“Sou versátil, mas prefiro ser passivo” – Já pode dar na cara?!


Bate na cama e vira

Eu nem queria escrever sobre versatilidade no Babado Certo, sou ortodoxa e acho que vocês versáteis estragam tudo com essa mania de se adaptar. Mas por outro lado, eu acho ótimo que as passivas quebrem as louças e diminuam a competição pelos ativos.

Diz a Dé que só quem discute esse assunto é passiva, o resto tá cagando pra tudo isso… mas vocês já sabem que se eu colocar no Google “Max versátil“, vai aparecer “Você quis dizer: Paseeeeeva!“… então, estou liberadãm.

O que eu mais vejo entre os comentadores do BC é a premissa “eu sou versátil, mas prefiro ser passivo”. Uhum, é muita Cláudia pra pouca cadeira, a bee come, com muito custo, um koo por semestre e quer falar pra mim que gosta dos dois? Não aceito!

Sou versátil, uso cabelo de lado, com franja, e até rastafari, Max!

O verdadeiro versátil é aquele que “tanto faz” se terá de ser passiva ou ativa na hora do cruzo, ele sente prazer das duas formas e o que vier é lucro. Essa é a verdadeira versatilidade. Não essas versáteis-passivas que sofrem com a dinâmica do mercado atual, falta de ativo e excesso de passiva tentando passar a perna.

Ela pega a gay, come, mas não sai da cama enquanto não for recompensada pelo esforço. Nada mais justo, mas não vem pra cima de moi com essa história de versatilidade. Você é passiva sim, inclusive, passivo também consegue comer, se quiser, bebês, a gente só não curte, mas ninguém perdeu parte do Sistema Nervoso Autônomo! Dizer que é passiva não vai fazer seu pênis cair!

O versátil mesmo nem especifica o que gosta na cama, no máximo ele vai perguntar o que você gosta pra poder estar preparado (afinal, versátil também faz a chuca, néam?). Esse babado de “sou versátil, maaaas…” é coisa de passiva mafiosa, SEMPRE. Pro versátil não tem porém, faz os dois e acabou!

O grande problema está no peso da palavra “passivo” e a discussão que se inicia quando uma bee revela sê-lo, muita gente não entende que a gay só não gosta de comer, mas ela usa a neca pra todas as outras coisas! Aliás, eu ACHO que usam, né, reza a lenda que algumas passivas não permitem nem que o boy encoste no pinto delas, se inventar de chupar então, elas te denunciam pro Supremo Tribunal Federal!

Já disse no vídeo e repito, quando é assim é melhor cortar logo, por mais feminina e transex que a senhora seja, se é pra te comer e nem poder encostar no seu pênis, é melhor comer mulher, que tem DOIS buracos e ainda tem peitos! So much funnier!

Ninguém é mais versátil que eu!

Já o “versátil que prefere ser ativo”, RÁ! Isso é tão inexistente quanto os ativos de Vitorinha, afinal, já tem pouco ativo por aqui, quem dirá encontrar vários o suficiente exigindo ser ativo cá senhora ao ponto de você criar um padrão de gosto na cama.Você é ativo, só não desperdiça o superpoder da sua próstata, quando solicitado.

Nesse caso eu aconselho que digam que são ativos logo, sabem por quê?

Primeiro que se você prefere ser ativo, não vai correr o risco de ter que dar, raramente uma gay vai parar na cama de alguém que diz ser ativo e pedir pra comê-lo. Se acontecer, beleza, dá e pronto, depois come a gay e tá tudo resolvido.

E outra! Vai que você, por uma ironia do destino, encontra um outro ativo, você diz ser versátil, ele te come e você se apaixona? Imagine que inferno astral, você só curtiu dar pra ele, e vai ter que dar pra sempre, ou provocar uma briga toda vez que quiser comer! Já recebi alguns e-mails de umas bee’s que disseram passar por isso e queriam minha ajuda, humpf, tem como ajudar? Não tem, o erro foi cometido lá no início. Foi inventar moda pra dar uma de moderna, e olha no que deu.

