Pornografia, masturbação, tabus e Gang Bang


Sexta-feiraaaaa

Hoje é sexta-feira e por isso vamos falar de coisa boa: Sexo não é, porque tá tão difícil achar homem, que as bee’s quando pegam HPV tiram foto da verruga e postam no Facebook, só pra dizer que têm vida sexual passiva ativa. (ECA, MAX!)

Vamos falar de masturbação. Todo homem gosta de pornografia, nós somos bombardeados por bundas, necas e peitos desde a infância, e com a criação machista da sociedade os meninos acabam desenvolvendo um carinho todo especial pelo ritual diário de onanismo.

Até mesmo as gays mais femininas que não encostam na própria neca colocam o pau pra trás todo dia, sentam na cadeira do computador e se esfregam até o clímax.

Fica a pergunta: sua preferência de pornô determina sua sexualidade? Ou é o inverso? Um leitor me mandou uma carta para o Kooriosidades, mas eu achei muito mais útil usar o depoimento dele para falar desse assunto. Vamos acompanhar (lembrando que os comentários em negrito são da Max metendo a colher na vida da bee):

Sempre me considerei um homem hétero. Não do tipo que peida quando tá com outros marmanjos, cospe e coçe o saco, mas aquele tipo de ”hétero na dele”. {Já comecem a desconfiar daí, se o “hétero” usa essa expressão, tem caroço no angu}

Sempre, SEMPRE, me apaixonei por mulheres apenas. Porém, uma amiga me introduziu ao ”mundo pink” por meios de fanfics (quem for leitor do blog e não souber do que se trata, google it!). Primeiramente eu fui relutante, porque as fanfics que ela me mostravam eram apenas histórias de sexo, bem simplórias e mal escritas, e só. Mas depois, me introduzindo mais nesse mundo, fui conhecendo fanfics com tramas gays e muito boas. Aí a coisa foi pra evoluindo para FanArts, FanVideos, Gifs… quando dei {RÁ} por mim, tava vendo pornô gay da BelAmi sem receios. {Não tem nada mais hétero que pornô da Bel Ami, as beeshas são tão femininas e mulheres que até um pornô de lésbica com cinta-caralha é mais viril que aquela bosta}

Aí é que começa a ambiguidade: Eu sinto tesão em vídeos pornôs gays, e até me masturbo com eles. Não sei se é por causa dos gemidos, pelas ”metidas” (tanto que acho porn ”romântico-calminho” maior chatice, mas também não sou tão hardcore ao ponto de gostar de Sadomasô e Golden Shower), ou o que quer que seja. {Claro, porque pornô hétero não tem gemido nem metida, é um homem e uma mulher discutindo a relação pelados}.

Porém, eu não me imagino naqueles situações, sabe? Não me imaginando fazendo a bee passiva com fogo no ass, nem nada. {Mas nem eu, ainda mais nos pornôs hardcore satânicos que eu assisto hahaha} Não me derreto por homem bonito que encontro no ônibus, nem nada. Acho alguns homens muito lindos, sim, e, CASO HOUVESSE A OPORTUNIDADE, não veria receios de ter uma relação amorosa com eles. {Já começou a empassivar, podemos excluir aqui a possibilidade de buraqueiro, porque buraqueiro gosta de buraco, não de romance = VI-NHÁ-DO}

Mas voltando ao ponto hétero {Até agora não vi onde essa parte do hétero começou}, que acho importante frisar algo, antes que eu me esqueça. Na minha infância, sempre fui do tipo que se apaixona por uma coleguinha de classe todo ano {Me too, hoje são todas sapatões, coincidência?}. A menina podia ser uma bitch, mas eu tava lá, todo encabulado perto dela. A maioria delas mudava de colégio, ou de turma, no outro ano, então acabava que eu nunca tive uma paixonite duradoura. Isso até conhecer uma garota aos meus 12 anos. Ela era linda, inteligente, simpática, sorridente e tudo o mais que fará as bees vomitarem lendo esse trecho(… brincadeirinha){Ou se identificarem, afinal, Narciso acha feio o que não é espelho}. Era super amigo dela (embora ela tenha ficado meio distante depois de ter sabido das ”minhas intenções”){Que intenção um menino de 12 anos tinha? Brincar de Dragon Ball Z com ela?}, e continuei nessa paixonite até os meus 14 anos. Aí, cada um foi para um canto, e que eu já tava meio puto com a distância que ela tinha imposto no último ano, nem procurei mais saber dela.

