qualquer pessoa. Sou extremamente fechado e introspectivo.

        • Só não estou discutindo com ninguém. Até mesmo porque não vou ganhar nada com isso. Quero ouvir, falar e principalmente aprender.

        • Marcelo, vc só foi muito infeliz ao dizer isso aqui ó:

          ” Caras q parecem héteros e são gays nunca vaum sair com gay estereotipado.”

          Lembre-se de uma coisa: não é todo mundo que tem vergonha de ser quem é. Hoje existe uma medonha onda de preconceito dentro do grupo lgbt. As lésbicas preferem as femininas. Os gays estão correndo atrás dos rapazes com menos traços afeminados, mais masculinos.

          Eu penso da seguinte forma: cada um sabe o que te atrai, o que te agrada. Se vc chegar pra mim e falar: ‘Phill, eu só me atraio por rapazes masculinos e marombados. Os afeminados não me atraem’. Eu vou dizer, ‘pô cara, legal :)”. O que EU não acho correto, justo, honroso de se dizer, é: ‘Phill, eu só saio com rapazes masculinos e marombados. Se for pra eu ficar com um cara afeminado, eu fico com uma mulher’. Do lado lésbico de se dizer: ‘se for pra mim ficar com uma lésbica masculina, eu saio com garotos’.

          Bom, pra mim isso é coisa de gente covarde. Ultimamente, as pessoas utilizam desse argumento grosseiro pra ‘dar foras’ em muita gente mais legal, inteligente e interessante, que esse bando de piranhas e galinhas que estão se espalhando por aí, feito bacteria.

  3. Eu penso que todo mundo e gay… mas eu quero ser hetero, que gosta de caras, que gosta de cara heteros, que pensam que e gay, pois gosta de cara gay que gosta de heteros, que pensam que são os Deuses grego que curtem uma sacanagem com caras.. seme deuses…

  4. Bom, amizade gay-hétero não é tão raro assim, e gostei da atitude do rapaz de ”levar na boa” a paixonite do outro.

    Só acho que, assim, quando 1 não quer, 2 não fazem, né? Sei lá, acho que o mínimo que o hétero poderia fazer, após a confissão do gay, era pôr um certo limite. Não por preconceito, ou por medo de acabar levando uma boquetada do gay no meio da noite, mas para não machucar o gay apaixonado com falsas esperanças. Se, mesmo depois da confissão, o hétero continuou agindo como se eles fossem duas senhorinhas às vésperas das Bodas de Ouro do Casamento, pode ser que alguma coisa tem aí.

    Talvez (enfase no ”talvez”, ok?) o hétero até seja apaixonado pelo gay, tbm, mas não quer admitir isso e acabar em namoro(afinal, convenhamos que de hétero pra boyfriend forever do gay é um passo bem grande).

    Como o leitor disse, ele só conhece o garoto há dois meses. É cedo demais. Pode ser que algo aflore no hétero aí, com o tempo(não que eu ache que geral é Bi, pois eu não acho; mas eu tbm não acredito nisso de ”pessoas imunes à uma paixão de qualquer sexo” – afinal, se um hétero se apaixonar pela PESSOA do gay, e não pelo corpo/aparência/whatever, ele deixará de ser hétero? E o contrário, se for o gay que gamar em uma mulher, no caso, hétero, ele deixará de ser gay só por causa disso?).

    Max, acho que teu conselho foi muito radical. Uma separação só acabaria machucando o gay, ainda mais, e o hétero tbm, que ficaria sem entender bulhufas.

    Meu conselho é: Não se separe dele, mas sim tente acabar com essa ”atração” que sente por ele. Procure, sei lá, em um devaneio de paixonite, lembrar dele por algo embaraçoso, ou algo que não seja atraente (sei lá, um peido que ele tenha soltado, ou algo assim). Tente imaginá-lo como uma mulher hétero, como um irmão, sei lá, se vira nega. A questão é, tente matar o ”sex appeal” que ele tem sobre você, sem necessariamente de se separarem. Outra dica aqui é, enquanto isso, você procurar outras companhias, procure algum gay solteiro por aí. Comece algo, sério(e não sexo de fim-de-semana), com algum gay. Pode parecer conselho de Novela, mas nada como uma paixão para amenizar a outra, ou aplacá-la.

    • “Meu conselho é: Não se separe dele, mas sim tente acabar com essa ”atração” que sente por ele.”

      Melhor um conselho radical que um conselho impossível de ser posto em prática, não acha? Afinal, pode você me explicar como deixar de gostar de uma pessoa estando perto dela all the time? Porque essa sua ideia de “tentar pensar nele como uma mulher hétero”, não cola.