Portanto, PAREM de inventar subdivisões que só servem pra complicar a vida sexual de vocês! Prefere ser passivo, diga que é passivo, se prefere ser ativo, diga que é ativo… se na hora der aquela vontade louca, muito louca, de dar/comer, solicite o orgão sexual da gay e pronto. Se a outra não quiser, paciência, você não vai entrar em depressão porque não fez algo que você diz “não fazer questão de fazer”.

E nem me venham com essa conversa de “ah, mas quando estamos com quem amamos, vale tudo”. Meu koo, em 90% dos casos nós NÃO estamos com quem amamos, então o que vale meishmo é o nosso orgasmo.

117 comentários sobre ““Sou versátil, mas prefiro ser passivo” – Já pode dar na cara?!

    • só assim pra ser versatil né max? max sou versatil, curto muito comer também, mas só consigo ser ativa se tomar viagra ou sialis.

      • uahuahuah Se tomar viagra QUALQUER um pode ser ativo! Acabei de falar disso e você me vem com essa? Você é passivíssima, aceite isso logo, bebê!

        • Max tenho que discordar de você, sou passivona e dou o koo de pau duro, nem por isso quero comer ninguém. Ativo/ passivo tá acima de ter ou não pau duro, com ou sem viagra.

          • ai, bee, nada disso.

            Você fica de pau duro enquanto dá porque GOSTA disso, mas precisa de Viagra pra ficar de pau duro quando vai ser ativo porque não gosta disso. O pinto duro é a primeira demonstração do seu corpo de que está curtindo, não de que ele precisa ser enfiado em algum lugar.

            Mulheres lésbicas ativas ficam molhadas enquanto fazem sexo e nem por isso querem dar pra parceira.

            O corpo não sabe o que você vai fazer com o seu orgão sexual, mas se prepara para a cópula em resposta ao estímulo de prazer.

          • Sabia que ia rolar essa pergunta. Tá dando de pinto mole, não tá curtindo 100%, simples. no começo até fica mole por causa da dor e tal, mas depois que passa a dor, se não endurecer, pode saber que se ela fosse uma mulher estaria mais seca que o Deserto do Atacama.

            Resta se concentrar MUITO e apelar pro orgasmo prostático… já tive que fazer isso inúmeras vezes.

            Mas não curtir aquela foda em específico não significa que não curte dar.

    • Ri demais com o post e com os comentários. Qq dia destes a Max é convidada para a academia de letras e vai ter que usar o fardão. Como escreve bem e prende a atenção!

  1. Queria muito entender a fixação que a Max tem com essa palavra “PASSIVA”. “Todo mundo é passiva”. “Todo mundo ama dar o cu”. Olha, não sei vocês, mas eu não discuto muito esse assunto na minha vida ~real~ com meus amigos não. E outra, já fui muitas vezes pra cama sem nem saber se a pessoa era passiva ou ativa, e eu me considero versátil prq eu dou se tiver que dar, mas na verdade prefiro ser ativo prq até hoje só consegui sentir dor dando o cu. Enfim, me irrita essa mania de achar que todo mundo é passiva e de achar que todo mundo precisa levantar essa bandeira. Fim rs.

  2. kkk hey kerida, senti uma máfia no parte “[…] algumas passivas não permitem nem que o boy encoste no pinto delas, se inventar de chupar então, elas te denunciam pro Supremo Tribunal Federal![…]” …isso…ortodoxa 4ever.

  3. kkkkkkkkkk
    adorei o post
    “Reza a lenda que algumas passivas não permitem nem que o boy encoste no pinto delas, se inventar de chupar então, elas te denunciam pro Supremo Tribunal Federal!”
    Conheço bem uma dessas ahsahuhsahush

  4. Eu me considero versátil, mas no meu caso é uma questão de perfil: Se o cara for lisinho, branquinho e tiver uma bunda mt grande eu sinto um desejo de dominar ele sabe…
    mas se o cara for um brucutu e tiver barba, já sinto mt tesão e nesse caso prefiro ser dominado!

    Isso é normal?

      • Mas eu me referi quando sinto vontade de ser ativo, quando vc ve uma bey novinha, com carinha de anjinho e com a bundinha marcando na calça vc n fica com vontade de dominar/comer?