Até que, dois anos atrás, uma amiga dela me conta as ”bombas bafônicas” que eu não sabia. Primeiro, a garota me perdeu a virgindade com 13 anos, com não um, não dois, mas TRÊS CARAS AO MESMO TEMPO! {Uns com tanto, outros com tão pouco :(}

Detalhe crucial: os 3 caras NÃO SE CONHECIAM (um era namorado, outro era vizinho, outro era amigo). Ou seja, enquanto todo mundo só pensava em dar o primeiro beijinho, a bitch planejava gangbangs. A outra bomba? Ah, sim, o namorado que comeu ela nessa suruba, hj em dia, está CASADO com ela. Aliás, ela se casou com 16 ANOS E FOI MORAR NO INTERIOR COM ELE. Largou tudo, família, casa, amigos, estudos, aulas de dança… Virou aquela típica futura-pé-rapada. O que mais me indigna nisso é que a garota era linda e inteligente, poderia se dar MUITO bem na vida, e ao invés disso virou esposa precoce de um cara que, sinceramente, eu nem olharia duas vezes se tivesse passando pela rua. {Senti uma mágoa de cabocla aí, tô certa?}

Porque contei isso? Porque acho que faz parte do trauma todo {Vai vendo…}. Deste então, não consigo me apaixonar por NADA. Nem mulher, nem homem, nem planta, nem animal, cereal, objeto {Se você conhecesse o Murilo Benício, meu vibrador, tiraria “objetos” dessa lista}. O máximo que tenho uma leve, bem leve mesmo, atraçãozinha física. Mas é daquela de, passou uma semana sem ver o rosto, você nem lembra mais como era. {O ROSTO, néam? Porque a neca é inesquecível}

E aí que vêm o motivo da carta: Não tenho mimimimi com esse lance de sair ou não do armário, mas a questão é que, até hoje, eu só me amei mulheres, mas sinto tesão por homens (assim como por mulheres).

Aí o rapaz termina a carta me perguntando se ele é gay, bi ou hétero. Pois eu digo que é safada! Gosta de uma sacanagem e tá de graça querendo determinar UMA sexualidade, sendo que claramente ela tem mais preferências sexuais que Emily Rose tinha de demônios no corpo.

Siga a filosofia de Alexandre Frota e seja feliz:

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=gqLKjO2aD9s]

Sobre se apaixonar, você não é a única que não se apaixona por nada, o mundo tá tão medíocre, previsível e insosso que minha gatinha (a Sahara Davenport) me impressiona mais quando traz um passarinho morto que qualquer homem já me impressionou com presente do Projeto Tamar (SIM, porque essa galera acha que só porque a gente é biólogo gosta de ganhar blusa cafona de tartaruga-marinha).

Mas voltando ao pornô. Observem que ele baseia sua possível bissexualidade no tipo de pornô pelo qual se atrai, uma vez que não curte pornô hétero, por motivos pessoais.

E eu digo que bissexualidade é comer cu e buceta, como foi supra-citado. O tipo de pornografia que assiste jamais vai determinar o que você gosta na vida real (eu não teria coragem de colocar minha bunda num Glory Hole, mas adoro esses vídeos, por exemplo).

É claro que quando sua sexualidade é bem definida é mais fácil você curtir a pornografia que represente a sua vida sexual, mas pela carta a moça não tem vida sexual gay, entón, é parecido com o caso de gays que assistem pornô hétero, no que tange gosto pessoal versus sexualidade.

Eu mesmo não SUPORTO pornô gay, aquelas passivas bombadas cá bunda cheia de foliculite e os ativos tentando se mostrar tanto que só faltam virar ponte enquanto comem o koo da outra… não sou obrigada, tem que gostar muito de homem (e Cirque du Soleil) pra curtir aquilo.

No pornô hétero o foco é a racha e o rapaz (ou rapazes) deve se esforçar como coadjuvante, o que torna muito mais interessante a cena como um todo, isso se você abstrair aquela voz de Mandrágora do Harry Potter que essas atrizes pornô têm, né?

Mas eu sou enjoada, sou mais chata vendo pornô que José Wilker analisando a entrega do Oscar na Globo. E vocês? Qual acham que é a sexualidade da nossa amiguinha confusa e como se relacionam com a pornografia?

