Homofobia no “20 Cantar”


Eu mereço essa placa?

Bee’s, SOCORR! Não acredito que mais um ponto culturalmente gay foi tomado pelos héteros e/ou evangélicos homofóbicos! Dessa vez foi o “20 Cantar”, um bar famoso por aglomerar um grande número de bee’s cantoras de Paula Fernandes e sapas cantoras de Cássia Eller, que pisou na bola. Cata o acontecimento:

Eu fui escolhida para relatar um triste episódio que ocorreu a pouco, e é com tristeza e revolta que eu contarei a vocês o que acabou de suceder. Eu e um grupo de amigos (gays e heteros) fomos a um bar karaokê situado próximo a Rodosol, aqui mesmo em Vila Velha, chamado “20 CANTAR”, estávamos nos divertindo até que a dona do bar chegou para um casal de amigas e disse que: “aqui é um bar hetero, vocês podem pegar na mão, mas se beijar não!”. Isso porque elas tinham dado um “selinho”.

Obviamente, fomos conversar com essa senhora e quando indagada se na mesma situação, porém, com um casal hetero, ela teria a mesma atitude, a referida senhora deixou bem claro que não, a um casal hetero ela não teria dito nada. E mais, o garçom disse que no local havia um pula-pula, ou seja, que o bar era freqüentado por famílias e crianças e que estas deveriam ser “preservadas”, como se um “selinho” entre duas garotas fosse agredi-las ou sei lá o que (essas crianças não têm TV em casa?). Após tentarmos dialogar com a dona do estabelecimento, dizendo que aquele era um ato inconstitucional, o filho da mesma começou a berrar conosco e nos mandar embora (como se quiséssemos permanecer ali, NE?!), atitude típica de quem não tem argumentos e nem capacidade intelectual de discutir sobre qualquer coisa.

É quase surreal imaginar uma situação dessas, eu nunca tinha presenciado uma atitude preconceituosa, assim, tão de perto e tão explícita. Enoja-me um país onde esfregam mulheres nuas na TV na nossa cara, onde políticos nos roubam mais que os bandidos nas ruas, um país com tantos problemas de verdade que se ofende e se choca justo com uma demonstração de carinho! A hipocrisia da nossa sociedade é algo gritante e não podemos permitir que coisas assim continuem acontecendo.

Não preciso dizer que não pretendo voltar nunca mais aquele lugar, e espero que aqueles que, independente de serem gays ou heterossexuais, também prezam pelo respeito e pela liberdade das pessoas expressarem amor (seja ele da forma que for), façam o mesmo.

Basfond, néam? Mas eu tenho lá minhas dúvidas do quão selinho esse beijo era, não entendo o papo dessa galera que consegue fazer sexo sem tirar a calça. Pra uma sapa amiga minha, por exemplo, ir ao banheiro é sinônimo de pegação… qué dizê.

Brincadeiras à parte, é chocante ver esse tipo de comportamento logo naquele bar, afinal, é um absurdo chamar de ‘hétero’ um bar que tem karaokê, não existe um karaokê sem a presença de, pelo menos, 4 vinhádos… tipo um pacote promocional.

Depois eu falo que os únicos gays aceitos pela sociedade são os humoristas e assexuados, e as pessoas dizem que eu estou exagerando. Todo mundo curte o Juninho Play, Valéria Vasquez, Pit Bicha e aquela gay de Fina Estampa… até o dia que tiver uma cena de um deles beijando na boca.

p.s.: Dizem as más línguas que as sapas, muito safadas engajadas politicamente, estão planejando um beijaço no local.

62 comentários sobre “Homofobia no “20 Cantar”

  1. ai gente, vcs são novinhas mesmo, a ter… (dona do bar), ja faz isso tem tempos, desde a época que o bar era em outro local. Sempre foi assim.

  2. Eike absurdo. Que eu saiba, há uma versão da lei anti-homofobia válida para o estado de SP. Elas poderiam prestar queixa…

  3. gente, ignorem meu comentário. Por algum motivo macabro eu li essa notícia e achei que era sobe alguma conhecida sua que estava em São Paulo. Aloka!

  4. “p.s.: Dizem as más línguas que as sapas, muito safadas engajadas politicamente, estão planejando um beijaço no local.”

    Onde eu clico pra curtir essa parte do texto? hahaha

    Eu boto MUITA fé desse baijaço! Juntar aquele bando de gay e frog, consumindo HORRORES, com alguém muito louco do edí cantando Dancin Days d’As Frenéticas mostrando pros proprietários que nós também “pagamos a conta” e temos tanto direito quanto qualquer um.

    MUAH!