      • Deixe eu explicar.. hahaha
        se eu tiver fazendo pegação e o cara me perguntar o que curto, eu digo que sou ativo, ponto.
        mas, eu só arrumei namorado versátil (talvez por algum parametro de passividade interno. KK). eles se adequaram bem a serem mais passivos que ativos, mas quando eles quiseram, eu nao gostava de arrumar briga por isso, né?
        E eu ainda tenho outro problema… dou pinta, e já fiz “n” ativos passarem raiva.

        PS.: Sou o amigo da Iza que foi com você e Dé na Move no dia da Lorena. hauhauhauah

  5. Max vc falou em um comentário lá em cima que passiva de pau mole é pq nao tá curtindo, mas tipo adoro dar o koo, mas sempre morro de dor no inicio, SEMPRE. o que eu posso fazer pra diminuir isso? Não quero virar ativa por não saber dar o koo com elegância.

    • Eu não sei como diminuir a dor não, talvez dando pra um pinto menor hahahah. Algumas bee’s passam xilocaína, mas eu acho muito exagero, nem é tão insuportável assim. Sem contar que xilocaína deixa a área quase sem sensibilidade à dor, vai que a senhora se empolga, faz um sexo louco e acaba lesionando seu instrumento de trabalho?

      Melhor sentir dor no começo e saber do que se arriscar e sofrer as consequências depois.

  6. E tipo algumas coisas que outras bees comentam tipo: Bacar a eliana e usar os dedinhos (polegares, onde estão? aqui estão). Colocar de pouquinho (cm a cm) ou sentar todo de uma vez e esperar esfriar (a dor, não o boy). Usar vibradores mais fininhos, cenouras, essas coisas.

    • Bem, o que eu faço pra facilitar é usar os dedos antes de sair de casa, quando a gente tá no banho, o verdadeiro “amaciar a carne”. Na hora eu prefiro ir de pouco em pouco e quando for tudo esperar sim um tempo lá dentro antes de começar a ir e voltar… mas eu não sei o que esse povo tem que NÃO consegue ficar com o pinto parado. Deve ser tipo um reflexo da pélvis, né, meio instinto animal.

      Faço assim porque prefiro que demore mais pra começar, mas eu aguentar mais tempo, que colocar de uma vez e me machucar. Todas as vezes que coloquei tudo de uma vez me machuquei, aí dói pra sempre, sai um monte de sangue, uma porcaria.

  7. Heheheheheh. Ri demais com o post e com os comentários. Qq dia destes a Max é convidada para a academia de letras e vai ter que usar o fardão. Como escreve bem e prende a atenção!

  8. Quando era novinho, uma bee na puberdade, conseguia ser ativo, hoje, quase balzaquiana, a pika não sobe mais se eu tiver que ser ativo. Meu lance é dá o koo.

    Mas, como rola preconceito em relação a isso. Ainda mais, quando se pertence a um grupo que as bee fantasiam que tem que ser rasgador.

    Até meto, mas só para satisfazer o parceiro. E quanto a sexo oral, rapazes me chupem…kkkk

  9. Max, por que não fazer uma enquete? Mas tem que separar as bee’s das frogs, pro resultado ser mais confiável. hahah
    By the way, sou uma “versátil verdadeira”. rs

      • Poxa, eu sou curiosa. Ainda mais no caso das frogs, que muitas vezes não dá pra saber. Apesar de eu ter a impressão de que a maioria é versátil, conheço uma sapa que é ativa e não dá de jeito nenhum kkk. Também conheço uma bee super pintosa (com aquela voz goshtosa e que não consegue falar sem dar um show de mímica), que é ativa. Cadê as bee pra fazer coro comigo? Quero enquete, adoro enquete! hahahah

  10. Porran, tá muito claro no post mas tem gente que parece que não entendeu: se você prefere ser ativo(a), você é ativo(a); se prefere ser passivo(a), é passivo(a), e se “não gosta de rótulos” você tem falta de sexo ~~~justkidding~~~
    versátil que é versátil simplesmente não liga e curte muito tanto dar qto comer, o que é praticamente uma vantagem evolutiva no caso das frogs, muito útil qndo você ou sua parceira tão de chico. rs

    • Discordo !
      Mesmo sendo versátil vc tem q tomar uma posição na hora. Ou sempre deixará o outro decidir ?
      Eu mesmo sou versátil com preferência ativa.
      1º – Não comento minha preferência. Comentar isso é broxante – eu acho! Gosto de saber o q vai rolar na hora. Detesto ir à cama sabendo o q o outro gosta.