      Peido, situação embaraçosa, situações que causaram vergonha… honey, você nunca se apaixonou mesmo, são exatamente ESSES defeitos que nos deixam ainda mais apaixonados.

      • Uai Max, já me apaixonei sim. Só não acho que a pessoa precise fugir do hétero só pq gosta dele. Falo por experiência própria: Se afastar não mata a paixão.

        O que a bee tem que pôr na cabeça é que o hétero não vai ficar com ele, e pronto. Tentar imaginar ele como algo que não lhe atraí, como uma mulher ou como um irmão, é mais eficiente do que imaginá-lo como ”o fruto proibido”, afinal, aí é que a paixão fica mais forte de vez.

        Se os dois estão juntos e felizes, não vejo por quê acabar com tudo isso. A bee é que tem que ser esperta e arranjar um jeito de diminuir essa paixonite sem estragar a amizade. Arranje um gay pra namorar, sei lá, se vira negão!

        • A bee só tem 18 anos, Ge, você acha mesmo que pode deixar de se atrair pela sua primeira paixão assim, com ele o tempo todo do lado dela?

          • Nhá Max, 18 anos a pessoa já tá na, sei lá, 10ª paixão, né?

            E não é como se ele tivesse 12 aninhos e tivesse que conviver com o ”ela-me-quer-ela-não-me-quer”. Se eu, que tenho 18, conseguiu matar paixonites infrutíferas assim, não vejo pq o cidadão não possa, ao menos, TENTAR fazer isso, ao invés de ir pro plano radical de dar ”xau e bença” pro hétero.

          • Você é o único que eu conheço que foi capaz de deixar de amar sem se afastar, na moral.

          • Concordo que se separar pode ser a saída se ele fizer por onde. Não importa a idade e quantas paixões ele já teve. Mas será que ele hoje é tão próximo dessas paixões como era antes? Essa amizade é uma coisa boa, e sempre será. Basta ele se lembrar disso, é o que fica no final.

  5. Adoro o Kooriosidades e as respostas bafônicas da Max. Mas gente, a gay só se expressou mal: ela quis dizer que não é pintosa/dá pinta que é gay. Vâmu dá um desconto. Eu também não aparento de forma alguma ser gay e só uso o `linguajar gay – o qual eu atóóóóron` aqui no brogui.

    Realmente existe amizade entre dois homens heteros muito, mais muito mais verdadeira do que entre irmãos por exemplo – e sem significar que algum deles seja gay. Acho emocionante isso. owwnnn. O problema é que tem muita gay radical que quer “engayzar” todo mundo.

    Meu conselho pra gay: não se afastar, continue com a amizade normal. É difícil, eu sei, já passei por isso, mas com o tempo vc se acostuma. Eu também achava que rolava um clima entre um ht e eu e hj somos super amigos. Minha outro dica é: não fique dando indiretas – haja naturalmente. Se o boy se sentir confortável em prosseguir, deixe que ele tome a iniciativa.

    Bjo Maxsualinda

    • Mas bee, eu só brinquei com ela no começo… claro, falei um pouquinho sério também, porque não existe nada mais irritante que ver uma gay “não-pintosa” colocando isso em xeque em TODA e qualquer discussão sobre homossexualidade, como se essa característica fosse um eufemismo pra sua sexualidade, como se ele fizesse parte de uma outra categoria, superior, de gays.

      Pra quem não é pintosa ouvir isso pode ser só mais uma característica, e nem incomodar. Mas pra quem é pintosa e infelizmente ainda é obrigado a ver pessoas considerando isso um defeito, é totalmente deselegante ouvir a seguinte frase: “Sou gay e assumido, MAS não sou pintosa”.

      ”’MAS”’, COM LETRAS GARRAFAIS, como se não ser pintosa compensasse o terrível fato de você ser gay e assumido. Mesmo que a intenção de quem fala não seja a de denegrir, o fato de sentir a necessidade de mencionar isso sem a menor utilidade no discurso já é ofensivo.

      • Nossa… Historia da minha vida. No estagio, mesma faixa etaria, etc. A diferenca é q nunca me assumi, ele e o irmao – um DEUS GREGO – sao amigos da bicha loira mais famosa da Univix e, ao mesmo tempo, elle demonstra ser mega intolerante. Tenho certeza de que sou o único culpado – a Max ta 70 x 7 certa: enquanto ele aceita tomar cerveja, ver filme, tapinha ña bunda, etc., a gay aqui so quer casar e sonhar com o dia em que ambos vao se assumir. Isso nao existe e a gnt tem que cair ña real: no fim a dor é só nossa.