101 comentários sobre “Pornografia, masturbação, tabus e Gang Bang

  1. Também odeio aqueles bombados estranhos dos pornos gays pfv.
    Eu acho que essa ae, digo, esse kra ae deveria parar de pensar um pouco no que ele é ou vai deixar de ser e curtir um pouco a vida esquecendo os rótulos ^^
    (abstrai to com falta de cafeina no corpo)

    • Perguntei pra Max por curiosidade(afinal, esse é o nome da coluna, não?). Não quer dizer q eu tenha crise de existência e saía rodando pelas esquinas pensando no esterótipo de sexualidade que tenho.

  2. Tirando a parte do BelAmi, passei por uma situação parecida. E por increça que parível, não sou passivo.
    Acredito que qualquer pessoa pelo menos um pouco resolvida possar dispor de alguns minutos pra conversar MESMO com esse cara.
    Se precisar conversar, tamos ae _o/

  3. Sexualidade é uma coisa tão complexa… Os rótulos que existem não são suficientes, nem nunca vão ser.
    Acho que enquanto ele se sentir bem com a sua, não há motivo pra ele se preocupar.

  4. mas pera, q história confusa. no início ele era um hetero q só queria meninas e apenas assistia os porns gays pq não via problemas nisso. no final ele já tá sentindo tesão EM HOMEM (não no pornô, mas nos homens em geral, pelo q deu pra entender).

    o cara tipo se assumiu super rápido, né. levou só o tempo de escrever o texto ‘-‘

    e sinceramente, o tipo de porn q o cara assiste não tem mto a ver. coitadas de nós, sapas, se dependêssemos daquelas porcarias de pornô lésbico pra gostar de mulher. a raça das sapatões estaria extinta há mto tempo. vai ver q é inclusive essa a intenção dos produtores heteros q fazem esses filmes horrorosos. ._.

  5. Gente, eu sou gay (a vá) mas só assisto porno hetero, detesto porno gay (a única que me interessava era a arrombada da Erik Rhodes que morreu :((( ). Tudo bem que dá raiva de ver as racha ‘tentando’ chupar as necas porque olha, mulher chupa mal pra garaleon, mas enfim, como a bee aí de cima disse: Sexualidade é uma coisa tão complexa… Os rótulos que existem não são suficientes, nem nunca vão ser. Concordo bee. Quanto ao hetero do dilema: bee, a senhora nao precisa sair do armário – assim como eu – mas que a senhora é VI-NHÁ-DA, isso é.

  6. Digo que: Achei que ele força pra ser gay, mas não é, o rapaz é curioso. É o sonho de todo gay pass safado, aquele que vai te pegar fazer bem gostoso e depois vai fazer a linha ”nem te conheço”.Acho que ele sofre de uma pressão ”social”, parece que todo mundo tem que escolher um lugar pra ficar e não é bem assim o cara pode muito bem viver a vida, ter suas experiências amorosas/sexuais sem ter que dizer ao mundo : – Olha sou ht ou Bi, gay, E.T…

    • É EXATAMENTE esse o tipo de discussão que tinha em mente quando mandei a carta pra Max. Acima de tudo, queria que o papo fosse sobre esterótipos, pornôs e blábláblá. Pena que têm alguns leitores que são muito ”preto no branco”, que acham que, ou o cara é hétero-parrudo-come-xota-todo-dia ou é viado-faz-tudo-e-mais-um-pouco.

      Por isso preferi mandar pra Max a carta, que é bem culto, e não pra boçais de outros blogs por aí…

  7. ”Observem que ele baseia sua possível bissexualidade no tipo de pornô pelo qual se atrai, uma vez que não curte pornô hétero, por motivos pessoais.”

    Max, sou eu aqui. Eu não disse que NÃO gosto de pornô hétero.õ.o
    Me referi aos gemidos em pornô gay e ”metidas” pq eles me excitam, sim. Mas não que eu não me excite com isso, também, em pornô hétero.

    E tipo, eu sou aberto(sem pervisses!) à possibilidades. Não sou daqueles héteros ”SAÍ DE PERTO DE MIM SUA GAY”, ou que nunca, ever, never, jamais cogitam namorar um homem. S eu me apaixonar por um, que mal tem?