      2º – Como gosto de ser ativo, tento o domínio. Se eu dominar sou ativo, se dominado sou passivo numa boa, salvo neca grande.

      3º – Raríssimas às vezes q fui pass com algum gay. Realmente é panqueca. Mesmo dizendo q são atv, é vc pegar no braço e já estarão bruços. Uó! Poxa, mesmo tendo preferencia de ativo, queria pelo menos um pouco de rivalidade, deixando + interessante, misterioso, desafiador. Porém, a resistência é quase inexistente.

      4º – Discordo em ter q se definir apenas como ativo ou passivo. Se encontro com algum cara e ele dominar, mesmo eu curtindo ser atv, serei passivo. Nesse caso, se eu tivesse dito q era atv, daria a entender q menti.

      5º Melhor coisa é nao dizer nada, pois na cama, naturalmente, cada um saberá seu papel.

      • Só você não entendeu que falando tudo isso você continua apenas ativo. Pare de achar que ativo é aquele que só come e tem o cu mais intocável que a imagem da santa em Aparecida do Norte. Todo mundo que tem koo dá pelo menos uma vez na vida.

        Sem contar esse monte de restrição pra você ser passivo: Tem que dominar, não pode ter a neca grande, tem que bater de frente com seu domínio, quase uma luta greco-romana, tá na cara que isso é porque você não tem a intenção de dar, desde que tenha um BOM motivo pra isso. Resumindo, A-TI-VO.

        • Falam tanto que nós somos os extremistas por só escolhermos um lado, mas são vocês os cheios de “não me toques”. Fala para agir “naturalmente”, mas quem citou 5 tópicos com uma dúzia de regras foi você.

          • kkk, nao tinha lido esse. Verdade ! Simplesmente estou exigindo uma encenação e não algo natural. Adoro qdo alguem me mostra algo q n percebi.

            Mas por um lado, maxxx, a falta de alguem desafiador, diferente, é tamanha que inconscientemente nos contentamos até com uma fantasia, uma mentira, do q com a propria realidade. Encontrar só passivo por toda a eternidade é entediante. Nao q eu nao goste, mas tira todo o encanto do “inesperado”, do dinamismo q temos.
            Uma das vantagens de ser gay é exatamente a nao definição dos papéis. Sempre ir ao sexo com funções definidas, levar- nos – ía ao encontro da mesma linhagem monótona dos casais hts.

          • Olha, bee, eu acho que você tá lidando com as passivas erradas. Você pode ter 567 preferências na cama e ainda assim ser completamente frígida. Não é o número de coisas que você gosta de fazer trepando, mas COMO você faz cada uma delas.

            Uma passiva pode te impressionar dando o koo de centenas de formas, lugares e posições diferentes, e vice-versa, tudo depende dela e da química entre vocês. Mas nem se empolgue muito, a culpa não tá na separação dos papeis sexuais na cama, mas na mecânica de filme pornô que a nossa juventude faz sexo.

          • Vou te dar um exemplo, um dos meus paus-amigos, sabe aqueles caras que a gente nunca namoraria, mas são tão bons de cama que não vale a pena desperdiçar? Pois é, eu tenho alguns desses amigos.

            Eu saio com ele toda vez que eu enjôo desses moleques de 20 e poucos anos que só sabem meter o pinto e, bicho, faz três anos que o conheço, e nesses três anos eu NUNCA tive uma foda que eu pudesse dizer que foi feijão com arroz. Sempre me impressiona, e pelo tempo que a gente conhece, posso dizer que já trepamos mais que muito casalzinho que diz ter história de vida.

            Eu não posso falar por você que é ativo, sobre o quão tedioso deve ser só comer as mesmas bee’s de sempre, mas dar pros mesmos caras de sempre que seguem as mesmas regrinhas na cama também broxa qualquer passivo, e a única maneira de resolver isso é fodendo com as ruins até achar alguma boa! hauahauuh

          • ha ha ha haaaa…
            Vc é o cara ! Gosteiiiiiiiiiiiiiiii… Senti até uma invejazinha (boa) do seu pau amigo rsrsrs… Ter uma pessoa que sempre surpreende, sendo pau-amigo ou nao, seria viver no mundo da fantasia e jamais qrer sair de lá
            Vc é sortudo !