    • consumindo? as in, DANDO DINHEIRO PRA ESSE POVO? cê tá doido? tem q fazer beijaço sem consumir porra nenhuma, eu nunca daria um centavo do meu dinheiro pra uma desgraçada dessas ¬¬

  5. Esse tipo de gente tem q ser ignorada! “Bar Hetero”, Bar de Babacas isso sim!!! ja que beijo é a mesma coisa que agressão pra eles, entao tem que quebrar aquela porra toda, já q pra eles da no mesmo!!!

  6. Sugiro que denunciem no Disque 100. A idéia do beijaço é interessante. Como também podemos ir lá em massa, consumir uma agua e pagar com uma nota de R50,00.

  7. quando será o BEIJAÇO??? já vamos começar o ano causando, galera! não deixemos esse basfond e a coragem esfriar. Dignidade já! E no dia combinado eu estarei lá, loka da xana, fazendo a linha vulgaridade no banherón…. ah, ela me paga… chupo o marido dela no banherón e ainda esfrego o vídeo na cara dela. exú!!!

  8. pelamor, gente!!! vamos acabar com a raça desse bar com urgência! se não nos respeitam no diálogo, na civilidade… então quero ver essa proprietária e filho chorando pencas quando aquela bosta falir! temos que botar a boca nas redes sociais… e se possivel reunir mil gays pra consumir, todos se beijando, e se alguém vier fazer alguma coisa chama o Amaro Neto!!!

  9. Foi bizarra a cena de ontem, primeiro que não passaram de selinhos as demonstrações homoafetiva e mesmo se estivessem além disso não têm o direito de rotular um bar gay ou hetero.

  10. Olha sempre vou ao bar com as amigas, todos nos tratam muito bem, inclusive quem frequenta o local ,que tem o direito de não permanecer se tiver duas gays se pegando…. Agora duvido uma coisa se essas bixas tiverem uma conversa civilizada!! O melhor de tudo é o seguinte, falar de constituição num bar!! Ah meu Koeeeeeeeeeeeeee

    • Aprenda a escrever para que as pessoas possam entender o que você fala, coloque virgula, e as pontuações corretas, senão fica impossível entender o que você quis dizer. Li 4 vezes seu comentário e não entendi se você foi a favor ou contra, pessoa

        • Pois e9, quando li esse post fqieui pensando na mesma palavra que a Monica disse: Responsabilidade. No primeiro ano da faculdade, numa das primeiras aulas, aprendi o que era o Pauteiro fqieui um pouco assustada pensando, quem e9 esse cara para dizer o que passa e o que ne3o passa pelo filtro? Um pouco braba, um pouco indignada, ne3o percebi o quanto ele facilitava a minha vida, a responsabilidade que tirava de mim. Quando passei a ler na internet e abandonei o jornal e as revistas, percebi que agora a decise3o era minha, e que decise3o chata! Como decidir entre o que eu gosto de ler e o que e9 importante saber independente dos meus gostos? Sere1 que estou lendo sobre aquilo que todos ve3o falar amanhe3? Ne3o e9 sf3 a quantidade de notedcia que incomoda, mas saber responder: Sere1 que estou escolhendo as notedcias certas? Sere1 que existem notedcias certas e erradas? Tento ne3o me preocupar com isso, mas que a angfastia existe, a existe!!!

  11. Super a favor do beijaço!!!

    Que lindo né,quê dizê que somos otimos na hora de gastar nosso rico dinheirinho nesses lugares,mas demonstrações publicas de afeto (ai que bonito) não pode? claro que não é pra sair fazendo sexo na frente de todo mundo,mas um selinho? peloamor né!!!

    Acho que devemos fazer igual a Vani e cantar uma musica de protesto…

  12. Gente, foi só selinho sim, minha namorada tava deitada no meu ombro quando a dona do bar veio falar com a gente, ela foi super debochada, super otária, falando que não tinha preconceito, mas que queria que a gente só pegasse na mão, nada de beijo. Nós somos um casal super comportado, tanto eu, quanto minha namorada, achamos ridiculo casais que começam com pegação frenética em locais públicos (tanto casais hétero, quando gays). Enfim, foi muito DESELEGANTE, como diria Sandra Annenberg, o comportamento homofóbico da dona do bar, e do filho dela, que começou a gritar descontroladamente com a gente, o melhor de tudo, foi o garçom falando: – Gentxi, eu sou gay, mas aqui tem pula-pula, tem criança, a gente tem que preservar um local familiar.. Isso me surpreendeu, um cara que sabe o que é sofrer preconceito, com um comentário tão preconceituoso igual a esse.

    • Só pra saber, a dona do bar, também abordou casais héteros em caso de selinho por parte deles? Se não tiver abordado é uma puta sacanagem.

