Dilma Rousseff veta anúncio gay do Ministério da Saúde


A propaganda de tevê destinada a gays realizada pelo Ministério da Saúde foi vetada pela Presidência da República. A intervenção acontece seis dias depois da campanha ter sido divulgada pelo órgão. A exibição da propaganda só poderá ocorrer se a cena de carícia entre os dois atores for retirada, segundo determinações da presidente Dilma. De acordo com a Agência O Globo, o vídeo estava em exibição no site do Ministério da Saúde, mas já foi retirado.

O Governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo estão preocupados com as altas taxas de infecção pelo HIV entre jovens gays e fizeram um apelo, por meio de nota, para que campanhas de conscientização sobre a AIDS voltada para este e outros públicos mais vulneráveis à doença sejam transmitidas em canais abertos de televisão. Na mensagem, a Coordenação do Programa Estadual DST/Aids-SP e os coordenadores dos Programas Municipais DTS/Aids-SP afirmam que “campanhas direcionadas para jovens gays necessitam ser divulgadas na mídia televisiva, com linguagem específica e direta, pois constituem-se em ferramenta imprescindível para o enfrentamento da epidemia, redução da homofobia e do preconceito”.

É justamente o contrário do que fez o Governo Federal ao vetar o vídeo no Carnaval de 2012. Com a alegação de que o vídeo foi produzido para ser exibido apenas em locais de frequência LGBT, o Brasil ganha nota ZERO no quesito evolução. Outro vídeo foi produzido e você confere abaixo:

Nessa nova campanha os gays aparecem, mas em forma de número de casos que aumentaram nos últimos anos. É destacado o “aumento de mais de 10% nos casos de AIDS entre jovens gays de 15 a 24 anos” nos últimos 12 anos, o que fez com que o Ministério da Saúde anunciasse, ainda em 2011, essa população como sua prioridade nas políticas de combate ao vírus HIV no Brasil.

Ao invés de mostrar a realidade, o governo continua preferindo nos tratar como estatística. Não sou apenas um número, tenho voz, pago minhas contas, sou cidadã e tenho vergonha de ter votado em você, Dilma…

18 comentários sobre “Dilma Rousseff veta anúncio gay do Ministério da Saúde

  1. O pior é que os outros candidatos da época dela (Serra, Marina e Plínio) já tinham dado suas declarações em desapoio aos LGBTs.
    Votar em Dilma parecia mais seguro… Mas não foi 😦

  2. Não to dizendo que não deva ter propagandas do tipo, acho que é mto necessario que hajam propagandas nos meios de comunicação, só que ao mesmo tempo tenho medo é de pessoas como Silas e outros tantos acabarem por usar essas propagandas (que estampam o logo do ministerio da saude) para denegrir ainda mais do que eles ja têm feito, a comunidade LGBT. Só esse é o meu medo, e a duvida em criticar ou nao a presidente.

    • mas dá pra criticar a presidente pq a justificativa dela não foi “ah, vamos preservar a imagem dos gays”, e sim “epa, gay não pode aparecer se pegando, é feio”.

      fora q tava mesmo completamente ridículo aqueles caras praticamente gozando só passando mãozinha no rostinho. já tinham forçado pra não aparecer nada demais, e a dilma ainda achou exagero! fdp. orgulho-me de ter votado nulo no segundo turno ¬¬
      votei simbolicamente no Cristovam Buarque u_u

      • “isso ai, concordo com vc givaldo, ninguém tem que pagar pela falta de vergonhas dessa gente, que não sabe se valorizar, pra qê passar na tv, pras crianças verem e achar bonito? bem que a Dilma fez proibir, se qer andar homem com homem então saiba cuiodar de si memso ninguém mandou fazer esse tipo de coisa ,entao que assumam as responsabilidades”

        Comentários sobre o veto ^

        Continuo não querendo julgá-la por ter vetado, agora imagina o bando de gente que como minha mãe, só tem acesso a informação da tv e da boca dos vizinhos, o que pensariam vendo dois caras se pegando, outra que outro dia mamãe dizendo que soh aumentou a % de contaminação pq gay faz sexo anal oO.(eu ainda tive a cara de pau de perguntar a ela se mulher que dá o toba tbm pega aids, pra ver se ela se tocava que é o sexo sem proteção o maior vilão, haushuash)

        eu acho que campanhas de prevenção deveriam abordar o uso de preservativo para pessoas praticantes do sexo anal, vaginal, seja lá qual for o tipo, mostrar que a falta de proteção independente da sexualidade é que aumenta essa pandemia, não em vídeos assim tão explícitos. Tem mta gente que não vai conseguir assimilar que é campanha de proteção e sim que gay adora um fervo sem camisinha.

  3. Agora, um post importante como essa, é raramente lido e divulgado.. Enquanto pornografia e bobeirol é amplamente comentado, divulgado e comemorado.

    Depois, a comunidade reclama da pouca visibilidade ou do preconceito, mas se interessar pelo assunto, buscar a mudança, ngm quer! Seria cômico, se não fosse trágico!

Comenta, beesha!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s