          • Conversar sempre com pessoas assim como vc – questionadoras, sagazes – tbm é viver no mundo da fantasia. Abçs !

        • “Pare de achar que ativo é aquele que só come e tem o cu mais intocável que a imagem da santa em Aparecida do Norte.”

          Rsrsrs… Realmente, tenho essa concepção de um verdadeiro ativo. Mas se tenho é pq a grande maioria pensa e o define assim. Pelo menos essa é a lei q impera nas mesas de bar. Massss se não é assim, entao considero-me um atv.

          • Pois é, bebê, o povo esquece que ativo também é gay e que deveria, teoricamente, ser mais liberal na cama e não ter essas neuras com ânus e próstata. Esse negócio de não poder mexer na bunda é coisa de hétero, deixa eles com o PÉSSIMO sexo deles pra lá.

          • “deixa eles com o PÉSSIMO sexo deles pra lá.”

            ha ha ha ha ha rsrsrs… Ahhhh, maxxx, adoro seus textos e coments. Abçs e boa noite ! Fui !

  11. a pcos dias tava eu contando pra uma amiga uma coisa q tinha me acontecido e q nao sabia se ja havia acontecido com alguem… ate q li aki nesse post…
    max… uma vez fiquei com um cara q era passivo…. so nao sabia q a passividade dele fazia com q ele nao deixasse tocar no p** dele q tava duro… como eu era novo na epoca e ingenuo, nao entendia nada, tentei por a boca… ele tirou de lah e começou a me beijar axo q pra “mudar de assunto”….
    dai fomos tomar um banho… eu gozei no banho e reparei q ele nao tinha gozado.. dai perguntei “vc nao vai gozar?” dai ele disse “ah é… voltou pro box, ficou menos de 30 segundos e saiu dizendo ter gozado…. mentchira…. so pode ser transex sei lah eu… mas mtas transex antes da operaçao usam os armamentos pra trabalho sei lah… so sei q estranhei mto akela situaçao… ainda mais q ele era amigo de um dos meus melhores amigos… coisa loca euahuahau..

  12. Esse lance de versatilidade é complicado…
    Eu curto sexo ! Não importa o que eu tenho que fazer.
    O único problema é que aqui no sul do Estado só dá ativo ! -.-‘

    • O que tem de complicado? Você mesmo resumiu a versatilidade com a frase “Eu curto sexo! Não importa o que eu tenho que fazer.”. Esse é o espírito da coisa, gata. Se você curte mais ser passivo ou curte mais ser ativo, ainda que varie de vez em quando por força das circunstâncias, você não é versátil. Oi, Simples Assim. rs

    • Eu moro na região serrana e não tenho coragem de chegar em ninguém aqui. #timidezextrema
      Aliás, essa questão de definir quem é o quê aqui me parece bem complicado. No meu caso, não consigo muito distinguir nas pessoas qual papel que elas curtem ou não na cama.
      E eu não saberia dizer se há mais ativos do que passivos por cá nessas bandas, mas diria que a maioria dos ativos, com certeza, é bissexual.

  13. E quando você tentar dar o cu e sai sangue? O que fazer?
    Já dei algumas vezes, porém sempre sangra. Se não sai sangue na hora, sangra depois…

    • Eu sempre sangro também… mas no meu caso é normal, porque meu tecido é muito sensível, fui no médico e ele me disse isso… no seu caso eu não vou dizer nada, melhor você se consultar 😀

  14. Ahazou passeva !!! Adorei o post Maxínia !!!! entendi agora pq ficou puta do seu koo ….. enfim lendo os coments e principalmente os seus , eu sempre soube mas entao pode me enquadrar como uma VERSÁTIL original , sem adaptações …eu kero q o mundo acabe em sexo pra morrer gozando .. nossa q escroto ..meu koo, eu sou poota mesmo … como minha mae bem diz , ainda bem q das irmas vc nasceu viado , pq se fosse raxa, vc seria a piranha do bairro !!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  15. Max… publique algumas dicas de chuca para as bees.. pois já me passaram o cheque quatro vezes apenas esse mes.
    Minha amiga farmaceutica sempre recomenda o uso de glicerin para uma chuca perfeita.