  6. Tenho muitos amigos héteros. A maioria me trata com carinho. Nunca olhei diferente para eles, até porque não sofro dessa carência que as gay tem em excesso, de achar que um olhar diferente ja vira um encanto, paixão louca, amor, casamento….essas coisas….

  7. Quando não conhece a pessoas e sabe que ela e gaie, são jugadas, mas quando convive com ela, passa ser uma coisa normal, tem brincadeira uns provoca, de passa a mão coisa tal….

  8. E ninguém sabe o quanto q eu estou sofrendo, ela não é assumida pra família dela, só fica comigo se ninguém tá vendo… (by sapabonde) huahauuahua’

  9. Já me apaixonei por hetero, aquele mesmo Max que eu disse que fomos pro motel. Dei um corte nele, porem ele insiste deixa a besha aqui pegando fogo e cai fora. Porem sinto um tesão fora do comum por ele.

  10. Eu nem terminei de ler o post e já me identifiquei lindamente com a situação. No meu caso, o meu amigo também era ultra carinhoso e dependente de mim. O resultado foi eu nutrir um amor incontrolável por ele e ter passado a pior experiência da minha vida, em questão de “relacionamentos”.
    Enfim, eu me assumi e algumas situações fizeram com que nos separássemos… hoje ele tá noivo (tendo 19 anos) e eu demorei ao menos uns 2 anos pra esquecê-lo.
    E só agora que eu vejo o quanto fui iludido rs.

  11. Então, bee. Meu conselho é: DESENCANA ENQUANTO É TEMPO.
    Radical, mesmo.
    Caso contrário vc vai ficar nutrindo essa paixão até ela virar uma bomba dentro do seu peito, causando um sofrimento terrível.

  12. Bem prudente seu conselho Max. O detalhezinho que quase todos não consideraram: o leitor em questão tem apenas 18 aninhos! Quem nunca passou por uma paixonite pelo melhor amigo?

  13. Quando eu tinha a idade do leitor eu também me apaixonei por um amigo hétero, a diferença é que eu nem cogitava me assumir ainda. Foi a maior paixão da minha vida, totalmente platônica. Durou bem uns dois anos e meio, até os meus 21 mais ou menos, e eu sofri horrores, chorando na cama todas as noites até cair no sono rs. Eu nunca me declarei para ele e ele nunca soube de nada. Se o rapaz gostar mesmo do amigo, como eu gostava do meu, vai saber respeitar os limites dele e vai até crescer e amadurecer com essa experiência toda, aprendendo a se desprender um pouco de si e desejar a felicidade de outra pessoa sem querer nada em troca. Mais cedo ou mais tarde a gente tem mesmo que aprender que nem tudo se pode e é bom que seja mais cedo. Seria uma pena ele deixar o amigo para “desencanar”, ia perder uma amizade e a chance de aprender um pouco sobre o amor.

  14. Duas coisas foram muito fodas nessa postagem. A primeira, CLARO, o “digamos que eu sou um “hetero que gosta de caras”. A segunda, a sensacional ilustração do “teste de amizade”.

    UAHAUHAUAHUAHUH Vei, na boa, veste uma camisa ou tira logo a calça! xD

  15. EU apoiaria a possibilidade de um sexo. Vai que, a partir daí, começa algo…
    E, se não rolar, pelo menos aproveitou e tentou.
    Caso o cara nao seja, ele não vai topar nada de sexo, acredito.

    Entao fica a dica: chame pra jogar aquele FIFA e aja naturalmente – papo de sexo vai rolar e vc vai observar as reações do boy.
    Se você nao perceber NADA (positiva ou negativamente) você tem que fazer um curso intensivo comigo.

  16. gente sinto um tesão enorme pelo meu amigo que é hétero, eu sou bi sexual, namoro com um menina linda, mas moro de vontade de fazer amor com meu amigo, mas tipo bate aquele medo de eu chamar p/ a cama e ele nao aceitar e falar para todo mundo, tipo teenho 18 anos nao quero assumir meu lado gay, mas eu quero muitas dicas para levar ele para a cama, me ajudem o que eu faço? a gente vai começar a orar juntos mês que vem, a gente passou numa universidade distante de casa e vamos dividir ap, me ajuda como faço p/ levar ele p/ a cama e fuder muitooooooooooooo?

  17. Cheguei aqui quase dois anos depois..
    Mas o que um usuário falou aqui é verdade, sim.
    Você é estereotipado. Ou pelo menos era, não vi mais nada desse blog. Dá pra perceber isso até pelo “comenta, beesha” da seção dos comentários…
    Você botou o cara (que se sente um exemplar do sexo masculino) todo pra baixo, chamando de “bichinha” e outras coisas..Um homossexual também tem o direito de se sentir um rapaz, sabia?

Comenta, beesha!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s