      Pq assim, não seria nada demais se ela cobrasse isso igualmente com todo mundo, mas se foi só da parte LGBT, vamos tod@s(eu só não vou pq é longe bagaray daqui de casa) fazer esse beijaço no bar. E depois no DPJ(praquelas que não conseguirem correr rsrs). Brincadeira, rs.

      • Isso está claro no post, bebê!

        “quando indagada se na mesma situação, porém, com um casal hetero, ela teria a mesma atitude, a referida senhora deixou bem claro que não, a um casal hetero ela não teria dito nada.”

      • Porque se é pra chocar alguma criança, tenho na minha concepção que elas se chocariam em ambos os casos, afinal, elas não sabem ainda discernir.

        • Não sabem mesmo. Podia era antes do beijaço, caso aconteça, algum casal HT simpatizante sentar numa mesa próxima e se beijar pra valer, pra ver o que a senhora faz.

          E vamos parar de chamar a dona do bar de velha, pq toda a 3ª idade, de certa forma, é ofendida com tal.

    • OLá , achei um absurdo isso que fizeram com vc e gostaria muito de colocar-me à sua disposição caso queira processar o estabelecimento. Acho muito importante tomar uma atitude. Se quiser entrar em contato pegue meu MSN com o max que ele te passa.

      Advogado.

  13. O pior é que eles são assim mesmo…80% dos frequentadores de lá são homoxessuais e mesmo assim eles abominam eles….ja passou da galera parar de frequentar aquele lugar!

    • Concordo. Se for pra fazer passar ridículo, ela que passe primeiro. Eu chamava a polícia e fazia um escarcéu! Até explicar tudo… Aposto que ela ia pensar bem…

  14. Eu tambem odeio essa velha do Blond’s Bar !!! Eu sempre frequentava lá com minhas amigas, e certa vez que fui lá, ela do nada me pediu pra que eu me retirasse do lugar, e foi de uma maneira super grossa, alegando que eu era menor de idade e não poderia ficar lá.. então eu disse: tudo bem, mesmo se eu ficar aqui sem consumir bebida alcóolica eu não posso ficar aqui? .. e ela disse que não..eu disse que eu sairia!! mas como eu ja havia pedido uma ICE pra mim tomar, estava terminando de tomar pra poder sair! Ela ao menos deixou eu terminar e ja voltou na minha mesa pedindo de novo para que eu me retirasse, na mesma hora eu levantei e fui embora. Mas nunca mais voltei lá com ódio dela! E conheço muitos fregueses que ela perdeu por conta da sua arrogância e falta de educação.

  15. Sempre frequentei aquele bar, e ja presenciei uma situação igual, um amigo meu que estava sentado apenas apoiou o pé na perna de outro amigo, ambos são gays porem apenas amigos, e só o fato de apoiar o pé, a Teresa (dona do bar) já veio pedir para que parassem com aquilo pois lá não era lugar disso. Cara, ele apenas encostou o pé, como se tivesse colocado o pé em cima de uma cadeira vazia! É um absurdo como aquela mulher trata os clientes e como todos ainda voltam, ja faz mais de um mês que não volto lá e agora só volto se marcarem o dia do beijo lá! Além de tudo ela tambem trata mal os clientes em outras situações, um boicote ao bar seria bem interessante, vamos divulgar isso galera!

  16. Sou só eu que estou revoltado com a atitude dessa senhora?
    genty temos que tomar uma atitude,isso é um absurdo e não pode acontecer…

    Beijaço nela!!!

    p.s: Proibi um selinho? vai ver muito beijinho….rsrsrs

  17. porra a pessoa qr ser gay mais pareç q tem medo porra! se assume e esqueçe dos outros, se vcs estao preocupados e pq os comentaros alheios atingem vcs, então bola p frente pq preconceito n e so c gay e sim com tod mundo, idependente da situação, branco ,negro, gay, hetero, burro, inteligente enfim, se ta reclamando e pq ta sentido bjs

  18. A hipocrisia na sociedade brasileira realmente me enoja…
    Utilizam um livro pra argumentar a sua imbecilidade.
    Olha a hipocrisia:

    http://g1.globo.com/planeta-bizarro/noticia/2011/12/casal-provoca-indignacao-em-hong-kong-apos-sexo-em-parque-publico.html

    A notícia é o de menos, fiquei chocado com esses comentários:

    “Muito pior do que isso é ver gays e lésbicas se beijando em público.”

    “Quem nunca deu umazinha num lugar público ? Muito pior, a veadada se beijando na frente dos nosso filhos…”

    what?

  19. Gente! Ligar pro Disque 100 e fazer uma denúncia. Isso é contra os direitos humanos! Só! Eles que se…. expliquem depois!

  20. é uma vergonha esse tipo de acontecimento, e mais vergonhoso é a falta do interesse público fazer campanhas contra esse tipo de atitude…
    aqui vai alguma coisinha…

Comenta, beesha!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s