  16. Eu sou ativo mas dou o azar de namorar sempre com versáteis ou ativos… é quase sempre zero a zero na cama. =/
    Ser versátil deve ser a coisa mais complicada do mundo a meu ver… por mais que pareça que vale tudo o que vier na cama, acho ainda que cada um tem suas preferências pra um lado ou pra outro.
    E as dicas de como chegar num carinha na balada seriam bem vindas… hahaha

    PS: desculpe não ter te dado o abraço naquele dia que prometi, mas acabei com uns problemas aqui. =/ Mas uma hora dessas eu cumpro o pedido que te fiz. (um abraço)
    PS 2.0: te adicionei no msn. XD

  17. Max, será que falar que é “versátil que prefere ser ativo” não é uma forma de marcar a identidade gay e rejeitar estabelecer um hierarquia, como você colocou em outro post? Eu me coloco nessa categoria, e não me sinto muito a vontade com outras definições. Se você conversar comigo creio que será categórico que minha identidade é: A-TI-VO.
    Já tive relacionamento de seis meses em que era apenas passivo (meu namorado não conseguia dar por questões fisiológicas). Confesso, não me aguentei, e como era uma relação monogâmica, entre traí-lo com “uma passiva” e terminar, escolhi a última opção. Tive depois uma relação com outro cara mais ativo, mas que fazia a linha versátil comigo, foi de boa, fui bem feliz! Foram mais de dois anos!
    Hoje namoro um cara passivo, que em três anos me comeu uma vez… Estou feliz demais, mas não descarto voltar a fazer passivo. Mas confesso que não dou conta mesmo de ficar apenas nisso, não consigo ficar sem comer, isso é muito prazeroso para mim.
    Ah! Acho que vale uma análise mercadológica, como você diz. Minhas experiências como ativo sempre foram muito mais proveitosas que como passivo (raro encontrar um cara que sabe comer bem e, modéstia a parte, eu faço isso bem). Acho que houvesse encontrado um cara versátil, que soubesse comer bem, poderia ter uma relação muito boa, mas na ausência desse ser mitológico “100% versátil (e bom comedor)”, fui me especializando e me adequando as situações.
    Além disso, creio que as relações estão para além das questões sexuais. Se hoje me aparecesse esse ser mitológico “100% versátil (e bom comedor)”, não abriria mão da relação que eu tenho. Para mim, dar pode ser muito prazeroso, mas não consigo ficar sem comer. Além disso, com quem estou sou mesmo muito feliz!!!

    • vou repetir, leia seu texto de novo e observe que você não é versátil, é ativo, mas dá quando está a fim, como qualquer pessoa que experimenta algo diferente na cama.Eu não vejo hierarquia nenhuma não, tá, eu inclusive no outro post CRITIQUEI a hierarquia que o rapaz disse existir, bem diferente.

      • É… eu não sou versátil, nem sou ativo, sou “preferencialmente ativo”. Pena que o mundo seja mais complexo do que esse texto. Enfim, se eu não me enquadro nas suas categorias, isso não muda a minha vida nem a sua…

  18. Ei, queridinha. Tem uma expressão que estou cansada de ouvir sua amiga Dé usar: heteronormatividade e blá blá blá meu cu. Já ouviu? Pois é, repartir homossexuais em categorias estanque como “ativo” e “passivo” é o mesmo que polarizar uma relação que, a priori, devia ser afirmada exatamente pela multiplicidade de arranjos possíveis, de possibilidades de significar o próprio corpo quando em contato com outros corpos. Um beijinho pra você

    • Concordo contigo, porém categorizar só significa negligenciar individualidades na teoria – o que é o objetivo, não é meishmo?. Numa espécie tão diversa como a humana, é kinda impossível fazer algumas coisas sem categorizar os indivíduos. Na prática é impossível negar a existência da diversidade. Voltando ao assunto, entre nós gays, é difícil encontrar um ativo que NUNCA deu ou um passivo que NUNCA comeu, nem que tenha sido pra experimentar o outro lado. Acontece que às vezes nos é exigido um posicionamento mais direto pra falar das nossas preferências, entende? Nem sempre você vai ter tempo e intimidade pra expor as suas particularidades e contar seus “causos”, então, nessas situações, é mais apropriado que você se inclua na categoria com que mais se identifica.