    Mas obrigado pela resposta. Eu acho é que eu tenho complexo de taradisse. kkkk

      • Tudo bem. Pra mim, só não curto zoofilia, sadomaso, golden shower, com parrudos com meia-tonelada de músculo, peludões like fernanda Young, pornô com vibrador(tanto em homem quanto mulher; acho maior chatice), e pornô ”melosinho”(daquele tipo que o ativo parece que tá dormindo enquanto come a mulher/homem), de resto vale tudo.

  8. {Não tem nada mais hétero que pornô da Bel Ami, as beeshas são tão femininas e mulheres que até um pornô de lésbica com cinta-caralha é mais viril que aquela bosta}

    Tudo o que eu penso! KKK

  9. eu acho que você pode sim ser bi, desde que encontre alguém certo que fale ou t provoque do jeito certo…vc não vai achar alguém na rua e pensar “esse cara é bonito e quero transar com ele” (tem gente q é assim, mas vc não parece ser assim, então), só encontrar alguém que t excite do jeito certo creio, q fale algo q desperte em vc algum tesão

  10. Eu adoro ver negão bombado dando pra branquinho magrinho. Me dá um tesão danado. Me imagino comendo eles tbm! Adoro! Tempo atraz tava na praia fazendo a egípcia, daí apareceu um negão do nada…pensei que ia ser assaltadã, mas o negão queria pegação, e o melhor, deu pra mim horrores. Adoro comer os caras com cara de macho.

      • Max, seus posts estão muito grandes… rs
        fui dando uma olhada nos posts da semana que ainda num vi… depois volto lendo.. rs

        ps.: Poxa, num tem mais truth box pra te mandar cantadas anônimas…. 😦

          • Ah, não encurta os posts, não, por favor! É raro blog gay que fuja dos temas de sempre e que seja escrito por quem tem algo a dizer e diz sem sapatear em cima da ortografia, sintaxe, regência, concordância…

      • Pelo jeito a senhora quem tem preguiça mental né?! viu o comentário que fiz posterior? “…dei uma olhada… e depois volto lendo…” Não disse que o post estava ruim!

        Além do que, a preguiça, pelo menos a minha, é momentânea. É que tenho lido tantos artigos científicos para trabalhos de faculdade, que chega um momento que a ultima coisa que quero é ter outra leitura de textos extensos. Mas em nenhum momento me desfiz do post, nem da Max, que adoro mesmo sem conhecer pessoalmente. (Max, se pareceu isso, por favor, me desculpe…)

        Enfim, “cada um com seu cada qual” né “Ge”, se tem problemas com interpretação básica de textos se resolva num cursinho antes de vir falar asneiras. Caso contrário, melhor nem falar nada né?!

        • Minha filha, se tu tá toda atarefada na faculdade e não tem paciência pra ler nadinha, pq aparece no blog? Aposto que só lê as figurinhas, tbm.

          Interpretação básica? Se tu diz que tá com preguiça e não vai ler, e ainda pede pra Max escrever menos da próxima vez, quer que eu pense o quê? Talvez se vc se EXPRESSASSE MELHOR não haveria esse problema, que tal?

      • Gente, onde foi que eu pedi pra Max reduzir os posts?
        Só disse que estava com preguiça de ler tudo… e logo depois eu disse que num outro momento voltaria pra ler.

        Num consigo entender essa necessidade dessas senhoras de querer alfinetar os outros… Deve ser falta né?!

        • Se vc reclama que os posts da Max são muito grandes e que está com preguiça de lê-los por isso, fica SUBENTENDIDO que vc quer q a Max escreva menos, não? Pff..

      • Pelo jeito a senhora quem tem preguiça mental né?! viu o comentário que fiz posterior? “…fui dando uma olhada… e depois volto lendo…” Não disse que o post estava ruim!

        Além do que, a preguiça, pelo menos a minha, é momentânea. É que tenho lido tantos artigos científicos para trabalhos de faculdade, que chega um momento que a ultima coisa que quero é ter outra leitura de textos extensos. Mas em nenhum momento me desfiz do post, nem da Max, que adoro mesmo sem conhecer pessoalmente. (Max, se pareceu isso, por favor, me desculpe…)

        Enfim, “cada um com seu cada qual” né “Ge”, se tem problemas com interpretação básica de textos se resolva num cursinho antes de vir falar asneiras. Caso contrário, melhor nem falar nada né?!