      • Qual é a necessidade da categorização, nesse caso? Me parece mais um sintoma da vontade que parte dos próprios gays de “heterossexualizar” suas relações, estabelecer uma analogia com o modelo falido e castrador dos heterossexuais. O que falta é exatamente aquilo que alguns poucos sensatos disseram mais acima: olhar os outros e não saber o que vai acontecer. Penso que não se deve optar por manifestar posicionamento algum. Se a intenção é não repetir esse modelo heteronormativo falido e que limita o exercício das possibilidades, manter essa atmosfera indecidível é, além de assegurar para si o direito de transitar pelas possibilidades de papeis a assumir, um ato político. As relações devem ser inventadas, é isso. Mesmo que sejam fortuitas e apenas sexuais. E não entendo quando você diz que “nem sempre você vai ter tempo e intimidade para expor suas particularidades”. Como é isso? Você tem que dizer se gosta “mais” de ser “ativo” ou “passivo” ao primeiro que aparecer na rua? Não é preciso justificar-se. Entendo quando diz que as categorias de algum modo servem de parâmetro e que as generalizações, em alguns casos, são a única maneira de tomar medidas. Mas isso em escalas mais abrangentes; a questão aqui é o seu corpo e o modo como vai usá-lo, é pessoal, entende?

    • QUAL o problema em polarizar, me conta aqui? Quem está heteronormatizando é você ao colocar como verdade a visão dos héteros de que os gays são infinitamente mais liberais na cama. Já falei, gay não é característica de personalidade, todos estão passíveis de preferir se encaixar num padrão que te agrada sem precisar procurar novas experiências na versatilidade.

      Às vezes sinto uma ponta de recalque por parte desses versáteis xiitas, como se o fato de eles sentirem prazer das duas formas fosse motivo para considerarem a sua forma de fazer a sexo a representação da plenitude do orgasmo.

  19. Max, te adoro…..acho vc um bom representante da causa lgbseilaoquê…..
    Mas sou obrigado a concordar com algum cidadão aí que disse que o problema é essa categorização……a coisa ruim disso tudo é que depois vem a maudita estigmatização (concordemos que existe). Portanto, porse tratarem as gays de um “classe” (odeio falar assim pois já se trata de uma categorização) estigmatizada, não precisamos de mais um adjetivo indesejável…..

    bjuh…
    Neto(Brasília)
    adoro o babado certo…

  20. Minha humilde opinião sobre o assunto:

    Se existem pessoas 100% passivas, não tenho 100% de certeza, mas o fato é que NÃO existem homens 100% ativos. Nem héteros são 100% ativos. Portanto mais cedo ou mais tarde, aquele parceiro que se diz ativo, vai manifestar a vontade de ser passivo. Eu particularmente, não me relaciono com caras passivos e nem com caras que declarem preferência por ser passivo. O motivo, é que eu gosto de ser passivo, mais gosto de ser ativo também, pois ânus por ser apertado dá sim prazer no pênis e isso é inegável. É mias fácil você convencer um cara que se diz ativo a dar pra você, do que convencer um passivo a te comer, portanto passo longe de passivos. Eu defendo muito a versatilidade, porque desta forma ninguém se restringe a nada. E outra, se nasceu com pênis, tem que gostar de usar, ora essa. Se não gosta de usar o pênis, não sente prazer no movimento característico que leva ao gozo, tira o pênis fora.

  21. Boa tarde

    Eu era só ativo até começar a namorar um carinha, e ele também só era ativo.
    Resolvemos tentar, e depois dele ter muita paciência comigo, hj somos versáteis com o namoro bem organizado… sempre, no sexo, uma vez eu sou ativo e na outra ele. tem funcionado a mais de 2 anos. e não entra na rotina! bjus, adoro seu blog

  22. Pois eu sou apenas ativo… tentei fazer passivo, e realmente não gostei… prefiro dominar.. ter controle da situação.. adoro a sensação de estar penetrando meu perceiro….

Comenta, beesha!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s