  11. Essa carta é o que todo “hétero” fla quando tem dificuldade em admitir a sexualidade, mas ta todo curioso! A pala do “eu só tenho atração por mulheres, mas poderia rolar EXCEPCIONALMENTE com homens por curiosidade ou bla bla bla” é veeeeelha….

    • tbm acho! tah com kra de boy magia de academia q nao assume nem pra si mesmo! na academia q vou msm… NA BOA! Temmmm um moooooooooooooooonteeeee q me olha dpois q me pega secando eles! Mas vai puxar um papo? Vem com papo de macho.. KKKKK I-G-N-O-R-Â-N-C-I-A

      • Ignorância? Se vc não consegue pegar macho da academia, problema não é meu. Como eu disse no final da carta, não tenho problema pra se assumir nem nada.

        Talvez os caras olhem pra vc pra ter certeza que tem uma bee secando. Se um cara te dá umas olhadas, não quer dizer que vc tá arrasando, só pra avisar.

        Só pra constar, não frequento academia.

  12. Hum, Max… eu sou gay porque me sinto atraído por outros caras. Independente de terem uma figura masculina muito predominante ou não – como a desse carinha que eu tenho sacado olhando para mim ultimamente e é até bonito e tal.

    Mas quando vou assistir vídeos pornôs, sinto tanto tesão com vídeos HxH quanto HxM. Neste último caso, não me imagino na posição da mulher e nem da do homem. Simplesmente sou safado (brincadeira, ou não rs) e gosto de ver a ação. Bem, claro que ver o cara ali em ação é muito estimulante e tal.

    Não sei se com um cara hétero seja a mesma coisa. Talvez seja como você diz: apenas a safadeza da coisa toda que dá o tesão do momento.

        • Depende da pessoa, do lugar, do momento, de o quanto eu estou ”conectado com a pessoa”. Não tenho essa frescura de ter medo de liberar o rabo ou ter medo de bancar ativo e não fazer direito.

  13. Eu gosto de branco de bunda lisinha. Zac Efron… HMMMMMMMMMMMMMMMMMMM… QUE BUNDINHA DOS SONHOS! Aquela voizinha gemendo gostoso enquanto eu como ele e beijo tbm! APAIXONADO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    OBS: ALGUEM ACHA Q O ZAC EFRON Ñ EH GAY? KKKKKK

  14. Uma rápida pausa no assunto…

    Gentém, pra quem gosta de assistir séries na net, achei uma muito boa que fala um pouco sobre o dilema de ser transsexual sem ser piegas! Chama-se “Hit and Miss”. #Fica a dica. ^^

  15. Não sou daquelas que vê pornô sempre, na maioria das vezes até acho engraçado porque foge muito da realidade. Sou lésbica, e isso também interfere muito, porque o pornô é sempre feito para homens verem, então realmente acho bizarro e broxante ver duas mulheres em um video pornô, além do que normalmente tem um homem entrando no meio. As poucas vezes q vejo é no max prime quando zapeio pela tv, e certamente prefiro mil vezes ver pornô hetero do que o lésbico, pois parece ser menos artificial.
    Quanto aos pornôs de homens gays, sinceramente, desculpe, mas eu acho nojento.. rss.. dois homens musculosos se comendo, até vejo sem problemas, já vi alguns de curiosidade, mas não consigo achar bonito nem sentir tesão nisso. Filmes e seriados lésbicos que tenham cenas de sexo são mais estimulantes pra mim do que o pornô.

    • Tbm não acho graça em pornô lésbico. 99% dos gemidos e orgasmos são falsos, e a maioria das atrizes são tão ruins q não conseguem disfarçar isso.

      Ao menos no pornô gay e/ou hétero, por mais q tbm haja muito gemido fake, vc sabe que alguém ali tá tendo prazer, e isso já te estimula.

  16. particularmente acredito que ele deve parar de ficar no “online” e ir para a realidade que lhe será bastante prazerosa.. no que se refere a masturbação eu me amarro em assistir de tudo, desde porno hetero até aqueles de fetiche.. soh não curto zoofilia :p

    • Concordo. Ele nem dever ter se relacionado com outro homem prá saber se ele realmente gosta de sexo com outros caras e que posição ele gostaria de assumir.

Comenta, beesha!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s